Para quem quer poupar combustivel !


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

cadê o tal professor?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 cadê o tal professor? em Sex 20 Jan 2012, 14:16

acalister


Rank : 5
Rank : 5
Se tem uma coisa que eu ainda não entendi até agora é como um kit como esse do professor Sebastião, conseguiu em um veículo flex, economizar mais de 85%, sem EFIE ou qualquer dispositivo eletronico,como?

http://www.unb.br/noticias/unbagencia/unbagencia.php?id=3676

Ontem recebi um email de um colega do forum dizendo que um suposto ex aluno do professor (envolvido na fabricação do KIT) estaria vendendo uma replica do sistema utilizado por ele na reportagem, ao custo de 1400 reais. Como eu faço para comprar esse kit (lendário)? mais alguem aqui ta sabendo dessa história? alguem aqui teve ou ja fez contato com esse professor? como podemos ter certeza de que esse é realmente o clone do kit do Sebastião?

Ver perfil do usuário

2 Re: cadê o tal professor? em Sex 20 Jan 2012, 15:22

André, entra em contato com esse professor, já tentou? Inclusive para saber dele que tipo de sal ele usa e que elementos químicos estão sendo gerados. Como professor de química, pelo menos isso ele pode dizer.

Ver perfil do usuário

3 Re: cadê o tal professor? em Sex 20 Jan 2012, 17:04

acalister


Rank : 5
Rank : 5
ET-e-HHO-existe escreveu:André, entra em contato com esse professor, já tentou? Inclusive para saber dele que tipo de sal ele usa e que elementos químicos estão sendo gerados. Como professor de química, pelo menos isso ele pode dizer.

Com certeza, sem ele confirmar eu nem me arriscaria comprar, o Sebastião sabe muito bem o que esta fazendo! mas eu duvido que ele libere a receita do bolo, por motivos diversos etc. meu único interesse é ter esse famoso sistema na minha coleção. Você já estava sabendo da comercialização deste kit?

Ver perfil do usuário

4 Re: cadê o tal professor? em Sex 20 Jan 2012, 17:34

Não sabia da comercialização, sabia do prof., mas sempre achei tudo isso muito estranho, principalmente essa coisa do sal, que sal?

Mas, tu já tentou mandar um mail para ele?

Ver perfil do usuário

5 Um Gênio em Sex 20 Jan 2012, 21:21

acalister


Rank : 5
Rank : 5
ET-e-HHO-existe escreveu:Não sabia da comercialização, sabia do prof., mas sempre achei tudo isso muito estranho, principalmente essa coisa do sal, que sal?

Mas, tu já tentou mandar um mail para ele?

Pois eh, mas esse kit foi anunciado em off e aqui nesse forum. (que sal)? ou um tipo de sal,pode ser muita coisa, isso ainda é o segundo maior mistério, mas como tenho um colega usando uma pitada de sal de cozinha e vinagre branco, segundo ele, nada (ainda) aconteceu com as placas, solução ta amarela, quanto aos efeitos do gás nos sensores ele ainda nada sei a respeito (louco) pois na minha opinião, é esse o maior problema (gás altamente corrosivo), problema esse que mesmo obtendo uma boa economia de combustível, na prática geraria um prejuízo bem maior ou até perda total do motor gerados pelo gás corrosivo. na corrida por melhores resultados, isso não parece ter preço, nem respeito pela natureza, f-d- neh.
Eu nunca entrei em contato com o professor, tbm nunca tentei, fiz contato com 2 alunos dele, um deles chegou ate´jurar de que o eletrolito era (soda caustica). A unica coisa que eu acho bem estranho nem é tanto o eletrolito e sim a temperatura de trabalho dessa célula DRY, 80º C, pra mim, morte prematura anunciada da célula,vapor excessivo, algo impossível ao meu ver com uso de aço inox na forma tradicional de construção dessas células HHO. Mas isso é irrelevante frente aos 85% anunciados na reportagem. Prof Sebastião tem a receita certa! Alguém aqui conhece ou já ouviu falar de uma façanha dessas por alguém no Brasil? melhor, com matéria publicada + foto e nome real do criador ?Esse é o cara!

Barrilo, pelo amor de deus, descobre logo que sal é esse, precisamos salvar o HHO.

Ver perfil do usuário

6 Re: cadê o tal professor? em Sex 20 Jan 2012, 23:01

André, professor, por professor, eu estou mais inclinado a acreditar no da Unicamp, embora ainda esteja a esperar os resultados detalhados da pesquisa dele. Tu acha que um aluno levaria quanto tempo para organizar tudo e publicar os resultados? Segundo ele só faltava isso para que ele pudesse me passar um trabalho decente sobre o assunto.

Quanto ao professor de Brasília, o mais promissor que vi foi que tu mesmo enxergou economia com o uso do sal, mas causando corrosão e futura destruição não só da célula eletrolítica, como também a corrosão de peças no motor.

Pessoalmente, sem o aval de ninguém, eu nem me atreveria a usar sal de cozinha em eletrólise, já usei e me dei muito mau, não me atrevo mais. No caso da eletrólise com sal de cozinha, se pudesse descartar o gás cloro gerado, a eletrólise é muito mais proveitosa em termos de rendimento de gás hidrogênio, mas que fazer com o infeliz do cloro? Por outro lado, mesmo sendo destrutivo, será que foi o gás cloro que melhorou o rendimento do motor?

Eletrolise com sal de cozinha vai gerar muito mais hidrogênio que com outros eletrólitos que produzem oxigênio, mais isso será até ser consumido todo o cloro, pois depois disso o que se tem é justamente soda cáustica na solução e começa a produção de oxigênio, ou a verdadeira eletrólise da água, antes se eletrolisava o eletrólito.

Teu colega usando vinagre e sal de cozinha como eletrólito, eu acho que ele fará uma mera eletrólise com sal de cozinha sobrando acetato de sódio, ao invés de soda cáustica, como quanto se usa apenas sal. Nesse caso eu não sei como ficará a eletrólise quando acabar o cloro, mas imagino que se a solução estiver fria vai fazer alguns cristais de acetato parando a eletrólise, já se estiver quente provavelmente começa uma eletrólise da água com o acetato dissolvido. Resumindo: Teu colega usa vinagre + sal + eletrólise para fazer num primeiro momento soda cáustica (com o miserável do cloro junto), que vai reagir com o vinagre para virar acetato de sódio. Uma vez eliminado o cloro e usado toda a soda cáustica para obtenção de acetato de sódio, ele terá preparado uma solução eletrolítica de acetato de sódio que deve funcionar se estiver aquecida. Se sobrar reagentes e no fim tiver acetato + soda cáustica, isso ainda dá uma eletrolise da água, acho eu.

Acetato de sódio = gelo quente

Ver perfil do usuário

7 Re: cadê o tal professor? em Sex 27 Jan 2012, 13:14

Já até vi a reportagem, mas nada de concreto. Bem quanto a este suposto "SAL", ignoro totalmente, vou averiguar de tentar descobrir algo. Por enquanto fico mesmo com o THP. Não vou me arriscar em usar outro eletrólito. Já diz meu pai. "time que está ganhando não se mexe"!
Abraços a todos

Ver perfil do usuário

8 Re: cadê o tal professor? em Qua 28 Nov 2012, 20:31

alberto barillo escreveu:Já até vi a reportagem, mas nada de concreto. Bem quanto a este suposto "SAL", ignoro totalmente, vou averiguar de tentar descobrir algo. Por enquanto fico mesmo com o THP. Não vou me arriscar em usar outro eletrólito. Já diz meu pai. "time que está ganhando não se mexe"!
Abraços a todos

É VERDADE, QUANTO VOCÊ ESTA VENDENDO 500 GRAMAS DE THP.

Ver perfil do usuário

9 Re: cadê o tal professor? em Qua 28 Nov 2012, 21:07

h-roo


Rank : 5
Rank : 5
jonas.p.andrade escreveu:
alberto barillo escreveu:Já até vi a reportagem, mas nada de concreto. Bem quanto a este suposto "SAL", ignoro totalmente, vou averiguar de tentar descobrir algo. Por enquanto fico mesmo com o THP. Não vou me arriscar em usar outro eletrólito. Já diz meu pai. "time que está ganhando não se mexe"!
Abraços a todos

É VERDADE, QUANTO VOCÊ ESTA VENDENDO 500 GRAMAS DE THP.

Deu pra fazer ressureições agora?...rsrs
Deixa quieto, isso ai tá tudo enterrado.

Ver perfil do usuário

10 Re: cadê o tal professor? em Qua 28 Nov 2012, 21:26

h-roo escreveu:
jonas.p.andrade escreveu:
alberto barillo escreveu:Já até vi a reportagem, mas nada de concreto. Bem quanto a este suposto "SAL", ignoro totalmente, vou averiguar de tentar descobrir algo. Por enquanto fico mesmo com o THP. Não vou me arriscar em usar outro eletrólito. Já diz meu pai. "time que está ganhando não se mexe"!
Abraços a todos

É VERDADE, QUANTO VOCÊ ESTA VENDENDO 500 GRAMAS DE THP.

Deu pra fazer ressureições agora?...rsrs
Deixa quieto, isso ai tá tudo enterrado.

HEHEHEHE, SÓ QUERIA NEGOCIAR COM O BARILLO ESTE PRODUTO TÃO BOM RSRSRS

Ver perfil do usuário

11 Re: cadê o tal professor? em Seg 22 Abr 2013, 02:28

tanpa nama


Rank : 2
Rank : 2
acalister escreveu:Se tem uma coisa que eu ainda não entendi até agora é como um kit como esse do professor Sebastião, conseguiu em um veículo flex, economizar mais de 85%, sem EFIE ou qualquer dispositivo eletronico,como?

http://www.unb.br/noticias/unbagencia/unbagencia.php?id=3676

Ontem recebi um email de um colega do forum dizendo que um suposto ex aluno do professor (envolvido na fabricação do KIT) estaria vendendo uma replica do sistema utilizado por ele na reportagem, ao custo de 1400 reais. Como eu faço para comprar esse kit (lendário)? mais alguem aqui ta sabendo dessa história? alguem aqui teve ou ja fez contato com esse professor? como podemos ter certeza de que esse é realmente o clone do kit do Sebastião?

Que história interessante e duvidosa...

Ver perfil do usuário

12 Re: cadê o tal professor? em Qua 16 Jul 2014, 07:19

gudrous


Rank : 0
Rank : 0
[quote="acalister"]Se tem uma coisa que eu ainda não entendi até agora é como um kit como esse do professor Sebastião, conseguiu em um veículo flex, economizar mais de 85%, sem EFIE ou qualquer dispositivo eletronico,como?

http://www.unb.br/noticias/unbagencia/unbagencia.php?id=3676

Ontem recebi um email de um colega do forum dizendo que um suposto ex aluno do professor (envolvido na fabricação do KIT) estaria vendendo uma replica do sistema utilizado por ele na reportagem, ao custo de 1400 reais. Como eu faço para comprar esse kit (lendário)? mais alguem aqui ta sabendo dessa história? alguem aqui teve ou ja fez contato com esse professor? como podemos ter certeza de que esse é realmente o clone do kit do Sebastião?[/quote]

Já conseguiu comprar o distinto Kit?

Ver perfil do usuário

13 Re: cadê o tal professor? em Qua 16 Jul 2014, 17:59

acalister


Rank : 5
Rank : 5
[quote="gudrous"][quote="acalister"]Se tem uma coisa que eu ainda não entendi até agora é como um kit como esse do professor Sebastião, conseguiu em um veículo flex, economizar mais de 85%, sem EFIE ou qualquer dispositivo eletronico,como?

http://www.unb.br/noticias/unbagencia/unbagencia.php?id=3676

Ontem recebi um email de um colega do forum dizendo que um suposto ex aluno do professor (envolvido na fabricação do KIT) estaria vendendo uma replica do sistema utilizado por ele na reportagem, ao custo de 1400 reais. Como eu faço para comprar esse kit (lendário)? mais alguem aqui ta sabendo dessa história? alguem aqui teve ou ja fez contato com esse professor? como podemos ter certeza de que esse é realmente o clone do kit do Sebastião?[/quote]

Já conseguiu comprar o distinto Kit?[/quote]



kkkkk, lendário não é o KIT mas o eletrólito utilizado por ele, se bobear, nem ele Sebastião se deu conta disso.

falando em KIT lendário, o Dry Cell da Hydrogens, o mega super kit eficiente, sem dúvida nenhuma, é um kit considerado eficiente na produção, bonitinho, acrílico transparente, aço inox 316l, 4 placas bipolares, impressiona bem, mas mesmo com tantas qualidades quem o comprava não obtinha nenhum resultado, batia o arrependimento e dai o sujeito corria para revender e recuperar o prejuízo, eficiente nas bolhas e um péssimo exemplo de economia.

já o Kit do Sebastião, construído com placas adquiridas no lixão, sem procedência, coletadas pelo seu aluno e ajudante, nada de cortes a laser, super rústico feito nas coxas, sem frescura, sem EFIE um exemplo de economia.

Ver perfil do usuário

14 Re: cadê o tal professor? em Qui 17 Jul 2014, 19:40

acalister


Rank : 5
Rank : 5
afinal de contas, qual foi o eletrólito utilizado pelo agrônomo Sebastião? alguém se arrisca?

aqui vai uma dica, branco cristalino e Ph 7,0

Ver perfil do usuário

15 Re: cadê o tal professor? em Sab 19 Jul 2014, 17:32

acalister escreveu:
gudrous escreveu:
acalister escreveu:Se tem uma coisa que eu ainda não entendi até agora é como um kit como esse do professor Sebastião, conseguiu em um veículo flex, economizar mais de 85%, sem EFIE ou qualquer dispositivo eletronico,como?

http://www.unb.br/noticias/unbagencia/unbagencia.php?id=3676

Ontem recebi um email de um colega do forum dizendo que um suposto ex aluno do professor (envolvido na fabricação do KIT) estaria vendendo uma replica do sistema utilizado por ele na reportagem, ao custo de 1400 reais. Como eu faço para comprar esse kit (lendário)? mais alguem aqui ta sabendo dessa história? alguem aqui teve ou ja fez contato com esse professor? como podemos ter certeza de que esse é realmente o clone do kit do Sebastião?

Já conseguiu comprar o distinto Kit?



kkkkk, lendário não é o KIT mas o eletrólito utilizado por ele, se bobear, nem ele Sebastião se deu conta disso.

falando em KIT lendário, o Dry Cell da Hydrogens, o mega super kit eficiente, sem dúvida nenhuma, é um kit considerado eficiente na produção, bonitinho, acrílico transparente, aço inox 316l, 4 placas bipolares, impressiona bem, mas mesmo com tantas qualidades quem o comprava não obtinha nenhum resultado, batia o arrependimento e dai o sujeito corria para revender e recuperar o prejuízo, eficiente nas bolhas e um péssimo exemplo de economia.

já o Kit do Sebastião, construído com placas adquiridas no lixão, sem procedência, coletadas pelo seu aluno e ajudante, nada de cortes a laser, super rústico feito nas coxas, sem frescura, sem EFIE um exemplo de economia.

Segundo Sebastião, a economia é causada por três motivos. O primeiro é que o hidrogênio é muito mais energético que a gasolina. Segundo, a expansão da água gerada também ocasiona aumento de potência do motor. Além disso, a água em alta temperatura causa limpeza das válvulas, velas, bicos, injetores, câmaras de combustão, que vão afetar o rendimento do carro. “É provável que, desses fatores, a limpeza da câmara de combustão seja o principal responsável pelo rendimento do motor”, acredita.

Então se o principal fator é a limpeza, porque num carro zero o rendimento não é tão espetacular ?

Ver perfil do usuário

16 contato em Sab 19 Jul 2014, 17:33

ET-e-HHO-existe escreveu:André, entra em contato com esse professor, já tentou? Inclusive para saber dele que tipo de sal ele usa e que elementos químicos estão sendo gerados. Como professor de química, pelo menos isso ele pode dizer.

Olá. Preciso falar contigo. Quando puder me mande um e-mail: vendas@mobflex.com.br

Ver perfil do usuário

17 Re: cadê o tal professor? Hoje à(s) 04:09

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum