Para quem quer poupar combustivel !


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Mistura pobre - O MITO

Ir à página : Anterior  1 ... 21 ... 38, 39, 40

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 40 de 40]

976 Re: Mistura pobre - O MITO em Sab 27 Out 2012, 21:30

h-roo


Rank : 5
Rank : 5
O Marcelo é bem mais eficiente que o ET/Milzon para cooptar cobaias...rsrs

Ver perfil do usuário

977 Re: Mistura pobre - O MITO em Sab 27 Out 2012, 21:34

acalister


Rank : 5
Rank : 5
[quote="h-roo"][quote="acalister"]Mais e dai, mistura pobre fura ou não fura o pistão? bem o catalizador é certeza que sim.[/quote]

A médio prazo com certeza...será que o Marcelo vai futuramente assumir o conserto?...rsrs[/quote]

Esta bem explicito no certificado de garantia de qualquer catalizador a venda no mercado, se estiver muito quente ex:(decorrente de mistura pobre) ao passar por poças d´água ele trinca, quebra, causando possível entupimento no escape.

Ver perfil do usuário

978 Re: Mistura pobre - O MITO em Sab 27 Out 2012, 21:40

ET-e-HHO-existe escreveu:
marcelo.eletrotecnico escreveu:
marcelo.eletrotecnico escreveu:
ET-e-HHO-existe escreveu:Um comentáriozinho que passou despercebido na matéria do André. A sonda indica apenas se tem ou não uma certa quantidade de oxigênio na exaustão, não sabe realmente se a mistura é estequiométrica. Uma mistura estequiométrica não sobra reagentes e não é isso que a lambda vê, a sonda só vê que não sobrou oxigênio, indicando quase nada, pois tem dificuldade de saber se sobrou combustível, se a queima foi completa e até mesmo não sabe quanto de oxigênio sobrou ou faltou.

Por isso a centralina faz a dancinha rico/pobre, pois se o resultado da queima está em cima do muro entre sem oxigênio e com oxigênio, certamente isso significa que o oxigênio que entrou foi exatamente o que poderia ser queimado, pois mais oxigênio sobra e menos falta. Baseado nesse fato que colocar mais oxigênio (mais ar) não vai queimar mais combustível, então se imagina que não existe mais combustível para ser queimado, ou que não sobrou reagentes e a queima foi estequiométrica. Normalmente isso está muito próximo da realidade.

Essa ideia imagina que a queima é invariavelmente completa em uma oferta estequiométrica de reagentes. Por isso acham que a quantidade exata de oxigênio reflete na quantidade exata de combustível, mas imagine que o motor esta com algum problema é não consegue queimar todo o combustível, nunca, então vai sobrar oxigênio mesmo que ainda exista combustível para queimar. Num caso assim a centralina vi considerar estequiométrica uma queima que não sobrou/faltou oxigênio, mas sobrou um pouco de combustível. Se não fosse assim, não existiria carbonização e nem emissões. No outro extremo mais fica faltando combustível para queimar, mesmo quando a sonda diz que a quantidade de oxigênio foi exata. Como assim, para onde foi o oxigênio que o combustível não usou? Lembra da outra emissão, os NOx? Se a mistura está estequiométrica mesmo e não sobrou oxigênio e nem faltou, então também não deveria existir NOx.

Continue pensando e tu vê que a sonda pode enganar se as coisas não estiverem exatamente como os engenheiros planejaram.

Esta questão é verdadeira somente para sondas de banda estreita (0-1v). As sondas de banda larga (wideband, 0-5V ou 0-3mA) podem dizer exatamente o fator lâmbda (relação ar / combustível) desde que esteja dentro de uma faixa possível do carro andar (ela não vai de zero ao infinito, mas funciona dentro de uma faixa mais do que suficiente).Explicação sobre a sonda wideband

Alguns veículos importados ussa este tipo de sonda (Wideband) para coneguir melhores resultados de rendimento. Nestes casos a sonda não fica oscilando entre pobre / rica.

Ok Marcelo, mas o artigo indicado pelo André se referia aos carros que ainda usam lambdas sim/não (esqueço o nome correto).

Agora, eu imagino que tu neutraliza o sinal da lambda no seu MOBMIX e de alguma forma perceba o quanto o mapa da centralina iria injetar em cada momento e diminua esse tempo de injeção na marra, deixando para centralina um resistor para que ela pense estar atuando nos bicos injetores. Como tu sabe quanto tempo deixar aberto os bicos, uma vez que tu deve ter trazido para o MOBMIX esse controle? Imagino que o MOBMIX não substitua integralmente a centralina deixando-a trabalhar, mas sem realmente controlar mais nada no carro.

Pelo que eu saiba, tu entende muito bem a dificuldade de enganar a centralina e a inutilidade de fazer isso pela lambda, como os EFIE por ai tentam fazer, imaginando que conseguem mudar o ponto em que a sonda lambda detecta mistura estequiométrica.

Conta mais sobre isso.

Outra pergunta, qual o porcentagem de carros que já estão usando a sonda wideband?

Isto que tu perguntou é exatamente o pulo do gato e o como fazer nos carros a gasolina eu custei a descobrir. Desta forma, se eu passar a diante....

Com relação à sonda Wide, pouquíssimos carros utilizam. Geralmente são veículos de alta performance e normalmente importados. Os nacionais em sua quase totalidade usam a sonda convencional, mesmo os mais novos. Com as novas leis que vão cobrar carros mais eficientes é possível que este uso se torne mais frequente.

Ver perfil do usuário

979 Re: Mistura pobre - O MITO em Sab 27 Out 2012, 21:45

h-roo


Rank : 5
Rank : 5
marcelo.eletrotecnico escreveu:
ET-e-HHO-existe escreveu:
marcelo.eletrotecnico escreveu:
marcelo.eletrotecnico escreveu:
ET-e-HHO-existe escreveu:Um comentáriozinho que passou despercebido na matéria do André. A sonda indica apenas se tem ou não uma certa quantidade de oxigênio na exaustão, não sabe realmente se a mistura é estequiométrica. Uma mistura estequiométrica não sobra reagentes e não é isso que a lambda vê, a sonda só vê que não sobrou oxigênio, indicando quase nada, pois tem dificuldade de saber se sobrou combustível, se a queima foi completa e até mesmo não sabe quanto de oxigênio sobrou ou faltou.

Por isso a centralina faz a dancinha rico/pobre, pois se o resultado da queima está em cima do muro entre sem oxigênio e com oxigênio, certamente isso significa que o oxigênio que entrou foi exatamente o que poderia ser queimado, pois mais oxigênio sobra e menos falta. Baseado nesse fato que colocar mais oxigênio (mais ar) não vai queimar mais combustível, então se imagina que não existe mais combustível para ser queimado, ou que não sobrou reagentes e a queima foi estequiométrica. Normalmente isso está muito próximo da realidade.

Essa ideia imagina que a queima é invariavelmente completa em uma oferta estequiométrica de reagentes. Por isso acham que a quantidade exata de oxigênio reflete na quantidade exata de combustível, mas imagine que o motor esta com algum problema é não consegue queimar todo o combustível, nunca, então vai sobrar oxigênio mesmo que ainda exista combustível para queimar. Num caso assim a centralina vi considerar estequiométrica uma queima que não sobrou/faltou oxigênio, mas sobrou um pouco de combustível. Se não fosse assim, não existiria carbonização e nem emissões. No outro extremo mais fica faltando combustível para queimar, mesmo quando a sonda diz que a quantidade de oxigênio foi exata. Como assim, para onde foi o oxigênio que o combustível não usou? Lembra da outra emissão, os NOx? Se a mistura está estequiométrica mesmo e não sobrou oxigênio e nem faltou, então também não deveria existir NOx.

Continue pensando e tu vê que a sonda pode enganar se as coisas não estiverem exatamente como os engenheiros planejaram.

Esta questão é verdadeira somente para sondas de banda estreita (0-1v). As sondas de banda larga (wideband, 0-5V ou 0-3mA) podem dizer exatamente o fator lâmbda (relação ar / combustível) desde que esteja dentro de uma faixa possível do carro andar (ela não vai de zero ao infinito, mas funciona dentro de uma faixa mais do que suficiente).Explicação sobre a sonda wideband

Alguns veículos importados ussa este tipo de sonda (Wideband) para coneguir melhores resultados de rendimento. Nestes casos a sonda não fica oscilando entre pobre / rica.

Ok Marcelo, mas o artigo indicado pelo André se referia aos carros que ainda usam lambdas sim/não (esqueço o nome correto).

Agora, eu imagino que tu neutraliza o sinal da lambda no seu MOBMIX e de alguma forma perceba o quanto o mapa da centralina iria injetar em cada momento e diminua esse tempo de injeção na marra, deixando para centralina um resistor para que ela pense estar atuando nos bicos injetores. Como tu sabe quanto tempo deixar aberto os bicos, uma vez que tu deve ter trazido para o MOBMIX esse controle? Imagino que o MOBMIX não substitua integralmente a centralina deixando-a trabalhar, mas sem realmente controlar mais nada no carro.

Pelo que eu saiba, tu entende muito bem a dificuldade de enganar a centralina e a inutilidade de fazer isso pela lambda, como os EFIE por ai tentam fazer, imaginando que conseguem mudar o ponto em que a sonda lambda detecta mistura estequiométrica.

Conta mais sobre isso.

Outra pergunta, qual o porcentagem de carros que já estão usando a sonda wideband?

Isto que tu perguntou é exatamente o pulo do gato e o como fazer nos carros a gasolina eu custei a descobrir. Desta forma, se eu passar a diante....

Com relação à sonda Wide, pouquíssimos carros utilizam. Geralmente são veículos de alta performance e normalmente importados. Os nacionais em sua quase totalidade usam a sonda convencional, mesmo os mais novos. Com as novas leis que vão cobrar carros mais eficientes é possível que este uso se torne mais frequente.

Entendi...os clientes colocam a gambiarra sem terem exato conhecimento de como funciona...isso pra mim não é pulo do gato, mas gato ensacado.

Ver perfil do usuário

980 Re: Mistura pobre - O MITO em Sab 27 Out 2012, 21:46

h-roo


Rank : 5
Rank : 5
Hora dessas o gato fura o pistão pra fugir...kkkkkkkkkkkkkkkk

Ver perfil do usuário

981 Re: Mistura pobre - O MITO em Sab 27 Out 2012, 21:47

acalister


Rank : 5
Rank : 5
[quote="acalister"][quote="h-roo"][quote="acalister"]Mais e dai, mistura pobre fura ou não fura o pistão? bem o catalizador é certeza que sim.[/quote]

A médio prazo com certeza...será que o Marcelo vai futuramente assumir o conserto?...rsrs[/quote]

Esta bem explicito no certificado de garantia de qualquer catalizador a venda no mercado, se estiver muito quente ex:(decorrente de mistura pobre) ao passar por poças d´água ele trinca, quebra, causando possível entupimento no escape.[/quote]
O mesmo ocorre se estiver rodando com mistura rica por muito tempo, pode estragar o catalizador. A ECU, tem o papel fundamental na segurança do motor e tbm do catalizador.
O preço de um catalizador varia entre 250 e até 2000 reais, dependendo do modelo, isso sem contar a mão de obra.



Última edição por acalister em Sab 27 Out 2012, 21:52, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário

982 Re: Mistura pobre - O MITO em Sab 27 Out 2012, 21:51

Hugo, já disse, tu é como o fogo que purifica, é só te cutucar que tu fica irado e tem de achar uma saída para detonar o oponente. Tu lança todas as suas labaredas e só passa pelo fogo o mais bem feito dos produtos e a mais bem formuladas das ideias. Eu sei que suas labaredas acabaram quando tu começa a xingar, depreciar, não mais o objeto mais o dono do objeto, ai tu se entrega como derrotado. Mas não se aflija, tu ajudou muito a refinar o processo, tu é minha melhor cobaia, mesmo sendo apenas uma cobaia teórica. Eu bem que tentei isso com o André e ele se escondeu no disfarce de MestreMago e caiu fora. Sempre lhe agradecerei por seus comentários mau humorados.

Isso deixa uma pergunta, como tu volta e meia resolve atacar a pessoa do Marcelo, fica evidente que tu realmente respeita o produto dele, teme que vire um sucesso de mercado acima até mesmo do HHO. Acertei?



Última edição por ET-e-HHO-existe em Sab 27 Out 2012, 21:53, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário

983 Re: Mistura pobre - O MITO em Sab 27 Out 2012, 21:51

acalister escreveu:Mais e dai, mistura pobre fura ou não fura o pistão? bem o catalizador é certeza que sim.

Que merda, economizar no combustível e depois gastar uns $$$$$ em um novo catalizador, que merda de vantagem é essa?

Mistura excessivamente pobre fura o pistão com certeza, devido ao efeito "maçarico" ou seja, muito oxigênio faz a temperatura da chama aumentar muito. danifica também o catalizador e o abafador do escapamento e queima a sonda lâmbda. E isto tudo depende de em que momento a mistura está pobre, ou seja, se for 18/1 de gasolina com 20% de carga do motor, não fará mau, pois o volume total de ar/combustível é baixo, mas o mesmo ratio com 30 40 ou mais de carga já pode ser prejudicial.

Ver perfil do usuário

984 Re: Mistura pobre - O MITO em Sab 27 Out 2012, 21:58

marcelo.eletrotecnico escreveu:
acalister escreveu:Mais e dai, mistura pobre fura ou não fura o pistão? bem o catalizador é certeza que sim.

Que merda, economizar no combustível e depois gastar uns $$$$$ em um novo catalizador, que merda de vantagem é essa?

Mistura excessivamente pobre fura o pistão com certeza, devido ao efeito "maçarico" ou seja, muito oxigênio faz a temperatura da chama aumentar muito. danifica também o catalizador e o abafador do escapamento e queima a sonda lâmbda. E isto tudo depende de em que momento a mistura está pobre, ou seja, se for 18/1 de gasolina com 20% de carga do motor, não fará mau, pois o volume total de ar/combustível é baixo, mas o mesmo ratio com 30 40 ou mais de carga já pode ser prejudicial.

Percebe Marcelo, que as tentativas deles de detonar seu produto acabam por dar oportunidade de amadurecer a ideia de como teu produto funciona e o torna mais confiável na mente de quem lê? Um trabalho bem feito só cresce na mão de faladores que só querem achar um jeito de detonar, começa a ficar evidente o bom do produto e até mesmo ajuda a corrigir eventuais falhas, até de propaganda, se estas houverem (não estou dizendo ser o teu caso). Como disse antes, quem elogia não ajuda tanto o produto a crescer quanto quem critica!

Ver perfil do usuário

985 Re: Mistura pobre - O MITO em Sab 27 Out 2012, 22:00

acalister


Rank : 5
Rank : 5
[quote="ET-e-HHO-existe"]Hugo, já disse, tu é como o fogo que purifica, é só te cutucar que tu fica irado e tem de achar uma saída para detonar o oponente. Tu lança todas as suas labaredas e só passa pelo fogo o mais bem feito dos produtos e a mais bem formuladas das ideias. Eu sei que suas labaredas acabaram quando tu começa a xingar, depreciar, não mais o objeto mais o dono do objeto, ai tu se entrega como derrotado. Mas não se aflija, tu ajudou muito a refinar o processo, tu é minha melhor cobaia, mesmo sendo apenas uma cobaia teórica. Eu bem que tentei isso com o André e ele se escondeu no disfarce de MestreMago e caiu fora. Sempre lhe agradecerei por seus comentários mau humorados.

Isso deixa uma pergunta, como tu volta e meia resolve atacar a pessoa do Marcelo, fica evidente que tu realmente respeita o produto dele, teme que vire um sucesso de mercado acima até mesmo do HHO. Acertei?
[/quote]

ET, deixa o Marcelo expor melhor o funcionamento do MOBMIX, ficar vc defendendo o cara só piora, se vcs dois são sócios, abre o jogo, não tem problema. As críticas são sempre construtivas, afinal ele quer ou não quer vender o produto? Marcelo, aproveita, essa é tu chance, melhor chance, aqui vc tem todo esse direito, esclarecendo bem as coisas, fica melhor pra todos e bom para ambas as partes. Eu não sou teu concorrente,o ECONFLEX é, quando ele voltar a vender, é certeza, ele vai fazer críticas ainda mais pesadas, então é melhor tu ir se acostumando com isso.
O ECONFLEX não é seu único concorrente, existem outras duas marcas aqui em São Paulo, não sei quem fabrica, mas são produtos similares e existe um sistema exclusivo pra Diesel, esse é importado e tah vendendo muito por aqui.



Última edição por acalister em Sab 27 Out 2012, 22:08, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário

986 Re: Mistura pobre - O MITO em Sab 27 Out 2012, 22:04

marcelo.eletrotecnico escreveu:
ET-e-HHO-existe escreveu:
marcelo.eletrotecnico escreveu:
marcelo.eletrotecnico escreveu:Esta questão é verdadeira somente para sondas de banda estreita (0-1v). As sondas de banda larga (wideband, 0-5V ou 0-3mA) podem dizer exatamente o fator lâmbda (relação ar / combustível) desde que esteja dentro de uma faixa possível do carro andar (ela não vai de zero ao infinito, mas funciona dentro de uma faixa mais do que suficiente).Explicação sobre a sonda wideband

Alguns veículos importados ussa este tipo de sonda (Wideband) para coneguir melhores resultados de rendimento. Nestes casos a sonda não fica oscilando entre pobre / rica.

Ok Marcelo, mas o artigo indicado pelo André se referia aos carros que ainda usam lambdas sim/não (esqueço o nome correto).

Agora, eu imagino que tu neutraliza o sinal da lambda no seu MOBMIX e de alguma forma perceba o quanto o mapa da centralina iria injetar em cada momento e diminua esse tempo de injeção na marra, deixando para centralina um resistor para que ela pense estar atuando nos bicos injetores. Como tu sabe quanto tempo deixar aberto os bicos, uma vez que tu deve ter trazido para o MOBMIX esse controle? Imagino que o MOBMIX não substitua integralmente a centralina deixando-a trabalhar, mas sem realmente controlar mais nada no carro.

Pelo que eu saiba, tu entende muito bem a dificuldade de enganar a centralina e a inutilidade de fazer isso pela lambda, como os EFIE por ai tentam fazer, imaginando que conseguem mudar o ponto em que a sonda lambda detecta mistura estequiométrica.

Conta mais sobre isso.

Outra pergunta, qual o porcentagem de carros que já estão usando a sonda wideband?

Isto que tu perguntou é exatamente o pulo do gato e o como fazer nos carros a gasolina eu custei a descobrir. Desta forma, se eu passar a diante....

Com relação à sonda Wide, pouquíssimos carros utilizam. Geralmente são veículos de alta performance e normalmente importados. Os nacionais em sua quase totalidade usam a sonda convencional, mesmo os mais novos. Com as novas leis que vão cobrar carros mais eficientes é possível que este uso se torne mais frequente.

Entendo sua posição, o André também escondeu muito o jogo do HHO para não revelar possíveis segredos sensíveis. Mas ficou claro que uma abordagem simples de EFIE, como são oferecidas para ajudar o HHO, não fazem efeito algum, só atrapalham. Claro que vou continuar e tentar descobrir qual o pulo do gato que tu usa ou outro método igualmente funcional. Isso por mera satisfação intelectual, pois não vou fazer nenhum dispositivo e nem instalar em meu carro. Mas dificilmente irei imaginar que truque tu usou, embora já notei que uma boa ideia sempre ocorre a várias pessoas na mesma época, mesmo sem trabalho em conjunto ou intenção de partilhar as ideias.

Ver perfil do usuário

987 Re: Mistura pobre - O MITO em Sab 27 Out 2012, 22:09

h-roo


Rank : 5
Rank : 5
ET-e-HHO-existe escreveu:Hugo, já disse, tu é como o fogo que purifica, é só te cutucar que tu fica irado e tem de achar uma saída para detonar o oponente. Tu lança todas as suas labaredas e só passa pelo fogo o mais bem feito dos produtos e a mais bem formuladas das ideias. Eu sei que suas labaredas acabaram quando tu começa a xingar, depreciar, não mais o objeto mais o dono do objeto, ai tu se entrega como derrotado. Mas não se aflija, tu ajudou muito a refinar o processo, tu é minha melhor cobaia, mesmo sendo apenas uma cobaia teórica. Eu bem que tentei isso com o André e ele se escondeu no disfarce de MestreMago e caiu fora. Sempre lhe agradecerei por seus comentários mau humorados.

Isso deixa uma pergunta, como tu volta e meia resolve atacar a pessoa do Marcelo, fica evidente que tu realmente respeita o produto dele, teme que vire um sucesso de mercado acima até mesmo do HHO. Acertei?

Tu tá mais perdido que cego em meio a tiroteio...kkkkkkkkkkkkkk
Dá uma olhada pra tras e veja a quantos tu agrediu nos barrancos...nosso próprio colega Jonas, que quase te idolatrava foi sumariamente abandonado por voce.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Quem sabe quer que eu diga assim:

"O Marcelo é um cara fenomenal, super sério, super bacana, mas a gambiara (que nem ele testou) é um perigo."

Um conselho ET/Milzon, pare com essa paranóia de que fico nervoso e xingo.

Ver perfil do usuário

988 Re: Mistura pobre - O MITO em Sab 27 Out 2012, 22:19

acalister


Rank : 5
Rank : 5
[quote="ET-e-HHO-existe"][quote="marcelo.eletrotecnico"][quote="ET-e-HHO-existe"][quote="marcelo.eletrotecnico"][quote="marcelo.eletrotecnico"]Esta questão é verdadeira somente para sondas de banda estreita (0-1v). As sondas de banda larga (wideband, 0-5V ou 0-3mA) podem dizer exatamente o fator lâmbda (relação ar / combustível) desde que esteja dentro de uma faixa possível do carro andar (ela não vai de zero ao infinito, mas funciona dentro de uma faixa mais do que suficiente).[url=http://www.odginstruments.com.br/wideband.php]Explicação sobre a sonda wideband[/url][/quote]

Alguns veículos importados ussa este tipo de sonda (Wideband) para coneguir melhores resultados de rendimento. Nestes casos a sonda não fica oscilando entre pobre / rica.[/quote]

Ok Marcelo, mas o artigo indicado pelo André se referia aos carros que ainda usam lambdas sim/não (esqueço o nome correto).

Agora, eu imagino que tu neutraliza o sinal da lambda no seu MOBMIX e de alguma forma perceba o quanto o mapa da centralina iria injetar em cada momento e diminua esse tempo de injeção na marra, deixando para centralina um resistor para que ela pense estar atuando nos bicos injetores. Como tu sabe quanto tempo deixar aberto os bicos, uma vez que tu deve ter trazido para o MOBMIX esse controle? Imagino que o MOBMIX não substitua integralmente a centralina deixando-a trabalhar, mas sem realmente controlar mais nada no carro.

Pelo que eu saiba, tu entende muito bem a dificuldade de enganar a centralina e a inutilidade de fazer isso pela lambda, como os EFIE por ai tentam fazer, imaginando que conseguem mudar o ponto em que a sonda lambda detecta mistura estequiométrica.

Conta mais sobre isso.

Outra pergunta, qual o porcentagem de carros que já estão usando a sonda wideband?[/quote]

[color=red]Isto que tu perguntou é exatamente o pulo do gato e o como fazer nos carros a gasolina eu custei a descobrir.[/color] Desta forma, se eu passar a diante....

Com relação à sonda Wide, pouquíssimos carros utilizam. Geralmente são veículos de alta performance e normalmente importados. Os nacionais em sua quase totalidade usam a sonda convencional, mesmo os mais novos. Com as novas leis que vão cobrar carros mais eficientes é possível que este uso se torne mais frequente.[/quote]

Entendo sua posição, o André também escondeu muito o jogo do HHO para não revelar possíveis segredos sensíveis. Mas ficou claro que uma abordagem simples de EFIE, como são oferecidas para ajudar o HHO, não fazem efeito algum, só atrapalham. Claro que vou continuar e tentar descobrir qual o pulo do gato que tu usa ou outro método igualmente funcional. Isso por mera satisfação intelectual, pois não vou fazer nenhum dispositivo e nem instalar em meu carro. Mas dificilmente irei imaginar que truque tu usou, embora já notei que uma boa ideia sempre ocorre a várias pessoas na mesma época, mesmo sem trabalho em conjunto ou intenção de partilhar as ideias.[/quote]

Et, eu sempre fico ligado lá fora, lá foi onde tudo começou, importei vários kits e na maioria deles alguns se destacavam e era diferentes, vendedores tbm me passaram muitas dicas,não no conceito da célula e sim do KIT e forma de instalação, no resto é testando mesmo.
No caso do EFIE é simples, ele precisa ser programado para se auto desligar a cada 10 ou 20 min (programável), por um tempo de 2m mínimos, fazendo isso a ECU entende que tudo voltou ao normal e é essa é a ideia, a empresa que fabricava, parou de fornecer pra mim e fechou exclusividade com o fabricante de Kits nos USA, nessa eu dancei pois essa ideia foi minha, o Shut Off, assim chamado, acabaou indo pro exportador do meu concorrente aqui na época. Entendeu, fiquei na mão e fui obrigado a parar com tudo, não desistindo, passei a pesquisar e acabei descobrindo o hidrogênio puro, porem bem mais caro e inviável do ponto de vista $$$$.
Hoje mesmo ficou pronto o reator de combustível, levei meses, uma cópia de uma patente a MIT, amanhã instalo com certeza, ele reduz em até 10% a viscosidade do combustível, vamos ver como ele se comporta aqui no Brasil com 20%/35% de etanol na mistura.Esse tbm é limitado, só funciona com gasolina e diesel, flex não tem como. A verdade é que não existe um produto perfeito e prático, se existe, ainda não foi publicado ou relatado.



Última edição por acalister em Sab 27 Out 2012, 22:27, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário

989 Re: Mistura pobre - O MITO em Sab 27 Out 2012, 22:21

h-roo escreveu:
ET-e-HHO-existe escreveu:Hugo, já disse, tu é como o fogo que purifica, é só te cutucar que tu fica irado e tem de achar uma saída para detonar o oponente. Tu lança todas as suas labaredas e só passa pelo fogo o mais bem feito dos produtos e a mais bem formuladas das ideias. Eu sei que suas labaredas acabaram quando tu começa a xingar, depreciar, não mais o objeto mais o dono do objeto, ai tu se entrega como derrotado. Mas não se aflija, tu ajudou muito a refinar o processo, tu é minha melhor cobaia, mesmo sendo apenas uma cobaia teórica. Eu bem que tentei isso com o André e ele se escondeu no disfarce de MestreMago e caiu fora. Sempre lhe agradecerei por seus comentários mau humorados.

Isso deixa uma pergunta, como tu volta e meia resolve atacar a pessoa do Marcelo, fica evidente que tu realmente respeita o produto dele, teme que vire um sucesso de mercado acima até mesmo do HHO. Acertei?

Tu tá mais perdido que cego em meio a tiroteio...kkkkkkkkkkkkkk
Dá uma olhada pra tras e veja a quantos tu agrediu nos barrancos...nosso próprio colega Jonas, que quase te idolatrava foi sumariamente abandonado por voce.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Quem sabe quer que eu diga assim:

"O Marcelo é um cara fenomenal, super sério, super bacana, mas a gambiara (que nem ele testou) é um perigo."

Um conselho ET/Milzon, pare com essa paranóia de que fico nervoso e xingo.

Puxa, fiz um elogio e tu não gostou...

Nunca fui inimigo do Jonas, ótima cobaia, cobaia prática, diferente de você que é a cobaia teórica do contra. Acontece que o Jonas e o André espantaram um cara legal e inofencivo, o MagoEletrônico, e eu me posicionei contra isso, não contra ele. Diferente do André o Jonas é um cara que respeita as pessoas, então eu já espero falta de respeito ao próximo vindo de você e do André, mas do Jonas eu estranhei e reclamei.

Eu gostaria de ser "da paz", mas se uso tua ira para refinar minhas ideias é porque realmente não me importo com a guerra. Eu sempre peguei no pê de vendedores de HHO (foi passado, agora até ajudo), ou quem queria calar minhas ideias a força e não sabe ter no grupo alguém que discorda de suas ideias, como tu.

Se tu notar eu não concordo com tudo que o Marcelo diz e não me importo em deixar claro minhas discordâncias, pois não sou dono da verdade, mas tenho minha opinião.

Ver perfil do usuário

990 Re: Mistura pobre - O MITO em Sab 27 Out 2012, 22:23

acalister escreveu:
ET-e-HHO-existe escreveu:Hugo, já disse, tu é como o fogo que purifica, é só te cutucar que tu fica irado e tem de achar uma saída para detonar o oponente. Tu lança todas as suas labaredas e só passa pelo fogo o mais bem feito dos produtos e a mais bem formuladas das ideias. Eu sei que suas labaredas acabaram quando tu começa a xingar, depreciar, não mais o objeto mais o dono do objeto, ai tu se entrega como derrotado. Mas não se aflija, tu ajudou muito a refinar o processo, tu é minha melhor cobaia, mesmo sendo apenas uma cobaia teórica. Eu bem que tentei isso com o André e ele se escondeu no disfarce de MestreMago e caiu fora. Sempre lhe agradecerei por seus comentários mau humorados.

Isso deixa uma pergunta, como tu volta e meia resolve atacar a pessoa do Marcelo, fica evidente que tu realmente respeita o produto dele, teme que vire um sucesso de mercado acima até mesmo do HHO. Acertei?

ET, deixa o Marcelo expor melhor o funcionamento do MOBMIX, ficar vc defendendo o cara só piora, se vcs dois são sócios, abre o jogo, não tem problema. As críticas são sempre construtivas, afinal ele quer ou não quer vender o produto? Marcelo, aproveita, essa é tu chance, melhor chance, aqui vc tem todo esse direito, esclarecendo bem as coisas, fica melhor pra todos e bom para ambas as partes. Eu não sou teu concorrente,o ECONFLEX é, quando ele voltar a vender, é certeza, ele vai fazer críticas ainda mais pesadas, então é melhor tu ir se acostumando com isso.
O ECONFLEX não é seu único concorrente, existem outras duas marcas aqui em São Paulo, não sei quem fabrica, mas são produtos similares e existe um sistema exclusivo pra Diesel, esse é importado e tah vendendo muito por aqui.

No momento eles não são meus concorrentes porque a idéia do produto deles é trazer economia usando só o módulo. Isto eu também consigo nos carros à gasolina, em perímetro urbano, e sem usar mistura pobre, mas não é o meu foco no momento, pois estes estão em declínio. Além disso, este não é meu único produto. Na área de GNV estou com um produto em avaliação na Bolívia (o MOBMIX GNV) para iniciar a fabricação por lá com um nome diferente (exigência contratual).

Ver perfil do usuário

991 Re: Mistura pobre - O MITO em Sab 27 Out 2012, 22:30

h-roo


Rank : 5
Rank : 5
A uns 70 anos atrás, o Uruguai era, pelo menos na América do Sul, o país menos regulamentado para colocar produtos no mercado. Virou cobaia e desova de tudo que é tipo de máquinas agrícolas que se fabricava no resto do mundo. Em alguns anos dizia-se que o Uruguai tinha os maiores cemitérios agrícolas (ferro velho) do mundo.

Quem será o país substituto do Uruguai?...rsrs

-------

http://forum-hho.forumeiros.com/viewtopic.forum?t=237

Ver perfil do usuário

992 Re: Mistura pobre - O MITO Hoje à(s) 13:10

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 40 de 40]

Ir à página : Anterior  1 ... 21 ... 38, 39, 40

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum