Para quem quer poupar combustivel !


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

MOBMIX GREEN testes

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 3 de 7]

51 Re: MOBMIX GREEN testes em Sex 01 Nov 2013, 13:19

h-roo escreveu:http://carpress.uol.com.br/reportagem/item47966.shl

O híbrido da Peugeot/Citroen

O ar comprimido tem uma energia X...a água sob alta pressão/calor tem, ao expandir, uma energia
muito maior, como pressão e como combustão (vaporeto G2, compreendem?...rsrs)
Como seu vaporeto funciona eu não sei, isso tendo a fé em ti de acreditar que está funcionando, mas tua explicação não me faz sentido.

Vou explicar:

A energia do ar-comprimido não está no ar, o ar naturalmente não tem energia, quem tem energia natural é um combustível, não o ar ou a água. Para água ou o ar ter energia usável, eles tem de ser levados a um estado energético por ação de algum processo abastecido por uma fonte de energia, na qual o estado energético da água ou ar não será superior a energia que foi gasta no processo que energizou a água ou o ar.

Resumindo: Ar-comprimido e vapor d'água são vetores de energia e terão tanta energia quanto for adicionada pelo processo em questão. Então você pode adicionar X unidades de energia a água transformando-a em vapor e pode adicionar a mesma quantidade X de energia ao ar comprimindo-o, nesses casos tanto o vapor d'água e o ar-comprimido terão a mesma quantidade de energia acumulada.

Explica melhor tua ideia que não bateu com a física.

Outro detalhe importante: O carro que tu usou como referência usa um tanque longo para guardar ar-comprimido (não vapor d'água) e regenera energia das freadas, substitui a ação do motor térmico pelo de ar-comprimido nos momentos de menor eficiência do motor térmico, formula mais que conhecida dos híbridos, o que tem essa técnica haver com o teu vaporeto?

Ver perfil do usuário

52 Re: MOBMIX GREEN testes em Sex 01 Nov 2013, 14:39

Isso é uma discussão interessante de uma ideia que eu já me dediquei e ainda não cheguei a uma conclusão, inclusive foi motivo deu perguntar ao André sobre se o vapor no HHO faz a diferença.

Veja o diagrama abaixo:


http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Phase-diag.svg

Dai podemos visualizar como a água pode armazenar energia térmica em função da temperatura e pressão. Só falta um gráfico de quanto calor a água precisa absorver para subir 1° de temperatura (calor especifico) em função da pressão.

Pensemos sobre e façamos nossos comentários de como vapor d'água pode ou não ser melhor do que o ar como coadjuvante na transformação da energia química do combustível em energia mecânica no motor térmico.

Pego Hugo?

Ver perfil do usuário

53 Re: MOBMIX GREEN testes em Sex 01 Nov 2013, 21:27

h-roo


Rank : 5
Rank : 5
ET-e-HHO-existe escreveu:
h-roo escreveu:http://carpress.uol.com.br/reportagem/item47966.shl

O híbrido da Peugeot/Citroen

O ar comprimido tem uma energia X...a água sob alta pressão/calor tem, ao expandir, uma energia
muito maior, como pressão e como combustão (vaporeto G2, compreendem?...rsrs)
Como seu vaporeto funciona eu não sei, isso tendo a fé em ti de acreditar que está funcionando, mas tua explicação não me faz sentido.

Vou explicar:

A energia do ar-comprimido não está no ar, o ar naturalmente não tem energia, quem tem energia natural é um combustível, não o ar ou a água. Para água ou o ar ter energia usável, eles tem de ser levados a um estado energético por ação de algum processo abastecido por uma fonte de energia, na qual o estado energético da água ou ar não será superior a energia que foi gasta no processo que energizou a água ou o ar.

Resumindo: Ar-comprimido e vapor d'água são vetores de energia e terão tanta energia quanto for adicionada pelo processo em questão. Então você pode adicionar X unidades de energia a água transformando-a em vapor e pode adicionar a mesma quantidade X de energia ao ar comprimindo-o, nesses casos tanto o vapor d'água e o ar-comprimido terão a mesma quantidade de energia acumulada.

Explica melhor tua ideia que não bateu com a física.

Outro detalhe importante: O carro que tu usou como referência usa um tanque longo para guardar ar-comprimido (não vapor d'água) e regenera energia das freadas, substitui a ação do motor térmico pelo de ar-comprimido nos momentos de menor eficiência do motor térmico, formula mais que conhecida dos híbridos, o que tem essa técnica haver com o teu vaporeto?
Eu tenho 400º de calor "de grátis" no escapamento, mais a necessidade de 7 amperes para as velas de aquecimento, para chegar a 650º. Imagina o que isso dá de pressão num circuito fechado e a pressão ao liberar dentro duma câmara (cilindro), sem contar que haverá quebra de moléculas (HHO). A destilação de água que fiz esses dias,de outra forma, e aqui coloquei, foi para confirmar uma teoria que surgiu sobre fazer a injeção do "vapor" de maneira intermitente, não mais constante, num determinado momento dos 4 ciclos. Dois momentos serão testados com o Reator G2. Um quando o cilindro estiver no PMI, ao fim da admissão e as válvulas fechadas para início da compressão, outro quando o cilindro estiver atingindo o PMS, pouco ante da injeção do diesel.
Pegou?

Ver perfil do usuário

54 Re: MOBMIX GREEN testes em Sex 01 Nov 2013, 21:28

h-roo


Rank : 5
Rank : 5
ET-e-HHO-existe escreveu:Isso é uma discussão interessante de uma ideia que eu já me dediquei e ainda não cheguei a uma conclusão, inclusive foi motivo deu perguntar ao André sobre se o vapor no HHO faz a diferença.

Veja o diagrama abaixo:


http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Phase-diag.svg

Dai podemos visualizar como a água pode armazenar energia térmica em função da temperatura e pressão. Só falta um gráfico de quanto calor a água precisa absorver para subir 1° de temperatura (calor especifico) em função da pressão.

Pensemos sobre e façamos nossos comentários de como vapor d'água pode ou não ser melhor do que o ar como coadjuvante na transformação da energia química do combustível em energia mecânica no motor térmico.

Pego Hugo?
"Peguei, chacoalhei, guardei...tornei pegar chacoalhar e guardar"...lembra disso ainda?....kkkkkkk

Ver perfil do usuário

55 Re: MOBMIX GREEN testes em Sex 01 Nov 2013, 21:43

h-roo escreveu:
ET-e-HHO-existe escreveu:Isso é uma discussão interessante de uma ideia que eu já me dediquei e ainda não cheguei a uma conclusão, inclusive foi motivo deu perguntar ao André sobre se o vapor no HHO faz a diferença.

Veja o diagrama abaixo:


http://pt.wikipedia.org/wiki/Ficheiro:Phase-diag.svg

Dai podemos visualizar como a água pode armazenar energia térmica em função da temperatura e pressão. Só falta um gráfico de quanto calor a água precisa absorver para subir 1° de temperatura (calor especifico) em função da pressão.

Pensemos sobre e façamos nossos comentários de como vapor d'água pode ou não ser melhor do que o ar como coadjuvante na transformação da energia química do combustível em energia mecânica no motor térmico.

Pego Hugo?
"Peguei, chacoalhei, guardei...tornei pegar chacoalhar e guardar"...lembra disso ainda?....kkkkkkk
Obrigado por essas palavras engraçadas, só você tentando me sacanear para me fazer rir num dia tão ruim como hoje. Não lembro disso não e não sei o que tu quer dizer, mas me fez rir num dia em que não tenho nada para rir.

Ver perfil do usuário

56 Re: MOBMIX GREEN testes em Sex 01 Nov 2013, 21:51

h-roo escreveu:
ET-e-HHO-existe escreveu:
h-roo escreveu:http://carpress.uol.com.br/reportagem/item47966.shl

O híbrido da Peugeot/Citroen

O ar comprimido tem uma energia X...a água sob alta pressão/calor tem, ao expandir, uma energia
muito maior, como pressão e como combustão (vaporeto G2, compreendem?...rsrs)
Como seu vaporeto funciona eu não sei, isso tendo a fé em ti de acreditar que está funcionando, mas tua explicação não me faz sentido.

Vou explicar:

A energia do ar-comprimido não está no ar, o ar naturalmente não tem energia, quem tem energia natural é um combustível, não o ar ou a água. Para água ou o ar ter energia usável, eles tem de ser levados a um estado energético por ação de algum processo abastecido por uma fonte de energia, na qual o estado energético da água ou ar não será superior a energia que foi gasta no processo que energizou a água ou o ar.

Resumindo: Ar-comprimido e vapor d'água são vetores de energia e terão tanta energia quanto for adicionada pelo processo em questão. Então você pode adicionar X unidades de energia a água transformando-a em vapor e pode adicionar a mesma quantidade X de energia ao ar comprimindo-o, nesses casos tanto o vapor d'água e o ar-comprimido terão a mesma quantidade de energia acumulada.

Explica melhor tua ideia que não bateu com a física.

Outro detalhe importante: O carro que tu usou como referência usa um tanque longo para guardar ar-comprimido (não vapor d'água) e regenera energia das freadas, substitui a ação do motor térmico pelo de ar-comprimido nos momentos de menor eficiência do motor térmico, formula mais que conhecida dos híbridos, o que tem essa técnica haver com o teu vaporeto?
Eu tenho 400º de calor "de grátis" no escapamento, mais a necessidade de 7 amperes para as velas de aquecimento, para chegar a 650º. Imagina o que isso dá de pressão num circuito fechado e a pressão ao liberar dentro duma câmara (cilindro), sem contar que haverá quebra de moléculas (HHO). A destilação de água que fiz esses dias,de outra forma, e aqui coloquei, foi para confirmar uma teoria que surgiu sobre fazer a injeção do "vapor" de maneira intermitente, não mais constante, num determinado momento dos 4 ciclos. Dois momentos serão testados com o Reator G2. Um quando o cilindro estiver no PMI, ao fim da admissão e as válvulas fechadas para início da compressão, outro quando o cilindro estiver atingindo o PMS, pouco ante da injeção do diesel.
Pegou?
Peguei tudo não, a color rejeitado no escapamento que tu reintegra ao sistema realmente é energia a mais e grátis, mas se essa vela que precisa de 7A e drena energia do motor, se ela devolve mais do que consome, isso eu ainda não peguei.

Aquela experiência de condensação, eu também não peguei.

Enfim, tem muito o que entender nesse processo e acho que tu simplifica, espero que tuas experiências com adição do vapor em momentos diferentes mostrem uma explicação melhor para o que tu diz estar acontecendo. Tomara que tu conte pelo menos as conclusões, mesmo sem os detalhes do seu projeto sigiloso.

Ver perfil do usuário

57 Re: MOBMIX GREEN testes em Sex 01 Nov 2013, 22:02

h-roo


Rank : 5
Rank : 5
ET-e-HHO-existe escreveu:
h-roo escreveu:
ET-e-HHO-existe escreveu:
h-roo escreveu:http://carpress.uol.com.br/reportagem/item47966.shl

O híbrido da Peugeot/Citroen

O ar comprimido tem uma energia X...a água sob alta pressão/calor tem, ao expandir, uma energia
muito maior, como pressão e como combustão (vaporeto G2, compreendem?...rsrs)
Como seu vaporeto funciona eu não sei, isso tendo a fé em ti de acreditar que está funcionando, mas tua explicação não me faz sentido.

Vou explicar:

A energia do ar-comprimido não está no ar, o ar naturalmente não tem energia, quem tem energia natural é um combustível, não o ar ou a água. Para água ou o ar ter energia usável, eles tem de ser levados a um estado energético por ação de algum processo abastecido por uma fonte de energia, na qual o estado energético da água ou ar não será superior a energia que foi gasta no processo que energizou a água ou o ar.

Resumindo: Ar-comprimido e vapor d'água são vetores de energia e terão tanta energia quanto for adicionada pelo processo em questão. Então você pode adicionar X unidades de energia a água transformando-a em vapor e pode adicionar a mesma quantidade X de energia ao ar comprimindo-o, nesses casos tanto o vapor d'água e o ar-comprimido terão a mesma quantidade de energia acumulada.

Explica melhor tua ideia que não bateu com a física.

Outro detalhe importante: O carro que tu usou como referência usa um tanque longo para guardar ar-comprimido (não vapor d'água) e regenera energia das freadas, substitui a ação do motor térmico pelo de ar-comprimido nos momentos de menor eficiência do motor térmico, formula mais que conhecida dos híbridos, o que tem essa técnica haver com o teu vaporeto?
Eu tenho 400º de calor "de grátis" no escapamento, mais a necessidade de 7 amperes para as velas de aquecimento, para chegar a 650º. Imagina o que isso dá de pressão num circuito fechado e a pressão ao liberar dentro duma câmara (cilindro), sem contar que haverá quebra de moléculas (HHO). A destilação de água que fiz esses dias,de outra forma, e aqui coloquei, foi para confirmar uma teoria que surgiu sobre fazer a injeção do "vapor" de maneira intermitente, não mais constante, num determinado momento dos 4 ciclos. Dois momentos serão testados com o Reator G2. Um quando o cilindro estiver no PMI, ao fim da admissão e as válvulas fechadas para início da compressão, outro quando o cilindro estiver atingindo o PMS, pouco ante da injeção do diesel.
Pegou?
Peguei tudo não, a color rejeitado no escapamento que tu reintegra ao sistema realmente é energia a mais e grátis, mas se essa vela que precisa de 7A e drena energia do motor, se ela devolve mais do que consome, isso eu ainda não peguei.

Aquela experiência de condensação, eu também não peguei.

Enfim, tem muito o que entender nesse processo e acho que tu simplifica, espero que tuas experiências com adição do vapor em momentos diferentes mostrem uma explicação melhor para o que tu diz estar acontecendo. Tomara que tu conte pelo menos as conclusões, mesmo sem os detalhes do seu projeto sigiloso.  
7 amperes num motor diesel de mais de 100 HP, que te dá um retorno de +-16% de economia, com o reator, é "nada".
Sobre o mais, procure lembrar todas as teorias que tu mesmo postou sobre eliminar borboleta, sobre injetar vapor ou ar quente e tudo mais...e tente fazer um paralelo com o que expus...vais chegar a algumas conclusões interessantes...rsrs
Não esqueça, parece que você conclui, se não me engano, que injetar ar quente (naturalmente ele estará expandido e com menores teores, "roubando" espaço do ar frio na sucção, que tem maiores teores) diminuiria o total de oxigênio na câmara. Agora imagina que o motor tenha feito a admissão normal, e só depois disso você injeta, ou ar quente sob pressão, ou no caso do "Vaporeto" G2, injetando "vapor" com alta pressão numa câmara já preenchida do ar da admissão.

Ver perfil do usuário

58 Re: MOBMIX GREEN testes em Sex 01 Nov 2013, 22:55

Pode ser que 7A para  seu motorzão não seja nada, mas pode ser que se tu injetar o vapor aos 400ºC, sem aquece-lo aos 700ºC com a válvula, também não altere em nada. Ou seja, mesmo que 7A não signifique nada para esse motorzão, também não significa que a função dessa válvula aquecedora signifique algo.

Quanto ao efeito borboleta, este não se aplica aos motores diesel, alias, essa é uma das vantagens dele, não tem restrição de ar.

Quanto ao resto tenho que pensar, ou então tu pesquisa ai direito e dá uma lição de mecânica para gente.

Ver perfil do usuário

59 Re: MOBMIX GREEN testes em Sex 01 Nov 2013, 23:35

Um motor diesel trabalha com mistura de pobre a estequiométrica no máximo, ele acelera e desacelera mudando a estequiometria da mistura, sem restrição do ar. Um motor diesel precisa de calor para queimar o óleo que entra no pistão, faz isso por compressão do ar admitido. Na ignição do diesel existe uma queima mais lenta e difícil de iniciar; é como se a gasolina fosse o álcool e o diesel a lenha de uma churrasqueira.

Não sei o que ocorreria se tentássemos acender uma mistura gasolina-ar por compressão-calor como no diesel, mas certamente uma mistura estequiométrica de diesel-ar não acenderia por uma centelha.

Pensando nisso tudo, eu me pergunto se você (Hugo) não teria o mesmo efeito se injetasse ar quente no motor ao invés de ter esse trabalho todo de aquecer água no escapamento e na válvula.

Pense num detalhe, apesar de não haver restrição ao ar no motor diesel, ao aspirar em grande velocidade talvez entre menos ar, assim a restrição do ar viria da velocidade que o pistão desce e fecha a válvula de admissão e a inercia do ar entrar nesse período. Se tiver menos ar doque o esperado, a compressão será menor e o aquecimento do ar também será menor e esse calor é que faz a ignição do diesel. Se tu injeta um pouco de gás (seja ar ou vapor) preenchendo melhor o cilindro, então a compressão esquentará ao máximo possível que é o mesmo que fazer uma baita centelha no motor otto.

Pegou? (se eu estiver certo, o que não é difícil, tu só precisava desviar um pouco da exaustão para dentro do cilindro sem essa complicação toda...)

Ver perfil do usuário

60 Re: MOBMIX GREEN testes em Sex 01 Nov 2013, 23:44

Não sei o que o Hugo vai achar: Se vai se chatear quando descobrir que eu tenho razão e ele fez uma ginastica enorme à toa, que poderia ter o mesmo resultado com um sistema mais simples, apenas reinjetando os gases da exaustão, ou se ele vai pouco se importar porque o que importa está acontecendo, pois tem gente se impressionando com a engenhoca dele e comprando.

Ver perfil do usuário

61 Re: MOBMIX GREEN testes em Sab 02 Nov 2013, 00:58

h-roo


Rank : 5
Rank : 5
ET-e-HHO-existe escreveu:Não sei o que o Hugo vai achar: Se vai se chatear quando descobrir que eu tenho razão e ele fez uma ginastica enorme à toa, que poderia ter o mesmo resultado com um sistema mais simples, apenas reinjetando os gases da exaustão, ou se ele vai pouco se importar porque o que importa está acontecendo, pois tem gente se impressionando com a engenhoca dele e comprando.
Quem foi que a algum tempo atrás colocou aqui o sistema de reinjetar parte do escapamento, desnvolvido parece que pela Volvo, com uma economia de 3 a 4%?...eu estou com um ganho bem superior a esses 3 a 4%...precisa dizer mais?...preciso me chatear?....kkkkkkk

Ver perfil do usuário

62 Re: MOBMIX GREEN testes em Dom 03 Nov 2013, 19:30

h-roo


Rank : 5
Rank : 5
http://arquivoufo.com.br/2013/08/09/black-knight-o-satelite-alienigena-de-13-mil-anos-que-orbita-a-terra/

Ver perfil do usuário

63 Re: MOBMIX GREEN testes em Dom 03 Nov 2013, 23:06

h-roo escreveu:http://arquivoufo.com.br/2013/08/09/black-knight-o-satelite-alienigena-de-13-mil-anos-que-orbita-a-terra/
As pessoas sábias da terra são assim, trocam evidencias claras e objetivas sobre a origem da humanidade e seres inteligentes extraterrestres por curiosidades especulativas, como essa rocha que orbita nosso planeta. Pode ser rocha, pode ser um grande pedaço de minério metálico, mas com certeza é maciça e originada dos mesmos destroços que um dia se uniram para formar o planeta terra.

Vai ver é um grande minério de ouro, vocês sabiam que a maior parte do ouro na terra afundou e está nas profundezas derretidas da terra? Quem sabe esse asteroide seja um pedaço de ouro que não caiu na terra e afundou em sua formação?

Se eu fosse a Nasa fazia uma análise espectral para ver qual a composição do asteroide, alias, já devem ter feito e ao descobrir ser uma rocha maciça, descobriram não ser um satélite espião Russo e que não valia a pena derrubá-la na terra para minera-lo. Deixa voando que nunca ofereceu perigo e nunca significou nada mesmo.

Hugo, já ouviu falar do cinturão de satélites alienígenas entre a Terra e Marte? Dizem que é erroneamente chamado de "cinturão de asteroides". Fala sério Hugo...

Ver perfil do usuário

64 Re: MOBMIX GREEN testes em Dom 03 Nov 2013, 23:30

ET-e-HHO-existe escreveu:
h-roo escreveu:http://arquivoufo.com.br/2013/08/09/black-knight-o-satelite-alienigena-de-13-mil-anos-que-orbita-a-terra/
As pessoas sábias da terra são assim, trocam evidencias claras e objetivas sobre a origem da humanidade e seres inteligentes extraterrestres por curiosidades especulativas, como essa rocha que orbita nosso planeta. Pode ser rocha, pode ser um grande pedaço de minério metálico, mas com certeza é maciça e originada dos mesmos destroços que um dia se uniram para formar o planeta terra.

Vai ver é um grande minério de ouro, vocês sabiam que a maior parte do ouro na terra afundou e está nas profundezas derretidas da terra? Quem sabe esse asteroide seja um pedaço de ouro que não caiu na terra e afundou em sua formação?

Se eu fosse a Nasa fazia uma análise espectral para ver qual a composição do asteroide, alias, já devem ter feito e ao descobrir ser uma rocha maciça, descobriram não ser um satélite espião Russo e que não valia a pena derrubá-la na terra para minera-lo. Deixa voando que nunca ofereceu perigo e nunca significou nada mesmo.

Hugo, já ouviu falar do cinturão de satélites alienígenas entre a Terra e Marte? Dizem que é  erroneamente chamado de "cinturão de asteroides".  Fala sério Hugo...
Vejam o que é a fé, se eu disser que o antigo livro, conhecido por todos, diferente dos hieroglifos anunnaki que não são conhecidos ou só são conhecidos por uma minoria supostamente intelectualizada Huguiana, se eu disser que o antigo livro fala de uma época de violência generalizada, duma época tão ruim que culminaria na extinção da humanidade civilizada, vão dizer que é fanatismo religioso embora seja isso que todo mundo está vendo acontecer sobre a terra. Se eu der a mesma notícia como uma pesquisa de uma universidade famosa qualquer, todos ficariam preocupados, alias, já estão, mas que isso já fora predito antes mesmo de se poder supor tal situação, isso foi.

A atual degeneração da sociedade humana que culminará com o fim dos nossos sistemas econômico-político-religioso mundial foi predita na Bíblia de diversas formas e detalhes, mas se é uma predição bíblica só pode ser coincidência e quem acreditar será um fanático religioso, dirão os intelectuais e iluminados modernos.

O que me espanta é que quem tem coragem de duvidar de algo simplesmente porque na época de sua escrita não havia conhecimento suficiente para tal predição, que seja tão rápido em acreditar e temer uma rocha que circula a terra e considerar como uma  séria possibilidade disso ser um satélite alienígena. Se aquela rocha é um satélite alienígena, acredite, a Bíblia é uma prova muito maior de vida inteligente alienígena.

Ver perfil do usuário

65 Re: MOBMIX GREEN testes em Seg 04 Nov 2013, 00:12

Ciclo Otto:

Preferência por mistura estequiométrica, baixa taxa de compressão, ignição por centelha. Controla a potência do motor por aspirar mais ou menos ar (lembrando que a quantidade de combustível é uma consequência da quantidade de ar aspirado).

Ciclo Diesel:

Mistura de pobre a no máximo estequiométrica, altas taxas de compressão, ignição por injeção do combustível em ar tão quente que incendeia espontaneamente o combustível. Controla a potência meramente por injetar mais ou menos combustível.

Ciclo Otto:

Por optar por uma ignição por faísca, a combustão se origina em região definida (vela de ignição) e se propaga de forma relativamente lenta pelo restante da mistura combustível. Por optar por essa queima progressiva,  se ocorrer uma detonação espontânea da mistura combustível (tipo ignição diesel) o motor não aguenta e estraga fácil, motivo das taxas de compressão dos motores Ottos serem baixas.

Ciclo Diesel:

Por optar por uma ignição espontânea a combustão se origina em vários pontos e se propaga de forma relativamente mais rápida. Como esse processo de ignição Diesel muito se parece com a temida detonação do ciclo Otto, então a taxa não só pode como deve ser bem alta para esquentar o ar ao ponto de uma ignição espontânea.

Vantagens:

Todos (eu só descobri isso a alguns anos atrás) sabem que um motor Diesel é mais eficiente termicamente que um Otto justo por usar uma taxa de compressão mais alta, embora o ciclo Diesel em si seja de natureza menos eficiente que o ciclo Otto. Significa que a taxa de compressão alta do Diesel melhora tanto a eficiência dele que supera sua natureza intrinsecamente menos eficiente, ou um motor que era para ser menos eficiente supere outro de natureza mais eficiente meramente por poder usar uma alta taxa de compressão. Isso quer dizer que se utilizássemos a temida detonação dos ciclos Otto para provocar sua ignição, como no ciclo Diesel, os motores Otto seriam muito, muito melhores.

Pergunta que eu não sei responder, só imagino:

Porque os motores Diesel não sofrem com a detonação, que é seu modo de ignição, como sofre os motores Otto?

Porque ninguém nunca usou o óleo diesel como combustível de um motor Otto, onde a ignição vem de uma centelha a baixa pressão?

Porque quando se usa um combustível normal para ciclo Otto como um bicombustível em um motor Diesel, usando também o óleo diesel como segundo combustível, porque o combustível estilo Otto não entra em auto ignição e precisa que entre o óleo diesel para se auto inflamar e começar a ignição?

(Nota: Essa técnica de aspirar em um motor Diesel uma mistura de álcool-ar, como se faz num motor Otto, sem que haja detonação do combustível aspirado mesmo sob as altas taxas de compressão do motor Diesel, precisando da injeção normal de uma quantidade complementar de óleo diesel para iniciar a queima, isso é feito para melhorar as emissões de particulados e emissões em experiências com motores Diesel.)

Porque um motor Diesel tem que ser aceso por auto ignição e um motor Otto por centelha? Porque nunca se faz o contrário?

Alguém entendeu e sabe as respostas?

Ver perfil do usuário

66 Re: MOBMIX GREEN testes em Seg 04 Nov 2013, 00:33

h-roo


Rank : 5
Rank : 5
ET-e-HHO-existe escreveu:
ET-e-HHO-existe escreveu:
h-roo escreveu:http://arquivoufo.com.br/2013/08/09/black-knight-o-satelite-alienigena-de-13-mil-anos-que-orbita-a-terra/
As pessoas sábias da terra são assim, trocam evidencias claras e objetivas sobre a origem da humanidade e seres inteligentes extraterrestres por curiosidades especulativas, como essa rocha que orbita nosso planeta. Pode ser rocha, pode ser um grande pedaço de minério metálico, mas com certeza é maciça e originada dos mesmos destroços que um dia se uniram para formar o planeta terra.

Vai ver é um grande minério de ouro, vocês sabiam que a maior parte do ouro na terra afundou e está nas profundezas derretidas da terra? Quem sabe esse asteroide seja um pedaço de ouro que não caiu na terra e afundou em sua formação?

Se eu fosse a Nasa fazia uma análise espectral para ver qual a composição do asteroide, alias, já devem ter feito e ao descobrir ser uma rocha maciça, descobriram não ser um satélite espião Russo e que não valia a pena derrubá-la na terra para minera-lo. Deixa voando que nunca ofereceu perigo e nunca significou nada mesmo.

Hugo, já ouviu falar do cinturão de satélites alienígenas entre a Terra e Marte? Dizem que é  erroneamente chamado de "cinturão de asteroides".  Fala sério Hugo...
Vejam o que é a fé, se eu disser que o antigo livro, conhecido por todos, diferente dos hieroglifos anunnaki que não são conhecidos ou só são conhecidos por uma minoria supostamente intelectualizada Huguiana, se eu disser que o antigo livro fala de uma época de violência generalizada, duma época tão ruim que culminaria na extinção da humanidade civilizada, vão dizer que é fanatismo religioso embora seja isso que todo mundo está vendo acontecer sobre a terra. Se eu der a mesma notícia como uma pesquisa de uma universidade famosa qualquer, todos ficariam preocupados, alias, já estão, mas que isso já fora predito antes mesmo de se poder supor tal situação, isso foi.

A atual degeneração da sociedade humana que culminará com o fim dos nossos sistemas econômico-político-religioso mundial foi predita na Bíblia de diversas formas e detalhes, mas se é uma predição bíblica só pode ser coincidência e quem acreditar será um fanático religioso, dirão os intelectuais e iluminados modernos.

O que me espanta é que quem tem coragem de duvidar de algo simplesmente porque na época de sua escrita não havia conhecimento suficiente para tal predição, que seja tão rápido em acreditar e temer uma rocha que circula a terra e considerar como uma  séria possibilidade disso ser um satélite alienígena. Se aquela rocha é um satélite alienígena, acredite, a Bíblia é uma prova muito maior de vida inteligente alienígena.

Preciso me chatear?....kkkkkkkkkkkk

PS: A NASA e os Russos estão procurando pessoas como você, com esse grande "SABER".....rsrs

Ver perfil do usuário

67 Re: MOBMIX GREEN testes em Seg 04 Nov 2013, 00:42

h-roo


Rank : 5
Rank : 5
ET-e-HHO-existe escreveu:Ciclo Otto:

Preferência por mistura estequiométrica, baixa taxa de compressão, ignição por centelha. Controla a potência do motor por aspirar mais ou menos ar (lembrando que a quantidade de combustível é uma consequência da quantidade de ar aspirado).

Ciclo Diesel:

Mistura de pobre a no máximo estequiométrica, altas taxas de compressão, ignição por injeção do combustível em ar tão quente que incendeia espontaneamente o combustível. Controla a potência meramente por injetar mais ou menos combustível.

Ciclo Otto:

Por optar por uma ignição por faísca, a combustão se origina em região definida (vela de ignição) e se propaga de forma relativamente lenta pelo restante da mistura combustível. Por optar por essa queima progressiva,  se ocorrer uma detonação espontânea da mistura combustível (tipo ignição diesel) o motor não aguenta e estraga fácil, motivo das taxas de compressão dos motores Ottos serem baixas.

Ciclo Diesel:

Por optar por uma ignição espontânea a combustão se origina em vários pontos e se propaga de forma relativamente mais rápida. Como esse processo de ignição Diesel muito se parece com a temida detonação do ciclo Otto, então a taxa não só pode como deve ser bem alta para esquentar o ar ao ponto de uma ignição espontânea.

Vantagens:

Todos (eu só descobri isso a alguns anos atrás) sabem que um motor Diesel é mais eficiente termicamente que um Otto justo por usar uma taxa de compressão mais alta, embora o ciclo Diesel em si seja de natureza menos eficiente que o ciclo Otto. Significa que a taxa de compressão alta do Diesel melhora tanto a eficiência dele que supera sua natureza intrinsecamente menos eficiente, ou um motor que era para ser menos eficiente supere outro de natureza mais eficiente meramente por poder usar uma alta taxa de compressão. Isso quer dizer que se utilizássemos a temida detonação dos ciclos Otto para provocar sua ignição, como no ciclo Diesel, os motores Otto seriam muito, muito melhores.

Pergunta que eu não sei responder, só imagino:

Porque os motores Diesel não sofrem com a detonação, que é seu modo de ignição, como sofre os motores Otto?

Porque ninguém nunca usou o óleo diesel como combustível de um motor Otto, onde a ignição vem de uma centelha a baixa pressão?

Porque quando se usa um combustível normal para ciclo Otto como um bicombustível em um motor Diesel, usando também o óleo diesel como segundo combustível, porque o combustível estilo Otto não entra em auto ignição e precisa que entre o óleo diesel para se auto inflamar e começar a ignição?

(Nota: Essa técnica de aspirar em um motor Diesel uma mistura de álcool-ar, como se faz num motor Otto, sem que haja detonação do combustível aspirado mesmo sob as altas taxas de compressão do motor Diesel, precisando da injeção normal de uma quantidade complementar de óleo diesel para iniciar a queima, isso é feito para melhorar as emissões de particulados e emissões em experiências com motores Diesel.)

Porque um motor Diesel tem que ser aceso por auto ignição e um motor Otto por centelha? Porque nunca se faz o contrário?

Alguém entendeu e sabe as respostas?
Tem uma questão invertida ai acima nas tua elocubrações masturbatórias mentais, que já foi tratado aqui a alguns tempos atrás, e não "a anos"....rsrs... O que diferencia no ciclo OTTO é que a gasolina, tem um ponto inicial de chama mais restrito que o do ciclo Diesel, em que o bico injetor, por pulverizar o diesel, inicia uma frente de chama maior, mas não que a gasolina seja de queima mais lenta que o diesel, muito pelo contrário...a gasolina é altamente EXPLOSIVA, ela dá o "coice", e o diesel é mais INCENDIÁRIO que explosivo, ou digamos, bem menos explosivo, não da "coice", por isso permite uma maior compressão...Se tu pegar o equivalente em energia, em gasolina em relação à energia de uma injetada de diesel, e colocar num ciclo diesel, tu vai ou rachar a tampa de cilindro, ou estorar a biela, ou virabrequim, ou o pistão....Ou seja, a gasolina libera sua energia total muito mais rápido que o diesel, que o faz de maneira mais progressiva.

Ver perfil do usuário

68 Re: MOBMIX GREEN testes em Seg 04 Nov 2013, 01:11

h-roo escreveu:
Tem uma questão invertida ai acima nas tua elocubrações masturbatórias mentais, que já foi tratado aqui a alguns tempos atrás, e não "a anos"....rsrs... O que diferencia no ciclo OTTO é que a gasolina, tem um ponto inicial de chama mais restrito que o do ciclo Diesel, em que o bico injetor, por pulverizar o diesel, inicia uma frente de chama maior, mas não que a gasolina seja de queima mais lenta que o diesel, muito pelo contrário...a gasolina é altamente EXPLOSIVA, ela dá o "coice", e o diesel é mais INCENDIÁRIO  que explosivo, ou digamos, bem menos explosivo, não da "coice", por isso permite uma maior compressão...Se tu pegar o equivalente em energia, em gasolina em relação à energia de uma injetada de diesel, e colocar num ciclo diesel, tu vai ou rachar a tampa de cilindro, ou estorar a biela, ou virabrequim, ou o pistão....Ou seja, a gasolina libera sua energia total muito mais rápido que o diesel, que o faz de maneira mais progressiva.
Que pena que um engenheiro mecânico, dos tantos que aparecem aqui pedindo dicas para suas teses sobre HHO, não tenha se dignado a responder minhas perguntas. Bem, quem não tem cão caça com gato, então vamos nos virar com o conhecimento do Hugo mesmo.

Obrigado por responder Hugo!

Hugo, se tu reparar eu coloquei a palavra "relativamente" ao me referir a queima lenta da gasolina e a queima rápida do óleo diesel, pois é mais lenta e mais rápida em relação a si mesma e não em relação ao outro combustível.

Mas tu responde a parte da questão da qual eu já desconfiava, mas não tinha certeza: A queima dos combustíveis usados em motores ciclo Otto tem uma velocidade mais rápida que o óleo diesel.

Isso responderia, em parte, porque não usam a auto ignição em motores Otto, mas não responde como motores bicombustível (óleo diesel + álcool) não acendem a mistura ar-álcool na fase de compressão e só inicia a combustão quando se injeta um pouco de óleo diesel que se auto inflama.

Significa isso que uma auto ignição do óleo diesel não chega a se tornar uma detonação, já nos combustíveis de motores Otto uma auto ignição se torna uma detonação. Significa que o óleo diesel se auto inflama mais facilmente que uma mistura ar-combustível-de-motores-otto. Significa que se acender uma mistura de ar-óleo-diesel em baixa compressão por uma centelha, apesar de possível, tornaria a queima mais lenta ainda e deixaria o motor muito pouco eficiente termicamente. Estão certas essas afirmações?

Ver perfil do usuário

69 Re: MOBMIX GREEN testes em Seg 04 Nov 2013, 01:32

h-roo


Rank : 5
Rank : 5
ET-e-HHO-existe escreveu:
h-roo escreveu:
Tem uma questão invertida ai acima nas tua elocubrações masturbatórias mentais, que já foi tratado aqui a alguns tempos atrás, e não "a anos"....rsrs... O que diferencia no ciclo OTTO é que a gasolina, tem um ponto inicial de chama mais restrito que o do ciclo Diesel, em que o bico injetor, por pulverizar o diesel, inicia uma frente de chama maior, mas não que a gasolina seja de queima mais lenta que o diesel, muito pelo contrário...a gasolina é altamente EXPLOSIVA, ela dá o "coice", e o diesel é mais INCENDIÁRIO  que explosivo, ou digamos, bem menos explosivo, não da "coice", por isso permite uma maior compressão...Se tu pegar o equivalente em energia, em gasolina em relação à energia de uma injetada de diesel, e colocar num ciclo diesel, tu vai ou rachar a tampa de cilindro, ou estorar a biela, ou virabrequim, ou o pistão....Ou seja, a gasolina libera sua energia total muito mais rápido que o diesel, que o faz de maneira mais progressiva.
Que pena que um engenheiro mecânico, dos tantos que aparecem aqui pedindo dicas para suas teses sobre HHO, não tenha se dignado a responder minhas perguntas. Bem, quem não tem cão caça com gato, então vamos nos virar com o conhecimento do Hugo mesmo.

Obrigado por responder Hugo!

Hugo, se tu reparar eu coloquei a palavra "relativamente" ao me referir a queima lenta da gasolina e a queima rápida do óleo diesel, pois é mais lenta e mais rápida em relação a si mesma e não em relação ao outro combustível.

Mas tu responde a parte da questão da qual eu já desconfiava, mas não tinha certeza: A queima dos combustíveis usados em motores ciclo Otto tem uma velocidade mais rápida que o óleo diesel.

Isso responderia, em parte, porque não usam a auto ignição em motores Otto, mas não responde como motores bicombustível (óleo diesel + álcool) não acendem a mistura ar-álcool na fase de compressão e só inicia a combustão quando se injeta um pouco de óleo diesel que se auto inflama.

Significa isso que uma auto ignição do óleo diesel não chega a se tornar uma detonação, já nos combustíveis de motores Otto uma auto ignição se torna uma detonação. Significa que o óleo diesel se auto inflama mais facilmente que uma mistura ar-combustível-de-motores-otto. Significa que se acender uma mistura de ar-óleo-diesel em baixa compressão por uma centelha, apesar de possível, tornaria a queima mais lenta ainda e deixaria o motor muito pouco eficiente termicamente. Estão certas essas afirmações?
Eu não tenho conhecimento sobre as modificações introduzidas no motor ciclo diesel para uso combinado com álcool...mas, considerando que o àlcool também é mais explosivo que o diesel, possivelmente eles tenham diminuído um pouco a compressão do motor, para evitar a violência do "coice"...teria de fazer essa confirmação...
Veja, em motores mais antigos, de ciclo diesel, a compressão era menor que hoje, e vinham com uma vela de aquecimento na tubulação de admissão, para aquecer o ar...era uma vela com uma espiral de aquecimento bastante grande...era usada nos dias mais frios, em dias de calor intenso não era necessário acioná-la...ainda assim, quando eu tinha lavoura no RS, en dias de inverno, nem com a vela o motor pegava fácil...tirávamos a vela fora e dávamos o que chamávamos de "cheirinho", era enrolar uma estopa num cabo de vassoura, tungar no óleo diesel e tascar fogo, para então fazer com que a admissão suga-se a chama para dentro...Nos motores mais modernos, apesar de ainda vir a vela de aquecimento, mas já uma para cada cilindro, elas não precisam de um pré-aquecimento para depois dar a partida, esquentam instantaneamente junto com a partida.

Ver perfil do usuário

70 Re: MOBMIX GREEN testes em Seg 04 Nov 2013, 01:39

Pô Hugo, pensei que tu ia confessar que era engenheiro mecânico agora, mas não, tu tá aprendendo a não aceitar provocação...


O link abaixo fala de juntar álcool + óleo diesel de diversas formas com vantagens e características.
http://www.maxwell.lambda.ele.puc-rio.br/17103/17103_1.PDF

Se quiser a tese inteira acesse: http://www.maxwell.lambda.ele.puc-rio.br/Busca_etds.php?strSecao=resultado&nrSeq=17103

Ver perfil do usuário

71 Re: MOBMIX GREEN testes em Seg 04 Nov 2013, 01:55

h-roo


Rank : 5
Rank : 5
ET-e-HHO-existe escreveu:Pô Hugo, pensei que tu ia confessar que era engenheiro mecânico agora, mas não, tu tá aprendendo a não aceitar provocação...


O link abaixo fala de juntar álcool + óleo diesel de diversas formas com vantagens e características.
http://www.maxwell.lambda.ele.puc-rio.br/17103/17103_1.PDF

Se quiser a tese inteira acesse: http://www.maxwell.lambda.ele.puc-rio.br/Busca_etds.php?strSecao=resultado&nrSeq=17103
Bem, parece que tu tem todas as informações que procura ai na pesquisa...eu pessoalmente não tenho interesse nisso...procure então saber se a taxa de compressão foi ou não mantida

Ver perfil do usuário

72 Re: MOBMIX GREEN testes em Seg 04 Nov 2013, 02:19

Hugo e Et, já assistiram este filme?

surrogates

Muito bom para quem espera viver uma época futurista onde predomina a engenharia e a tecnologia.

Os substitutos.

Ver perfil do usuário

73 Re: MOBMIX GREEN testes em Seg 04 Nov 2013, 02:35

jonas.p.andrade escreveu:Hugo e Et, já assistiram este filme?

surrogates

Muito bom para quem espera viver uma época futurista onde predomina a engenharia e a tecnologia.

Os substitutos.
Muito bom! Recomendo também

Ver perfil do usuário

74 Re: MOBMIX GREEN testes em Seg 04 Nov 2013, 03:11

h-roo escreveu:
ET-e-HHO-existe escreveu:Pô Hugo, pensei que tu ia confessar que era engenheiro mecânico agora, mas não, tu tá aprendendo a não aceitar provocação...


O link abaixo fala de juntar álcool + óleo diesel de diversas formas com vantagens e características.
http://www.maxwell.lambda.ele.puc-rio.br/17103/17103_1.PDF

Se quiser a tese inteira acesse: http://www.maxwell.lambda.ele.puc-rio.br/Busca_etds.php?strSecao=resultado&nrSeq=17103
Bem, parece que tu tem todas as informações que procura ai na pesquisa...eu pessoalmente não tenho interesse nisso...procure então saber se a taxa de compressão foi ou não mantida
Até tentei achar essas respostas, mas me ficaram subjetivas.

Na tese diz que a mistura ar-álcool admitida no pistão e comprimida na taxa normal de compressão do diesel não provoca a auto-ignição do álcool. Para haver a ignição da mistura é injetado uma quantidade de óleo diesel, em menor quantidade, para que esta se auto-inflame no contato com o ar quente como normalmente faz o óleo diesel nessa situação. Isso não diz diretamente, mas me induz a crer, que a taxa de compressão para haver a auto-ignição da mistura ar-álcool deveria ser maior ainda, me diz que o óleo diesel tem uma auto ignição mais fácil que os outros combustíveis usados em motores Otto. Isso não me diz, só me faz suspeitar, que a auto ignição do óleo diesel não é rápida a suficiente para ser considerada uma detonação. Me faz pensar que um motor ciclo otto movido a óleo diesel seria possível, que até a provável auto-ignição do diesel (que em outros combustíveis para otto seria considerado detonação) não seria danosa pela lentidão de sua queima, imagino que essa posterior auto-ignição do diesel seria desejável nesse caso. Me faz pensar que um motor ciclo diesel com uma taxa de compressão muito mais alta que o normal, capaz de provocar a detonação do álcool, capaz de suportar o aumento instantâneo de pressão, seria o motor mais eficiente do mundo.

Além das conclusões subjetiva já mencionadas, será que a conclusão que com a taxa de compressão adequada até o álcool e a gasolina se auto inflamariam numa detonação?

Porque ninguém tentou usar óleo diesel num motor otto adaptado? Porque não fizeram um motor diesel adaptado para funcionar somente no álcool? Existe um motivo, além do costume habitual, que impeça de acender gasolina por compressão, como no diesel, e acender o diesel na centelha, como no otto?

Ver perfil do usuário

75 Re: MOBMIX GREEN testes em Seg 04 Nov 2013, 03:39

h-roo


Rank : 5
Rank : 5
ET-e-HHO-existe escreveu:
h-roo escreveu:
ET-e-HHO-existe escreveu:Pô Hugo, pensei que tu ia confessar que era engenheiro mecânico agora, mas não, tu tá aprendendo a não aceitar provocação...


O link abaixo fala de juntar álcool + óleo diesel de diversas formas com vantagens e características.
http://www.maxwell.lambda.ele.puc-rio.br/17103/17103_1.PDF

Se quiser a tese inteira acesse: http://www.maxwell.lambda.ele.puc-rio.br/Busca_etds.php?strSecao=resultado&nrSeq=17103
Bem, parece que tu tem todas as informações que procura ai na pesquisa...eu pessoalmente não tenho interesse nisso...procure então saber se a taxa de compressão foi ou não mantida
Até tentei achar essas respostas, mas me ficaram subjetivas.

Na tese diz que a mistura ar-álcool admitida no pistão e comprimida na taxa normal de compressão do diesel não provoca a auto-ignição do álcool. Para haver a ignição da mistura é injetado uma quantidade de óleo diesel, em menor quantidade, para que esta se auto-inflame no contato com o ar quente como normalmente faz o óleo diesel nessa situação. Isso não diz diretamente, mas me induz a crer, que a taxa de compressão para haver a auto-ignição da mistura ar-álcool deveria ser maior ainda, me diz que o óleo diesel tem uma auto ignição mais fácil que os outros combustíveis usados em motores Otto. Isso não me diz, só me faz suspeitar, que a auto ignição do óleo diesel não é rápida a suficiente para ser considerada uma detonação. Me faz pensar que um motor ciclo otto movido a óleo diesel seria possível, que até a provável auto-ignição do diesel (que em outros combustíveis para otto seria considerado detonação) não seria danosa pela lentidão de sua queima, imagino que essa posterior auto-ignição do diesel seria desejável nesse caso. Me faz pensar que um motor ciclo diesel com uma taxa de compressão muito mais alta que o normal, capaz de provocar a detonação do álcool, capaz de suportar o aumento instantâneo de pressão, seria o motor mais eficiente do mundo.

Além das conclusões subjetiva já mencionadas, será que a conclusão que com a taxa de compressão adequada até o álcool e a gasolina se auto inflamariam numa detonação?

Porque ninguém tentou usar óleo diesel num motor otto adaptado? Porque não fizeram um motor diesel adaptado para funcionar somente no álcool? Existe um motivo, além do costume habitual, que impeça de acender gasolina por compressão, como no diesel, e acender o diesel na centelha, como no otto?
A compressão do motor ciclo diesel está limitada pelo RPM que se quer...quanto maior o RPM, menor terá de ser a compressão...Tanto é que o RPM dos motores estacionários, como o dos tratores gira em torno de 2.000 a 2.400 RPM, já os veiculares modernos vão alem dos 3.000 RPM...esse aumento
de RPM e diminuição necessária da compressão faz com que os motores diesel veiculares modernos sejam mais suaves e menos treme-treme...e o consumo e eficiência térmica é proporcional.

Ver perfil do usuário

76 Re: MOBMIX GREEN testes Hoje à(s) 09:01

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 3 de 7]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum