Para quem quer poupar combustivel !


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4 ... 13 ... 24  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 3 de 24]

51 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qua 15 Maio 2013, 16:56

O sacana do Edson eletrocutando um elefante para provar que a corrente alternada (CA) é perigosa demais!


Se o sacana do Edson conseguisse ganhar a guerra das correntes, nós usaríamos a corrente contínua (CC) em nossas casas hoje. Isso seria um sistema difícil, com cabos da grossura de uma perna, isso para abastecer um bairro, diferente da corrente alternada (CA) que permite que cabos finos alimentem até uma cidade inteira.

Sem a CA de Tesla, NY tinha os céus tapados por um emaranhado de fios CC. Com a CA de Tesla, os geradores puderam ficar mais longe, perto das grandes fontes de energia como uma represa e os céus de NY ficaram com menos fios atrapalhando a paisagem.

Mas o sacana do Edson, que não era burro e sabia que CA era melhor que CC para abastecer a cidade, não poderia dar o braço a torcer e dar razão a um ex-funcionário seu chamado Tesla.

Ver perfil do usuário

52 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qua 15 Maio 2013, 17:02

jonas.p.andrade escreveu:

Quiser por uma celula na tua bicicleta tem um kit legal de um motor para vc.

KIT Motor para bicicleta 49cc 4 TEMPOS




Agora sim eu vou poder por o HHO num motor! Vou poder por HHO na minha bicicleta! Assim eu deixo de ser um frustrado revoltado e viro mais um feliz otário usuário de HHO! Agora só vou falar bem do HHO!

(Jonas, tu acha que teu amigo vai entender esse humor azedo que se usa aqui?)

Ver perfil do usuário

53 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qua 15 Maio 2013, 17:13

ET-e-HHO-existe escreveu:
O sacana do Edson eletrocutando um elefante para provar que a corrente alternada (CA) é perigosa demais!


Se o sacana do Edson conseguisse ganhar a guerra das correntes, nós usaríamos a corrente contínua (CC) em nossas casas hoje. Isso seria um sistema difícil, com cabos da grossura de uma perna, isso para abastecer um bairro, diferente da corrente alternada (CA) que permite que cabos finos alimentem até uma cidade inteira.

Sem a CA de Tesla, NY tinha os céus tapados por um emaranhado de fios CC. Com a CA de Tesla, os geradores puderam ficar mais longe, perto das grandes fontes de energia como uma represa e os céus de NY ficaram com menos fios atrapalhando a paisagem.

Mas o sacana do Edson, que não era burro e sabia que CA era melhor que CC para abastecer a cidade, não poderia dar o braço a torcer e dar razão a um ex-funcionário seu chamado Tesla.

É ASSIM QUE PENSAMOS NÉ BINHO, MESMO QUE NOS CONTRARIEM DIZENDO QUE O HHO NÃO VAI FUNCIONAR, MESMO QUE NOS PROVEM AO CONTRARIO ELETROCUTANDO ALGUNS INOCENTES ANIMAIS, VAMOS FAZER NOSSOS TESTES E MOSTRAR QUE PODE HAVER UMA LUZ NO FIM DO TUNEL DO HHO.

Se conseguirmos 2 k/l DE ECONOMIA já é alguma coisa rsrsrsrs

Ver perfil do usuário

54 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qua 15 Maio 2013, 17:16

jonas.p.andrade escreveu:

o BURACO NÃO INTERFERE EM NADA, POIS É A PRODUÇÃO DO TEU KIT QUE VAI DITAR A PRESSÃO E QUANTIDADE DE HHO INJETADO NA ENTRADA.
EU NA ÉPOCA COLOQUEI UM BICO DE CÂMERA DE BICICLETA.

Eu comprovei na minha viagem que consegui fazer 18 por litro de alcool, mas bem no inicio da viagem tive problemas com minha sonda lambda, e desativei, só andei com o regulador do map/maf ligado e a minha célula que produz 1.5 l.p m.

O engraçado é que ao subir a serra nesta viagem eu desliguei minha célula e consegui uma econonia de 3 l.p.k

Não sei te explicar o porque dessa economia, mas nosso amigo o Marcelo do MOBMIX pode dar um parecer para nós a respeito.

Fala ai Marcelo.

Jonas, deixando a sacanagem de lado um pouco, vamos falar de coisa séria.

O André até comentou dessa tua experiência outro dia, experiência que eu tinha esquecido. Pelo que entendi a tua célula fez o painel sinalizar erro na sonda lambda e com ou sem gerador ligado, mas tudo instalado, a economia apareceu uma única viagem.

É difícil explicar a economia, mas se continuou, nem que em escala um pouco reduzida, sem o gerador de HHO estar produzindo, então prova que a instalação fez algo no carro sozinho que nem foi necessário o HHO para acontecer.

Eu diria que até sem o gerador produzindo a sonda acusaria o erro e a economia se daria. Pena que tu abandonou a cobaisse e não vai testar essa minha proposta. A explicação que dou para isso é que, novamente, com o alto vácuo do motor se propagando para dentro do borbulhador e depois para dentro do gerador, toda a água existente no sistema começa a evaporar em temperatura ambiente, imagine na temperatura aumentada do cofre do motor. Muito vapor, com ou sem gerador ligado, só que se tu ligar o gerador, a movimentação extra do HHO sendo gerado, aumentará mais ainda a evaporação.

Vapor d'água, foi isso que te aconteceu, vapor d'água que mexeu com a pressão do coletor de admissão e consequentemente fez a ECU pirar, acusar a sonda lambda e num efeito inesperado ainda produziu economia.

Tu só tinha que voltar a sua cobaisse novamente e testar um sistema só com vapor d'água para provar que isso é verdade. Volta Jonas, nós precisamos que você reative sua função de cobaia!

Ver perfil do usuário

55 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qua 15 Maio 2013, 17:19

Jonas, mas um detalhe, eu suspeito que a grande parte da economia que acontece em misturas pobres vem das reduções das "perdas por bombeamento" (eu coloco entra aspas para vocês irem na internet pesquisar que termo é esse usado pelos engenheiros mecânicos)


A redução das "perdas por bombeamento" foi o que fez teu carro economizar. Coisa que é uma situação única de peso do carro, motor e estrada, ou seja, a aceleração que tu usou durante a viagem (posição do pedal do acelerador). Por isso tu não vê essa economia toda hora.

Ver perfil do usuário

56 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qua 15 Maio 2013, 17:27

Jonas, obrigado por ter me promovido a um importante funcionário da Petrobras. Só não esqueça de dizer isso a empresa, porque até onde eu saiba, meu salário não tem sido depositado, alias, nunca depositaram. Um funcionário que não recebe salário só pode ser o dono, será que eu sou o dono da Petrobrás e não sei? Tem alguma coisa mau contada ai, Jonas, a sim, tem sim!

Ver perfil do usuário

57 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qua 15 Maio 2013, 17:46

ET-e-HHO-existe escreveu:Jonas, mas um detalhe, eu suspeito que a grande parte da economia que acontece em misturas pobres vem das reduções das "perdas por bombeamento" (eu coloco entra aspas para vocês irem na internet pesquisar que termo é esse usado pelos engenheiros mecânicos)


A redução das "perdas por bombeamento" foi o que fez teu carro economizar. Coisa que é uma situação única de peso do carro, motor e estrada, ou seja, a aceleração que tu usou durante a viagem (posição do pedal do acelerador). Por isso tu não vê essa economia toda hora.

Lembra no outro fórum quando eu disse que só o fato de usar o regulador do map/maf eu obtinha economia, mas notei que é só em viagem longas e velocidade constante.
Rodei na cidade ou em pequenos trajetos e percebi que o motor não tinha força para desenvolver o veiculo, tinha que deixar em (0) o botão do potenciômetro, para não interferir na calibragem do map, mas pude ver uma economia entre 2 a 4 l/p/k
mas me dissera um amigo meu mecânico que em meu carro zero, não seria viável essa economia pois estaria desgastando as bronzinas e toda a vara de comando do motor, pois o motor sai de fabrica calibrado, então pensei, se com a célula de HHO conjugada ao regulador ma/maf o Binho conseguiria uma boa regulagem para compensar essa pressão e assim obter certa economia sem desgastar o motor do veiculo.


Estive vendo a respeito de perdas por bombeamento e pode ter sim alguma relação, veja um resumo a respeito.


A. Transvasamentos de gases.
Ciclo BP-Perdas por bombeamento

•Motor atmosférico: trabalho no ciclo BP não nulo.
•Motor a ignição por centelha: Perdas por bombeamento
devido a regulagem da carga via borboleta.
•Cargas parciais ↑ Trabalho bombeamento
cycle

η
•Influência dos gases residuais:
• ↑ G.R. ↓ Quantidade de energia aprisionada no cilindro
• ↑ G.R. Deterioração das condições de combustão:
- ↓ Velocidade de propagação de chama
- ↑ Dispersão

Motor Diesel: Menor efeito dos gases residuais porque:
• Enchimento Maximo em ar

• ↑ ε volume morto ↓
A. Transvasamentos de gases.
Bucle BP-Perdas por bombeamento
•Motor sobre-alimentado: Padm > Pesc
Trabalho BP positivo

B. Enquadramento da distribuição
C. Intercâmbios térmicos entre gases e paredes
Rdto.de ciclo
• As leis de compressão e expansão não são
adiabáticas.

3.4 - Ciclo Otto teórico

O ciclo Otto compreende duas transformações adiabáticas e duas isotérmicas, como mostra o diagrama abaixo:


figura 04 – Dagrama ciclo Otto

A-B – compressão adiabática (sem troca de calor)
B-C – ignição (isotérmica)
C-D – expansão (adiabática): realizando trabalho
D-A – expansão (abertura da válvula de escapamento- isotérmica)
A linha horizontal da esquerda para a direita é admissão, caso contrário, escapamento dos gases.


Veja ai em vermelho a tua ideia de combustível sendo injetado ao invez de ter uma centelha para ignição, mas ai depara com um problema ja citado pelo Marcelo, a combustão se daria já na injeção devida a alta temperatura na gasolina, e o combustível adequado que não sofre este problema é o diesel por não ser tão explosivo, e nem pensar isso com o HHO.
Vou ver se consigo do paragua um mot.4 tempo para por na bancada e fazer estes testes, mas isso tem que esperar um pouco, no meu peugeot não posso fazer esses testes senão a patroa lança o rolo de macarrão na minha cabeça rsrsrsrs.



Última edição por jonas.p.andrade em Qua 15 Maio 2013, 19:25, editado 2 vez(es)

Ver perfil do usuário

58 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qua 15 Maio 2013, 19:00

Porque em carro novo mexer no MAP estraga as bronzinas?

Se tu reparar nessa descrição do seu carro só com controle do MAP economizar nas estradas, isso não tem tudo haver com redução das "perdas de bombeamento"?

Jonas, minha ideia em injetar combustível super quente em um motor quase a diesel, seria mesmo que o combustível acendesse no exato momento que entra na câmara de combustão, como acontece com o diesel. Só que no diesel é o ar quente que acende o diesel e no meu esquema é o combustível quente que acende ao encontrar o oxigênio do ar. Pensa melhor, o Marcelo também não entendeu. Não precisa tantos cuidados assim, senão o motor diesel seria inviável. Eu só troquei a fonte de calor.

Diesel: Ar (com oxigênio) + óleo diesel + calor vindo do ar aquecido = combustão

Et-Motor: Ar (com oxigênio) + qualquer combustível + calor vindo do combustível hiper aquecido = combustão de qualquer combustível.

O que meu motor difere do diesel, além da fonte de calor?

Ver perfil do usuário

59 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qua 15 Maio 2013, 19:16

ET-e-HHO-existe escreveu:Porque em carro novo mexer no MAP estraga as bronzinas?

Se tu reparar nessa descrição do seu carro só com controle do MAP economizar nas estradas, isso não tem tudo haver com redução das "perdas de bombeamento"?

Jonas, minha ideia em injetar combustível super quente em um motor quase a diesel, seria mesmo que o combustível acendesse no exato momento que entra na câmara de combustão, como acontece com o diesel. Só que no diesel é o ar quente que acende o diesel e no meu esquema é o combustível quente que acende ao encontrar o oxigênio do ar. Pensa melhor, o Marcelo também não entendeu. Não precisa tantos cuidados assim, senão o motor diesel seria inviável. Eu só troquei a fonte de calor.

Diesel: Ar (com oxigênio) + óleo diesel + calor vindo do ar aquecido = combustão

Et-Motor: Ar (com oxigênio) + qualquer combustível + calor vindo do combustível hiper aquecido = combustão de qualquer combustível.

O que meu motor difere do diesel, além da fonte de calor?

KKKKKKKKKKKKKK.
Viu o cara Binho, ele é tão esperto que esta tentando tirar nós do foco da celua de HHO para focarmos na teoria dele, vamos la Binho manda brasa nos testes e vamos ver os resultados.


pergunta do et
Porque em carro novo mexer no MAP estraga as bronzinas?

acho que o meu amigo mecânico quis dar a entender, é que o motor trabalha meio sem potencia em subidas em nas arrancadas.

Ver perfil do usuário

60 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qua 15 Maio 2013, 21:38

Tirar do foco que nada, eu quero é ajudar, mas ajudar vocês a fazerem o certo, vocês que são os heroicos e corajosos que experimentam qualquer merda coisas alternativas em seus carros.

Jonas, não deixa o cara sozinho nessa furada não, hein! Vai reativando seus geradores, arranjando espaço no carro e vamos a luta! Estou torcendo por vocês.

Eu sei que minha sinceridade aborrece alguns todos, mas não existe má intenção, nem filiação as petroleiras, nem ideologias ferra povão, só que o HHO é muito controverso e, no mínimo, está sendo feito tudo errado, no máximo, não funciona mesmo e tamos todos perdendo tempo.

Ver perfil do usuário

61 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qua 15 Maio 2013, 22:12

A maioria dos que conhecem o HHO e tem a inocência coragem de colocar isso no seu carro, pessoal, de passeio, que leva a patroa para fazer compras e a gurisada para passear, estes otários corajosos entusiastas, só entram nessa porque acreditam que é liquido e certo. Na primeira dificuldade desistem.

Primeiro fato:

Se tu colocar o HHO e funcionar num dia, no outro vai dar problema e depois tu nunca mais repete esse dia glorioso. Então HHO não é liquido e certo, ele é muito pastoso que nem cocô e duvidoso.

Segundo fato:

As promessas que são feitas ao uso do HHO, também são feitas para velas especiais, tipo iridium que já existe no mercado, e outras técnicas experimentais de produzem um aumento na velocidade da queima do combustível.

Terceiro fato:

Nos sistemas vendidos por ai, o HHO é gerado sob demanda fixa, coisa que em si só já é estranho. Como sempre usar X LPM de HHO para um carro, tanto na marcha lenta como para subir uma montanha plenamente carregado?

Quarto fato:

Gente, entendam isso ou assumam que não sabem merda coisa alguma: O alternador gasta tanta energia do motor quanto oferece ao carro na forma de eletricidade.

Se tu está consumindo 100W de energia elétrica no carro, podes crer que o alternador está pedindo 100W + perdas ao motor na forma de energia mecânica.

Se tu está consumindo 1000W de energia elétrica no carro, podes crer que o alternador está pedindo 1000W + perdas ao motor na forma de energia mecânica.

Se você está consumindo 10000W de energia elétrica no carro, podes crer que seu alternador não aguentou, está drenando quase uns 2000W de energia mecânica do motor e ainda assim a bateria está suprindo os 8000W que faltam e que sera exigido, depois, do alternador para recarregar a bateria.

Quinto fato:

Já foi feita mistura de gasolina + hidrogênio para permitir uma eficiência melhor no comportamento do motor. Funcionou, mas os métodos e quantidades foram bem diferentes do que o HHO propõe.

Sexto fato:

Se aceitarmos que o HHO, do jeito que está hoje é um embuste, mas que a ideia de misturar vários combustíveis vai além de um mero veículo Flex, que pode mesmo melhorar o desempenho do motor, então faremos uma outra coisa, que até poderia ter HHO no nome, que pode até lembrar o velho HHO, mas não será o HHO do mesmo jeito que HHO não é a já consagrada técnica de adicionar hidrogênio na combustão. Parece, mas não é.

* Técnica consagrada de adicionar hidrogênio na combustão para melhoria da mesma. Funciona!

* HHO - Técnica de gerar oxi-hidrogênio por demanda para simular, de forma muito mau feita, a antiga técnica de adição de hidrogênio. Embuste!

* HHO que funciona - Técnica que aproveita todas as possibilidades que o HHO promete, mas não consegue cumprir, com alterações profundas que desfiguram o HHO atual, mas realmente faz o HHO, como gás, funcionar. Promessa a ser perseguida, inventada!

Sétimo fato:

O HHO sob demanda está morto pelo fato de tentar tirar hidrogênio do local mais difícil possível que é a água, além de buscar a energia para o processo justo do motor que quer fazer economizar. Nunca vai dar certo isso.

Oitavo fato:

Não sei se funciona, mas reduz, e muito, o defeito relatado no item (7), o já mencionado, pelo Jonas, reator que retira hidrogênio da própria gasolina. Mesmo sendo sob demanda e vindo da gasolina, esse método gasta menos energia do motor que a eletrólise e pode fazer o HHO funcionar. No caso não seria mais HHO e sim gás de síntese.

Nono fato:

Ninguém leu isso tudo até aqui porque não interessa aos sues ouvidos. Sendo assim, não tenho mais nada a falar, por enquanto...

Ver perfil do usuário

62 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qua 15 Maio 2013, 22:44

ET-e-HHO-existe escreveu:A maioria dos que conhecem o HHO e tem a inocência coragem de colocar isso no seu carro, pessoal, de passeio, que leva a patroa para fazer compras e a gurisada para passear, estes otários corajosos entusiastas, só entram nessa porque acreditam que é liquido e certo. Na primeira dificuldade desistem.

Primeiro fato:

Se tu colocar o HHO e funcionar num dia, no outro vai dar problema e depois tu nunca mais repete esse dia glorioso. Então HHO não é liquido e certo, ele é muito pastoso que nem cocô e duvidoso.

Segundo fato:

As promessas que são feitas ao uso do HHO, também são feitas para velas especiais, tipo iridium que já existe no mercado, e outras técnicas experimentais de produzem um aumento na velocidade da queima do combustível.

Terceiro fato:

Nos sistemas vendidos por ai, o HHO é gerado sob demanda fixa, coisa que em si só já é estranho. Como sempre usar X LPM de HHO para um carro, tanto na marcha lenta como para subir uma montanha plenamente carregado?

Quarto fato:

Gente, entendam isso ou assumam que não sabem merda coisa alguma: O alternador gasta tanta energia do motor quanto oferece ao carro na forma de eletricidade.

Se tu está consumindo 100W de energia elétrica no carro, podes crer que o alternador está pedindo 100W + perdas ao motor na forma de energia mecânica.

Se tu está consumindo 1000W de energia elétrica no carro, podes crer que o alternador está pedindo 1000W + perdas ao motor na forma de energia mecânica.

Se você está consumindo 10000W de energia elétrica no carro, podes crer que seu alternador não aguentou, está drenando quase uns 2000W de energia mecânica do motor e ainda assim a bateria está suprindo os 8000W que faltam e que sera exigido, depois, do alternador para recarregar a bateria.

Quinto fato:

Já foi feita mistura de gasolina + hidrogênio para permitir uma eficiência melhor no comportamento do motor. Funcionou, mas os métodos e quantidades foram bem diferentes do que o HHO propõe.

Sexto fato:

Se aceitarmos que o HHO, do jeito que está hoje é um embuste, mas que a ideia de misturar vários combustíveis vai além de um mero veículo Flex, que pode mesmo melhorar o desempenho do motor, então faremos uma outra coisa, que até poderia ter HHO no nome, que pode até lembrar o velho HHO, mas não será o HHO do mesmo jeito que HHO não é a já consagrada técnica de adicionar hidrogênio na combustão. Parece, mas não é.

* Técnica consagrada de adicionar hidrogênio na combustão para melhoria da mesma. Funciona!

* HHO - Técnica de gerar oxi-hidrogênio por demanda para simular, de forma muito mau feita, a antiga técnica de adição de hidrogênio. Embuste!

* HHO que funciona - Técnica que aproveita todas as possibilidades que o HHO promete, mas não consegue cumprir, com alterações profundas que desfiguram o HHO atual, mas realmente faz o HHO, como gás, funcionar. Promessa a ser perseguida, inventada!

Sétimo fato:

O HHO sob demanda está morto pelo fato de tentar tirar hidrogênio do local mais difícil possível que é a água, além de buscar a energia para o processo justo do motor que quer fazer economizar. Nunca vai dar certo isso.

Oitavo fato:

Não sei se funciona, mas reduz, e muito, o defeito relatado no item (7), o já mencionado, pelo Jonas, reator que retira hidrogênio da própria gasolina. Mesmo sendo sob demanda e vindo da gasolina, esse método gasta menos energia do motor que a eletrólise e pode fazer o HHO funcionar. No caso não seria mais HHO e sim gás de síntese.

Nono fato:

Ninguém leu isso tudo até aqui porque não interessa aos sues ouvidos. Sendo assim, não tenho mais nada a falar, por enquanto...

Nossa et, escreve longos textos esperando que ninguém leia o conteúdo?
Sempre tem uns otários alguém descompromissados que se ocupam com tal besteiras, dicas preciosas embutidas nos textos, como as de velas especiais, tipo iridium.

Basta cada um ler os textos e refinar que as idiotices dicas aparecem.

Ver perfil do usuário

63 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qua 15 Maio 2013, 23:03

binhorp escreveu:Fiz mas alguns testes hoje e não mudou em nada, o hho não fez a menor diferença, et tinha razão, peço desculpas se por algum momento deu a entender que eu estava discordando de suas afirmações, Marcelo gostaria de saber mas a respeito do MOBMIX, procuro uma solução que economize combustível de verdade.
Minhas considerações finais sobre o gerador de hidrogênio são:

O gerador em si realmente gera hidrogênio, mas a quantidade é tão pequena que não faz a menor diferença para um motor 1.0, na pratica mesmo só consegui encher bexigas, portanto se alguém assim como tiver a curiosidade de fazer testes, tome o cuidado quando comprar e só pague ao vendedor depois de testado que foi o meu caso.
Continuo a procura de algum produto que realmente funcione.
Obrigado a todos!

Conforme pediu, seguem as informações:

O MOBMIX HHO é um aparelho que deriva do MOBMIX GNV, e tem a lógica de funcionamento muito parecida, mas com uma principal diferença que é a limitação da redução máxima de combustível através da sonda. Diferente dos outros EFI-E's do mercado, o MOBMIX na verdade é um módulo de injeção eletrônica, já que é capaz de controlar ele mesmo a quantidade injetada de combustível atuando diretamente sobre os bicos injetores. Através de seu algoritmo interno, permite uma redução no consumo de combustível da ordem de 30% em perímetro urbano e de 15% em viagens. O HHO ainda continua sendo necessário como coadjuvante na redução das emissões (que aumentam em função da redução na quantidade de combustível injetado).

Caso queira testar o aparelho, faço o seguinte: Se testar e funcionar, te devolvo 50% sobre o preço da minha loja, depois que o senhor postar os resultados aqui. Se não funcionar, o senhor me devolve e te devolvo 100% do valor pago, incluindo o frete. Aguardo seu comentário.

Ver perfil do usuário

64 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qua 15 Maio 2013, 23:09

ET-e-HHO-existe escreveu:
marcelo.eletrotecnico escreveu:

Com relação ao meu módulo, os novos modelos (Tanto o módulo de injeção HHO, MOBMIX, quanto o EFI-E PROGPOT) feitos para carros flex, não podem corrigir o problema de encharcamento da sonda, pois o módulo lê a sonda para fazer as correções.

Marcelo, não acredito que a sonda lambda fique molhada e nem que exista algum problema por causa dela. A sonda lambda está pagando o pato que é do sensor de pressão (MAP) que também não fica molhado, só marca, corretamente, uma pressão maior do que deveria haver se não tivesse sido instalado o HHO.

Porque a pressão fica acima do que deveria? Claro que se entrar muito vapor, que esta na forma de gás, a pressão vai subir e ficar maior que se só existisse ar. A ECU usa a pressão do coletor de admissão como um dos parâmetros para calcular a massa de ar e vai errar. Ai nasce o problema, que termina aparecendo numa luz do painel condenando a sonda lambda que não tem nada haver com a questão, só não consegue corrigir o erro de pressão que houve no coletor de admissão causado pelo vapor excessivo.

Porque eu acuso o vapor d'água e não o HHO puro? Porque, como tu disse, mesmo com o potencial de causar o mesmo erro no MAP, o HHO é tão pouco que certamente seria corrigido pela sonda lambda. Se esse erro aparece, não acredito que seja pelo HHO seco, ou por condensação do vapor d'água e nem por água liquida, mas pelo próprio vapor d'água ocupar lugar, como um gás, e aumentar a pressão, sendo confundido com ar atmosférico pela ECU.

Porque de tanto vapor? Apenas por causa da pressão superbaixa dentro do gerador eletrolítico e do borbulhador, que passam a ferver em temperatura ambiente e geram muito vapor.

Marcelo, se tu entendeu essa minha explicação e tem um comentário sobre, posta ele aqui, pois tu entende de injeção mais que eu. Eu venho lutando para achar uma explicação para essa reclamação dos HHOzeiros em carros injetados e acho que agora achei o culpado certo.

ET, entendi perfeitamente sua explicação, e eu também já tinha comentado sobre a interferência da pressão no MAP sobre o consumo, lembra ? (Brasileiro desbanca gringos e ensina...)
O que eu não tinha e dado conta é que o pessoal ligava o HHO depois da boboleta de aceleração. É claro que neste caso vai haver muito mais interferência no map e o consumo fica bem maior, especialmente na marcha lenta e regimes de pouca carga do motor. É esta a razão pela qual o pessoal vende estes corretores de MAP. O idéia de restringir a saída para que a pressão no gerador seja positiva (mas não muito para não explodir) acho que é muito boa e elimina a necessidade de corretores de MAP.

Ver perfil do usuário

65 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qua 15 Maio 2013, 23:22

jonas.p.andrade escreveu:
binhorp escreveu:Jonas estou disposto a fazer mas testes, na verdade o que mas desanima, são alguns comentários desnecessário, mas vamos lar vou tentar filtrar o que interessa.
Este regulador e bem simples posso fazer um teste, agora eu estava pensando aqui o local que eu coloquei a mangueira do gerador foi na entrada da partida a frio aquela que fica bem prox. a borboleta eu percebi que o furo é bem pequeno será que faz diferença ?

o BURACO NÃO INTERFERE EM NADA, POIS É A PRODUÇÃO DO TEU KIT QUE VAI DITAR A PRESSÃO E QUANTIDADE DE HHO INJETADO NA ENTRADA.
EU NA ÉPOCA COLOQUEI UM BICO DE CÂMERA DE BICICLETA.

Eu comprovei na minha viagem que consegui fazer 18 por litro de alcool, mas bem no inicio da viagem tive problemas com minha sonda lambda, e desativei, só andei com o regulador do map/maf ligado e a minha célula que produz 1.5 l.p m.

O engraçado é que ao subir a serra nesta viagem eu desliguei minha célula e consegui uma econonia de 3 l.p.k

Não sei te explicar o porque dessa economia, mas nosso amigo o Marcelo do MOBMIX pode dar um parecer para nós a respeito.

Fala ai Marcelo.

A alteração no sensor map vai informar para a central que o carro está aspirando uma quantidade de ar menor do que a que realmente está. Desta forma, o carro vai injetar uma quantidade menor de combustível, mas sem nenhum monitoramento da mistura esta redução pode atingir níveis perigosos para o motor, e pode queimar todo o catalisador do carro e queimar a sonda lâmbda por super aquecimento (situação extrema). Não tente isso no seu carro, a economia de combustível pode se transformar em despesa com retífica do motor ou troca de peças. Se quiser usar, tem que comprar um Hallmeter para monitorar o valor da sonda e garantir que o valor nunca fique zerado direto (mistura muito pobre).

veja um aqui: hallmeter

Ver perfil do usuário

66 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qua 15 Maio 2013, 23:44

ET-e-HHO-existe escreveu:A maioria dos que conhecem o HHO e tem a inocência coragem de colocar isso no seu carro, pessoal, de passeio, que leva a patroa para fazer compras e a gurisada para passear, estes otários corajosos entusiastas, só entram nessa porque acreditam que é liquido e certo. Na primeira dificuldade desistem.

Primeiro fato:

Se tu colocar o HHO e funcionar num dia, no outro vai dar problema e depois tu nunca mais repete esse dia glorioso. Então HHO não é liquido e certo, ele é muito pastoso que nem cocô e duvidoso.

Segundo fato:

As promessas que são feitas ao uso do HHO, também são feitas para velas especiais, tipo iridium que já existe no mercado, e outras técnicas experimentais de produzem um aumento na velocidade da queima do combustível.

Terceiro fato:

Nos sistemas vendidos por ai, o HHO é gerado sob demanda fixa, coisa que em si só já é estranho. Como sempre usar X LPM de HHO para um carro, tanto na marcha lenta como para subir uma montanha plenamente carregado?

Quarto fato:

Gente, entendam isso ou assumam que não sabem merda coisa alguma: O alternador gasta tanta energia do motor quanto oferece ao carro na forma de eletricidade.

Se tu está consumindo 100W de energia elétrica no carro, podes crer que o alternador está pedindo 100W + perdas ao motor na forma de energia mecânica.

Se tu está consumindo 1000W de energia elétrica no carro, podes crer que o alternador está pedindo 1000W + perdas ao motor na forma de energia mecânica.

Se você está consumindo 10000W de energia elétrica no carro, podes crer que seu alternador não aguentou, está drenando quase uns 2000W de energia mecânica do motor e ainda assim a bateria está suprindo os 8000W que faltam e que sera exigido, depois, do alternador para recarregar a bateria.

Quinto fato:

Já foi feita mistura de gasolina + hidrogênio para permitir uma eficiência melhor no comportamento do motor. Funcionou, mas os métodos e quantidades foram bem diferentes do que o HHO propõe.

Sexto fato:

Se aceitarmos que o HHO, do jeito que está hoje é um embuste, mas que a ideia de misturar vários combustíveis vai além de um mero veículo Flex, que pode mesmo melhorar o desempenho do motor, então faremos uma outra coisa, que até poderia ter HHO no nome, que pode até lembrar o velho HHO, mas não será o HHO do mesmo jeito que HHO não é a já consagrada técnica de adicionar hidrogênio na combustão. Parece, mas não é.

* Técnica consagrada de adicionar hidrogênio na combustão para melhoria da mesma. Funciona!

* HHO - Técnica de gerar oxi-hidrogênio por demanda para simular, de forma muito mau feita, a antiga técnica de adição de hidrogênio. Embuste!

* HHO que funciona - Técnica que aproveita todas as possibilidades que o HHO promete, mas não consegue cumprir, com alterações profundas que desfiguram o HHO atual, mas realmente faz o HHO, como gás, funcionar. Promessa a ser perseguida, inventada!

Sétimo fato:

O HHO sob demanda está morto pelo fato de tentar tirar hidrogênio do local mais difícil possível que é a água, além de buscar a energia para o processo justo do motor que quer fazer economizar. Nunca vai dar certo isso.

Oitavo fato:

Não sei se funciona, mas reduz, e muito, o defeito relatado no item (7), o já mencionado, pelo Jonas, reator que retira hidrogênio da própria gasolina. Mesmo sendo sob demanda e vindo da gasolina, esse método gasta menos energia do motor que a eletrólise e pode fazer o HHO funcionar. No caso não seria mais HHO e sim gás de síntese.

Nono fato:

Ninguém leu isso tudo até aqui porque não interessa aos sues ouvidos. Sendo assim, não tenho mais nada a falar, por enquanto...

Ei li até o final e assino embaixo.

Ver perfil do usuário

67 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qui 16 Maio 2013, 01:33

marcelo.eletrotecnico escreveu:
jonas.p.andrade escreveu:
binhorp escreveu:Jonas estou disposto a fazer mas testes, na verdade o que mas desanima, são alguns comentários desnecessário, mas vamos lar vou tentar filtrar o que interessa.
Este regulador e bem simples posso fazer um teste, agora eu estava pensando aqui o local que eu coloquei a mangueira do gerador foi na entrada da partida a frio aquela que fica bem prox. a borboleta eu percebi que o furo é bem pequeno será que faz diferença ?

o BURACO NÃO INTERFERE EM NADA, POIS É A PRODUÇÃO DO TEU KIT QUE VAI DITAR A PRESSÃO E QUANTIDADE DE HHO INJETADO NA ENTRADA.
EU NA ÉPOCA COLOQUEI UM BICO DE CÂMERA DE BICICLETA.

Eu comprovei na minha viagem que consegui fazer 18 por litro de alcool, mas bem no inicio da viagem tive problemas com minha sonda lambda, e desativei, só andei com o regulador do map/maf ligado e a minha célula que produz 1.5 l.p m.

O engraçado é que ao subir a serra nesta viagem eu desliguei minha célula e consegui uma econonia de 3 l.p.k

Não sei te explicar o porque dessa economia, mas nosso amigo o Marcelo do MOBMIX pode dar um parecer para nós a respeito.

Fala ai Marcelo.

A alteração no sensor map vai informar para a central que o carro está aspirando uma quantidade de ar menor do que a que realmente está. Desta forma, o carro vai injetar uma quantidade menor de combustível, mas sem nenhum monitoramento da mistura esta redução pode atingir níveis perigosos para o motor, e pode queimar todo o catalisador do carro e queimar a sonda lâmbda por super aquecimento (situação extrema). Não tente isso no seu carro, a economia de combustível pode se transformar em despesa com retífica do motor ou troca de peças. Se quiser usar, tem que comprar um Hallmeter para monitorar o valor da sonda e garantir que o valor nunca fique zerado direto (mistura muito pobre).

veja um aqui: hallmeter

É isso mesmo Marcelo pois lembro de dois detalhes que ninguém conseguiu me explicar o porque, quando estacionava o veiculo, o catalizador fedia um cheiro característico de estar queimando algo.
Um amigo que preparou o motor de seu carro para participar de arrancadão disse que era só retirar o catalizador, pois os carros que ele usava para as competições ele usava hydrogenio injetado para as arrancadas alguns segundos, e com catalizador fedia igualzinho.

O outro detalhe que notei foi a ventoinha ficar lidada direto, principalmente quando quando estacionava, a ventoinha demorava uns 20 minutos até desligar.

Pensei que esse combustível o HHO, estaria superaquecendo o cabeçote, pesquisei e vi oque poderia acontecer com um motor, o chamado
pré-ignição e a
detonação etc...

Por este motivo parei com meus testes em veiculo flex, espero fazer os testes mais tarde em motor carburado.

Ver perfil do usuário

68 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qui 16 Maio 2013, 03:46

jonas.p.andrade escreveu:
marcelo.eletrotecnico escreveu:
jonas.p.andrade escreveu:
binhorp escreveu:Jonas estou disposto a fazer mas testes, na verdade o que mas desanima, são alguns comentários desnecessário, mas vamos lar vou tentar filtrar o que interessa.
Este regulador e bem simples posso fazer um teste, agora eu estava pensando aqui o local que eu coloquei a mangueira do gerador foi na entrada da partida a frio aquela que fica bem prox. a borboleta eu percebi que o furo é bem pequeno será que faz diferença ?

o BURACO NÃO INTERFERE EM NADA, POIS É A PRODUÇÃO DO TEU KIT QUE VAI DITAR A PRESSÃO E QUANTIDADE DE HHO INJETADO NA ENTRADA.
EU NA ÉPOCA COLOQUEI UM BICO DE CÂMERA DE BICICLETA.

Eu comprovei na minha viagem que consegui fazer 18 por litro de alcool, mas bem no inicio da viagem tive problemas com minha sonda lambda, e desativei, só andei com o regulador do map/maf ligado e a minha célula que produz 1.5 l.p m.

O engraçado é que ao subir a serra nesta viagem eu desliguei minha célula e consegui uma econonia de 3 l.p.k

Não sei te explicar o porque dessa economia, mas nosso amigo o Marcelo do MOBMIX pode dar um parecer para nós a respeito.

Fala ai Marcelo.

A alteração no sensor map vai informar para a central que o carro está aspirando uma quantidade de ar menor do que a que realmente está. Desta forma, o carro vai injetar uma quantidade menor de combustível, mas sem nenhum monitoramento da mistura esta redução pode atingir níveis perigosos para o motor, e pode queimar todo o catalisador do carro e queimar a sonda lâmbda por super aquecimento (situação extrema). Não tente isso no seu carro, a economia de combustível pode se transformar em despesa com retífica do motor ou troca de peças. Se quiser usar, tem que comprar um Hallmeter para monitorar o valor da sonda e garantir que o valor nunca fique zerado direto (mistura muito pobre).

veja um aqui: hallmeter

É isso mesmo Marcelo pois lembro de dois detalhes que ninguém conseguiu me explicar o porque, quando estacionava o veiculo, o catalizador fedia um cheiro característico de estar queimando algo.
Um amigo que preparou o motor de seu carro para participar de arrancadão disse que era só retirar o catalizador, pois os carros que ele usava para as competições ele usava hydrogenio injetado para as arrancadas alguns segundos, e com catalizador fedia igualzinho.

O outro detalhe que notei foi a ventoinha ficar lidada direto, principalmente quando quando estacionava, a ventoinha demorava uns 20 minutos até desligar.

Pensei que esse combustível o HHO, estaria superaquecendo o cabeçote, pesquisei e vi oque poderia acontecer com um motor, o chamado
pré-ignição e a
detonação etc...

Por este motivo parei com meus testes em veiculo flex, espero fazer os testes mais tarde em motor carburado.

Por esse motivo eu nunca testei HHO no meu carro, fazer isso é muita burrice coragem!

Foi mau Jonas, se eu soubesse dirigir e tivesse um carro, a uns 4 anos atrás quando comecei com isso, eu também teria feito essa idiotice coisa meio insensata.

Ver perfil do usuário

69 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qui 16 Maio 2013, 03:57

marcelo.eletrotecnico escreveu:

ET, entendi perfeitamente sua explicação, e eu também já tinha comentado sobre a interferência da pressão no MAP sobre o consumo, lembra ? (Brasileiro desbanca gringos e ensina...)
O que eu não tinha e dado conta é que o pessoal ligava o HHO depois da boboleta de aceleração. É claro que neste caso vai haver muito mais interferência no map e o consumo fica bem maior, especialmente na marcha lenta e regimes de pouca carga do motor. É esta a razão pela qual o pessoal vende estes corretores de MAP. O idéia de restringir a saída para que a pressão no gerador seja positiva (mas não muito para não explodir) acho que é muito boa e elimina a necessidade de corretores de MAP.

Marcelo, eu lembro de perguntar para você como a ECU calcula a massa de ar, tu me falou do sensor de pressão absoluta (se não me engano) que é o MAP, falou que também tem um sensor de temperatura, acho que as vezes usa outro sensor de posição da borboleta e outros parâmetros já disponíveis como rotação. Eu fiquei embatucado como essas informações resultariam na massa de ar e não entendia como não precisava medir pressão e temperatura do lado de fora, lembra disso?

Agora, não me lembro do objetivo da curiosidade de te perguntar isso, mas imagino que fosse mesmo essa velha história da sobra de oxigênio em carros injetados, que usam HHO, que eu nunca aceitei.

Eu mesmo já destaquei essa ideia de que não existe sobra de oxigênio e sim de combustível, nessa história de que usar HHO em carro injetado provoca aumento no consumo e erro na Lambda. Só que eu mesmo não dei muita importância a essa possibilidade. Só agora tentando justificar que o percentual de oxigênio modificado pelo introdução de muito HHO também não pode fazer isso, sobrar oxigênio, foi que eu notei a importância de inverter as ideias, parar de achar que está sobrando oxigênio e começar a pensar que o que sobra é o combustível mesmo.

Lhe agradeço por forçar meus neurônios e enxergar a importância de algo que já tínhamos discutido antes e eu deixei passar.

Ver perfil do usuário

70 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qui 16 Maio 2013, 04:07

jonas.p.andrade escreveu:
Nossa et, escreve longos textos esperando que ninguém leia o conteúdo?
Sempre tem uns otários alguém descompromissados que se ocupam com tal besteiras, dicas preciosas embutidas nos textos, como as de velas especiais, tipo iridium.

Basta cada um ler os textos e refinar que as idiotices dicas aparecem.

Lhe agradeço pela atenção Jonas, tua e do Marcelo e de outros que tem essa paciência e sagacidade que tu tens.

Agora, quer fazer um teste de fogo? Tenta ler, na integra, "HHO para iniciantes", mas só as duas primeiras páginas. Nem eu que escrevi consigo ler aquilo novamente para fazer uma revisão, colocar uns desenhos, enfim, melhorar o texto.

Ver perfil do usuário

71 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qui 16 Maio 2013, 04:28


Receita do HHO perfeito:


Voltando aos testes Jonas, para tu e qualquer um que quer descobrir o poder do verdadeiro HHO, temos que fazer o seguinte:

1)- Esquece teu carro particular, pois se apenas não funcionar e tu jogar dinheiro fora com kits de HHO e seus acessórios, tu tá no lucro! Perder a garantia de um carro, zerinho, por fu... danificar o motor, isto é que doí.

2)- Se não usaremos nossos carros, compremos um gerador elétrico, que não vamos chorar tanto se fu... estragar com ele. De preferência um a 4 tempos para ficar mais parecido com nossos carros.

3)- Já que estaremos em casa, possivelmente na garagem, podemos ligar nosso gerador de HHO na tomada de 120V (um gerador de HHO para 120V ou com um conversor 120V/14V). Isso elimina o problema do HHO drenar a energia do motor que quer melhorar.

4)- Agora é só brincar e achar todos os detalhes relevantes, fazer injeção direta de HHO, usar raios laser, tudo que quiser.

5)- De posse do santo graal, que é como o HHO pode fazer um motor ser melhor do que já é, sendo mais econômico, menos poluente e até funcionando, agora podemos passar para próxima etapa.

6)- Que é saber se os benefícios do uso do HHO compensa os custos de obtê-lo. Isso nos permitirá saber se vamos comprar um cilindro de hidrogênio e pagar para encher, se continuamos com eletrólise sob demanda usando a energia do próprio carro, se usaremos uma bateria externa que se carregada depois em casa, se usaremos o reator que retira hidrogênio da gasolina, enfim, saberemos se vale a pena e se funciona, ou se funciona e não valha a pena.

7)- Em caso positivo, agora leve isso para um a moto e teste nas ruas. Se ainda valer a pena, coloque no carro de um otário amigo. Se ele gostar e tu aprovar, agora coloca no seu carro.

Fim da receita do HHO perfeito!

Ver perfil do usuário

72 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qui 16 Maio 2013, 04:56

ET-e-HHO-existe escreveu:
Receita do HHO perfeito:


Voltando aos testes Jonas, para tu e qualquer um que quer descobrir o poder do verdadeiro HHO, temos que fazer o seguinte:

1)- Esquece teu carro particular, pois se apenas não funcionar e tu jogar dinheiro fora com kits de HHO e seus acessórios, tu tá no lucro! Perder a garantia de um carro, zerinho, por fu... danificar o motor, isto é que doí.

2)- Se não usaremos nossos carros, compremos um gerador elétrico, que não vamos chorar tanto se fu... estragar com ele. De preferência um a 4 tempos para ficar mais parecido com nossos carros.

3)- Já que estaremos em casa, possivelmente na garagem, podemos ligar nosso gerador de HHO na tomada de 120V (um gerador de HHO para 120V ou com um conversor 120V/14V). Isso elimina o problema do HHO drenar a energia do motor que quer melhorar.

4)- Agora é só brincar e achar todos os detalhes relevantes, fazer injeção direta de HHO, usar raios laser, tudo que quiser.

5)- De posse do santo graal, que é como o HHO pode fazer um motor ser melhor do que já é, sendo mais econômico, menos poluente e até funcionando, agora podemos passar para próxima etapa.

6)- Que é saber se os benefícios do uso do HHO compensa os custos de obtê-lo. Isso nos permitirá saber se vamos comprar um cilindro de hidrogênio e pagar para encher, se continuamos com eletrólise sob demanda usando a energia do próprio carro, se usaremos uma bateria externa que se carregada depois em casa, se usaremos o reator que retira hidrogênio da gasolina, enfim, saberemos se vale a pena e se funciona, ou se funciona e não valha a pena.

7)- Em caso positivo, agora leve isso para um a moto e teste nas ruas. Se ainda valer a pena, coloque no carro de um otário amigo. Se ele gostar e tu aprovar, agora coloca no seu carro.

Fim da receita do HHO perfeito!


KKKKKK TU É UM frankenstein MODERNO KKKKKKK


VEICULO DO FUTURO, MOVIDO A HHOZINHO.
COM A COLABORAÇÃO DO SR. ET que nos deu suas ideias geniais kkkkkkk.

Ver perfil do usuário

73 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qui 16 Maio 2013, 06:24

ET-e-HHO-existe escreveu:
Receita do HHO perfeito:


Voltando aos testes Jonas, para tu e qualquer um que quer descobrir o poder do verdadeiro HHO, temos que fazer o seguinte:

...

4)- Agora é só brincar e achar todos os detalhes relevantes, fazer injeção direta de HHO, usar raios laser, tudo que quiser.

...

Fim da receita do HHO perfeito!

Pensando como eu faria essa brincadeira, que em certos pontos até poderia ser tentado por alguém mais trouxa inteligente que eu em um carro de verdade. Eu faria o seguinte:

1)- Eu teria o trabalho de fazer uma torre de resfriamento a 0°C para condensar qualquer vapor d'água de quisesse se passar por HHO. Eu quero HHO puro, penas 2 partes de hidrogênio por 1 parte de oxigênio. Senão eu estou usando vapor d'água e não HHO.

2)- Eu tentaria injetar esse HHO, senão direto dentro do cilindro, então bem perto da válvula de entrada de ar. Eu iria querer garantir que todo o HHO que eu uso está entrando dentro do cilindro.

3)- Eu iria criar um controle para que eu aumentasse e diminuísse a quantidade de HHO, provavelmente um PWM.

É importante as pessoas saberem que ao usar o vulgo HHO nos seus carros, eles estão aplicando HHO e vapores (água e cáustico) no coletor de admissão, perdendo HHO e adulterando medidas que são feitas ali. Depois dessa merda toda ainda querem culpar o HHO por algo de bom ou ruim. Por isso eu tomaria o cuidado de garantir que o HHO foi todo e somente para o pistão, sem interferir nos sensores e nem se perder no coletor de admissão.

4)- depois disso, eu iria injetar uma quantidade arbitrária de HHO, numa situação especifica para o gerador elétrico. Tipo, ligando um aparelho que consuma 1/2 potência do gerador elétrico. Anotaria o consumo, calor do bloco do motor, calor do escapamento. Mediria com e sem HHO, até ter certeza que os resultados são reprodutíveis e constantes para essa situação.

4B)- Faria ajustes no avanço para acertar o melhor ponto com a introdução do HHO. Isso para cada mudança de carga e quantidade de HHO injetado.

5)- faria a mesma coisa variando, primeiro, a quantidade de HHO injetada, depois a carga que está ligada no gerador elétrico. Faria isso durante um longo tempo para reunir a maior quantidade de informações possíveis.

=====================

Eu tenho certeza que acharíamos o ponto que o HHO funciona. Se a quantidade tornaria viável o uso do HHO ou não, uma vez que eu calculei, acima, se o HHO melhora a combustão ou não, apenas isso, eu não sei.

Nota: Para verificar que o HHO melhorou a combustão é necessário calcular se a energia liberada pelo HHO + a energia do combustível é menor que a energia anterior fornecida apenas pelo combustível. Senão for assim, claro que a introdução do HHO pode ser tanta que o motor vai funcionar somente a HHO e essa não é a intensão. Nós queremos que o HHO melhore o desempenho do motor em aproveitar a queima que acontece dentro dele, não criar um FLEX HHO + gasolina.

Infelizmente essa conta teria que ser feita por estimativa, pois não tem um medidor de energia liberada que se possa colocar na câmara de combustão e ver quanta energia foi gerada e quanta foi aproveitada.

Um tipo de estimativa poderia ser que para cada litro de HHO administrado em 31,5°C e 1 ATM, teria a equivalência a 0,23 mL de gasolina. Isso é uma estimativa, não sabemos a quantidade de energia que tem em 1 litro de gasolina batizada oficialmente e também pelos donos de postos. Sendo assim, uma tolerância deve ser aplicada, ou a estimativa melhorada.

Baseado nessa estimativa:

Eu ligo uma resistência de 500W no gerador elétrico e o motor gasta 400mL de gasolina por hora, sem HHO. Depois eu injeto 3 LPM de HHO e o consumo cai para 300mL de gasolina por hora, então calculando a energia de 300 mL de gasolina/hora + (3 LPM de HHO x 60 x 0,23) = 341 litros de gasolina equivalente. Comparando o consumo com os 400mL de gasolina sem o uso do HHO, então funcionou.

Agora, se ao invés de abaixar o consumo de 400mL para 300mL, se reduzisse para 350mL de gasolina, nesse caso tu fez um FLEX gasolina + HHO, pois a quantidade de gasolina economizada foi equivalente ao HHO introduzido.

Veja que eu não estou calculando o custo energético de gerar esses 3 LPM de HHO. Como dito em outra postagem, essa conta seria feita depois.

Tem duas formas do HHO não valer a pena:
1)- Ele até reduz o consumo equivalente de gasolina, mas para gerar o HHO gastamos, em dinheiro, mais ou igual o custo da gasolina economizada. Nesse caso o HHO até fez seu trabalho, mas ele não vem de graça, nunca!

2)- Ele apenas compensou, com sua própria energia, a energia da gasolina não usada. Nesse caso o HHO não funciona para melhorar a combustão, ele seria apenas um combustível a mais.


Tem duas formas do HHO valer a pena:
1)- Ele reduz o consumo equivalente de gasolina, além de gastar menos dinheiro para gerá-lo que o custo da gasolina economizada.

2)- Ele não reduz o consumo equivalente de gasolina e até pode gastar mais, mesmo assim o custo, dinheiro, para gerar esse HHO fica menor que o custo da gasolina não usada.

Ver perfil do usuário

74 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qui 16 Maio 2013, 07:31

Uma curiosidade


O hidrogênio gasta somente 76% do oxigênio que seria gasto pela gasolina, em quantidades equivalente para gerar a mesma energia térmica.

==========================================

Os desdobramentos dessa curiosidade fundiu meu cérebro e estou usando um chapéu de gela para voltar ao normal.

Um dia eu tento novamente descobrir para que serve isso...



Última edição por ET-e-HHO-existe em Sex 17 Maio 2013, 03:10, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário

75 Re: HHO no gol g5 2012 trend 1.0 resultados em Qui 16 Maio 2013, 19:07

Fundiu minha cuca2



Última edição por ET-e-HHO-existe em Sex 17 Maio 2013, 03:08, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 3 de 24]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4 ... 13 ... 24  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum