Para quem quer poupar combustivel !


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Maynex hidrogênio puro H2 flex kit

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 Maynex hidrogênio puro H2 flex kit em Qui 07 Nov 2013, 02:22

acalister


Rank : 5
Rank : 5
o que foi uma tremenda piada aqui no forum acabou virando realidade,

TRADUÇÃO GOOGLE:

http://www.climateactionprogramme.org/blogs/kickstarting_sustainable_technology/


Kickstarting tecnologia sustentável
14 jun 2013 | Negócios e Indústria , Energia , Worldwide

Kickstarting tecnologia sustentável
Por Giles Crosse, Correspondente de Sustentabilidade

Muitas vezes, alguns dos mais emocionantes, conceitos radicais para entregar um futuro sustentável e melhoria dos padrões de vida vêm de empresas de pequeno porte, em movimento rápido e inovador. No entanto, as economias de meios de produção acessíveis escala e influência de marketing também são necessários para idéias rollout para o mainstream. Estes são o terreno dos operadores das empresas maiores.

Claramente, então, não há espaço para a simbiose entre as pequenas empresas com grandes idéias e as empresas maiores, com a alavancagem de massa para fazer sucesso comercial uma realidade. Mas os conflitos também podem existir entre as empresas estabelecidas, dependentes de tecnologias mais antigas, baseadas em fósseis, e novatos que buscam alterar a paisagem de amanhã com crescente tecnologia verde.

"Os principais desafios para menores startups sustentabilidade oi tecnologia são campanhas de desinformação da indústria de combustíveis fósseis, que viu energias renováveis ​​como um deleite para o status quo . ", argumenta Harlo Mayne, fundador da Maynex norte-americana, uma empresa de tecnologia verde perturbador atualmente desenrolando seu kit de combustível H2-Flex hidrogênio híbrido para automóveis.

"Campanhas de desinformação também causar os investidores a fugir de financiamento de tecnologias promissoras", continua Mayne. "Outro desafio é que a economia está tão desidratado da fechadura do petróleo barato que as fontes tradicionais de financiamento para a maioria das startups, famílias e amigos, simplesmente não têm o rendimento disponível. O apoio do governo também é carente de petróleo e política estão juntos na cama. "



A partir de óleo de hidrogênio

Buscando alterar o domínio do petróleo da economia global, Mayne diz que o kit híbrido de hidrogênio H2-Flex irá trabalhar da mesma forma como o novo Aston Martin Rapide S Hybrid , mas sem a necessidade de cilindros caros e volumosos. "Porque o nosso sistema é baseado na reação química com a água, pó de alumínio, e NaOH, substituir o cartucho de alumínio é rápido, simples e seguro.", Continua ele. A idéia já existe há algum tempo, e há tecnologias semelhantes no mercado para a criação de hidrogénio para uso como combustível de transporte, mas, de acordo com Maynex, são volumosos e caros.


Além disso, há enormes desafios para a economia do hidrogênio como um todo, segurança, distribuição, armazenamento e conversão através de motores alternativos e células de combustível estão entre estes. Igualmente difícil de entregar são aplicações de energia de uso final, incluindo os sistemas de transporte, geração de energia estacionária e produção combinada de calor e electricidade.

Mas não importa qual desses exemplos específicos estão no centro das atenções, por hi alternativas de tecnologia para trabalhar a longo prazo, os obstáculos centralizados ou incentivos são quase sempre fundamental também.

"Os governos podem simplesmente nivelar o campo de jogo, eliminando subsídios ao petróleo e reduzir as barreiras à entrada de startups renováveis ​​e dando os subsídios para energia renovável." Mayne continua. Riscos competitivos existem também, rumores de como grandes empresas compram-se ou sentar-se sobre patentes de opções de energia de automóveis não-fósseis, forçando nova ciência inovadora para fora do mercado.

"Este é um grande desafio.", Diz Mayne. "Não há nenhum rumor que Stanford R. Ovshinsky inventou e patenteou (melhoria) da bateria de NiMH e fundou Ovonic Battery Company em 1982. General Motors comprou a patente de Ovonics em 1994.

"Em outubro de 2000, a patente foi vendida à Texaco, que foi adquirida pela Chevron. General Motors tarde esmagado seu EV alegando falta de disponibilidade de bateria como um obstáculo. Controle Chevron de NiMH criou um estorvo patente de grandes baterias NiMH automotivos. Tecnologia está disponível para fazer baterias NiMH superar veículos a gasolina, mas que está disposto a assumir esses gigantes? "



Incentivos para o desenvolvimento de energias renováveis

À luz disto, que a história revela uma tendência para as grandes empresas não para abraçar idéias sustentáveis, mas ao invés de diminuir ou controlá-los? Será que o mercado global de fazer mais para crescer e ajudar desenvolvimento de novas tecnologias sustentáveis ​​e rollout através de parcerias mais modernos?

"A comunidade empresarial internacional pode lucrar através da obtenção de créditos de carbono;. Juntando desenvolvimento de novas tecnologias renováveis ​​em conjunto e obter boa posição com o público como as empresas amigas do ambiente" Mayne acredita.

"Embora a indústria de energias renováveis ​​está aumentando, uma série de barreiras afetam o desenvolvimento de novos modelos de negócios.", Continua ele. "As principais áreas de actuação política incluem a demanda do mercado fortalecimento para as energias renováveis ​​através de incentivos de longo prazo e estável."

Mayne também destaca a melhoria do acesso ao financiamento de tecnologias renováveis, incluindo o capital de risco, remoção de subsídios ao petróleo e reduzir as barreiras à entrada de novas empresas renováveis, além de reduzir os custos dos direitos de propriedade intelectual, em especial para pequenas empresas e start-up.

Ele cita a necessidade de apoio à I & D e inovação, incluindo testes de produtos, demonstração e verificação, e melhorar a governança, para garantir que as políticas de crescimento da tecnologia renovável estão bem alinhados.

Qualquer ideia de negócio tem de aceitá-lo tem que lutar dentro de um mercado competitivo. Mas, no caso de tecnologia verde, vale a pena lembrar a sua nemesis, óleo, tem uma vantagem 50 anos. À luz disto, talvez incentivação continua a ser a única maneira de trazer idéias sustentáveis ​​de amanhã à fruição.

Hidrogénio contém três vezes a energia do gás natural com o mesmo volume. O hidrogénio pode ser separado da água, através do processo de electrólise ou qualquer reacção química com o alumínio. Quando o hidrogênio é introduzido na câmara de combustão do motor, uma queima de combustível mais eficiente resultarão, a exaustão será executado em uma temperatura mais baixa, e redução de carbono e calor vai reduzir o atrito interno e aumentar a eficiência do motor

O H 2 cartucho 32, uma vez de-Flex contendo pó de alumínio pode gerar 500 litros de hidrogênio. Densidades de energia para o combustível são 9.2KWh / L ou 8.9KWh/Kg, cerca de quatro vezes maior do que a-do-estado tecnologia de bateria art. Com esta quantidade de energia, um veículo 2000 lb 4 cilindros será capaz de ir 300 milhas sobre o H 2 hidrogênio kit veículo híbrido-Flex. Tal como acontece com qualquer outro gás, maior do veículo, a mais combustível irá consumir.

Ver perfil do usuário

2 Re: Maynex hidrogênio puro H2 flex kit em Qui 07 Nov 2013, 02:38

acalister


Rank : 5
Rank : 5
http://maynex.com/

https://www.youtube.com/watch?v=owMg57VEIuA

Ver perfil do usuário

3 Re: Maynex hidrogênio puro H2 flex kit em Qui 07 Nov 2013, 03:34

h-roo


Rank : 5
Rank : 5



Auto geração: http://peswiki.com/index.php/Directory:ValyEnergiStar_Self-Looped_Motor-Generator_System

Ver perfil do usuário

4 Re: Maynex hidrogênio puro H2 flex kit em Sex 08 Nov 2013, 19:24

acalister


Rank : 5
Rank : 5
Et, o que vc acha de bloquear a reação do alumínio com a NaOh por meio de corrente elétrica?
quero dizer, inserir no reator químico duas placas, sendo todo alumínio o anodo e uma placa de inox o catodo, entendeu? usando um relê inverso é possível parar a reação... é muito simples.
Como filtro podemos utilizar uma vela de cerâmica e carvão ativado, velas utilizadas em filtro de água e purificadores, custam 4 reais cada e podem durar bastante tempo, até mesmo carvão vegetal pode ser uma boa opção

Ver perfil do usuário

5 Re: Maynex hidrogênio puro H2 flex kit em Sex 08 Nov 2013, 20:04

acalister escreveu:Et, o que vc acha de bloquear a reação do alumínio com a NaOh por meio de corrente elétrica?
quero dizer, inserir no reator químico duas placas, sendo todo alumínio o anodo e uma placa de inox o catodo, entendeu? usando um relê inverso é possível parar a reação... é muito simples.
Como filtro podemos utilizar uma vela de cerâmica e carvão ativado, velas utilizadas em filtro de água e purificadores, custam 4 reais cada e podem durar bastante tempo, até mesmo carvão vegetal pode ser uma boa opção
Se funcionar... Eu já pensei em algo assim, até comecei uma experiência nesse sentido, mas não pude concluir, ainda.

Ver perfil do usuário

6 Re: Maynex hidrogênio puro H2 flex kit em Sex 08 Nov 2013, 20:08

h-roo


Rank : 5
Rank : 5
acalister escreveu:Et, o que vc acha de bloquear a reação do alumínio com a NaOh por meio de corrente elétrica?
quero dizer, inserir no reator químico duas placas, sendo todo alumínio o anodo e uma placa de inox o catodo, entendeu? usando um relê inverso é possível parar a reação... é muito simples.
Como filtro podemos utilizar uma vela de cerâmica e carvão ativado, velas utilizadas em filtro de água e purificadores, custam 4 reais cada e podem durar bastante tempo, até mesmo carvão vegetal pode ser uma boa opção
E eu é que provoco o ET?...kkkkkkkkkkkk
Tu é um baita gozador André, sempre soube disso

Ver perfil do usuário

7 Re: Maynex hidrogênio puro H2 flex kit em Sex 08 Nov 2013, 20:26

acalister


Rank : 5
Rank : 5
[quote="ET-e-HHO-existe"][quote="acalister"]Et, o que vc acha de bloquear a reação do alumínio com a NaOh por meio de corrente elétrica?
quero dizer, inserir no reator químico duas placas, sendo todo alumínio o anodo e uma placa de inox o catodo, entendeu? usando um relê inverso é possível parar a reação... é muito simples.
Como filtro podemos utilizar uma vela de cerâmica e carvão ativado, velas utilizadas em filtro de água e purificadores, custam 4 reais cada e podem durar bastante tempo, até mesmo carvão vegetal pode ser uma boa opção[/quote]Se funcionar... Eu já pensei em algo assim, até comecei uma experiência nesse sentido, mas não pude concluir, ainda.[/quote]


Et, isso dá certo sim, não é prático, mas funciona muito bem, quanto ao tipo de filtro eu nunca testei e não tenho como prever sua saturação, esse ainda é o maior problema.

outro detalhe importante, da forma como é adicionado (direto na linha de combustível) maior eficiência, esse tipo de reator é hoje a única forma mais barata e viável, vai produzir pressurizado, é essa a grande pegada, um controle por meio de válvula mecânica e uma de alívio em casos de excesso, pressão mínima e máxima.

Ver perfil do usuário

8 Re: Maynex hidrogênio puro H2 flex kit em Sab 09 Nov 2013, 01:50

As figuras abaixo, isso é um raciocínio em voz alta sobre o que já descobri e entendi sobre alumínio dentro de uma solução de soda cáustica:



Figura 1:

Nessa figura pode ser visto os átomos de alumínio reunidos em uma placa de alumínio. Perceba que o alumínio, como qualquer metal, se comporta como íons positivos (no caso com uma carga +3). Perceba que os elétrons da última camada atômica do alumínio se desprende e corre livre entre os átomos (íons positivos) de alumínio. Perceba que quando a carga positiva do íon alumínio atrai um elétron livre, esse elétron também está numa posição que outro íon (átomo) de alumínio também o atrai. Essa atração mutua entre átomos de alumínio para elétrons livres em comum é que cola os vários átomos (íons) de alumínio entre si, fazendo se comportar como um sólido. Ter elétrons livres voando entre os átomos, isso que faz o metal um bom condutor.



Figura 2:

Agora eu coloco esse pedaço de alumínio dentro de um recipiente com uma solução de água com soda cáustica. Na solução existe muitos íons hidroxila (OH-) e seus parceiros íons de sódio (Na+), a auto-ionização da água também gera outros íons (OH-) e (H+). Quando 3 íons negativos (OH-) se encontram com um átomo (íon) de alumínio, estes formam uma ligação covalente fixa, diferente dos elétrons que nunca se unem a última camada do átomo de alumínio. Isso faz que sobre no metal 3 elétrons totalmente livres ou sobrando elétrons, ou deixando o metal negativo. Já o ex-íon de alumínio ganhou suas 3 cargas fixas negativas e não se sente mais ligado aos outros átomos de alumínio pela nuvem eletrônica que cola, une os demais íons de alumínio (átomos). Essa nova molécula é o hidróxido de alumínio [Al(OH)3]. Os elétrons que sobram dessa reação vão se espalhar pelo pedaço de alumínio e até pelo fio ligado a ele e que vai para do outro lado do recipiente. Os íons de (Na+) ficam sobrando na solução, vejamos o que acontece com eles na próxima figura.


Figura 3:

Agora pode se notar a molécula de hidróxido de alumínio se desprendendo do pedaço de alumínio e íons de hidrogênio (H+) se dirigindo aos 3 elétrons que sobraram no metal+fio. Sabemos o que acontece agora, como no catodo de uma eletrólise, os elétrons vão neutralizar os íons (H+) transformando-os em átomos solitários de hidrogênio, como essa situação química é insustentável, esse hidrogênio mono-atômico vai se juntar, aos pares, para formar moléculas de hidrogênio e se desprender em bolhas. Claro que as bolhas não vão se formar só no distante fio ligado ao pedaço de alumínio, mas também no próprio pedaço de alumínio, mas o importante é que um fio ligado a um pedaço de alumínio mergulhado em uma solução de soda cáustica também borbulha gás hidrogênio.

Nota: Sabemos que os íons (H+) tem prioridade de descarga sobre os íons (Na+), por isso é gerado gás hidrogênio e não depositado sódio por todo o metal e fio.

Nota 2: Não sei porque o hidróxido de alumínio reage com o sódio e me parece que no final teremos aluminato de sódio.

De tudo que foi dito posso afirmar: que um metal são íons positivos desse metal colados por uma nuvem eletrônica composta dos elétrons que se soltaram da última camada eletrônica do átomo do metal; posso afirmar que uma pedaço de alumínio ligado a um fio metálica qualquer desprende gás hidrogênio por toda extensão do metal+fio; posso afirmar que o íon de hidrogênio (H+) tem preferência ao íon de sódio (Na+). Não posso afirmar o resto, só supus, embora me pareça uma boa explicação para o fato de um fio de cobre ligado a um pedaço de alumínio gerar gás hidrogênio tando quando o próprio alumínio se mergulhado em soda cáustica.

Qual a relevância disso? Tentar entender e fazer o dispositivo proposto pelo André, onde uma placa de alumínio mergulhada em soda cáustica poderia ter sua produção de gás hidrogênio interrompida ou controlada.

Ver perfil do usuário

9 Re: Maynex hidrogênio puro H2 flex kit em Sab 09 Nov 2013, 02:29

Apesar de extenso, se me fiz entender, vou contar outra experiência que fiz com resultado interessante:

Eu usei um anodo de alumínio e um catodo de aço em uma eletrólise, como solução eletrolítica a velha soda cáustica. Lembrando que o alumínio em soda cáustica começa a se dissolver e gerar elétrons, um mero pedaço de alumínio em soda cáustica vira um fornecedor de elétrons. Como eu fiz desse eletrodo de alumínio o anodo (ligado ao positivo da fonte), então eu liguei em série uma fonte de cargas negativas com uma fonte de cargas positivas. No catodo de aço estava ligado o negativo da fonte. Eu coloquei também um resistor em série entre a fonte e os eletrodos.

O resultado disso é que a eletrolise aconteceu com uma voltagem tão baixa quanto menos de 1V. Você já fez eletrólise com menos de 2V? Pois assim se pode fazer eletrólise com menos de 1V entre eletrodos.

Ver perfil do usuário

10 Re: Maynex hidrogênio puro H2 flex kit em Sab 09 Nov 2013, 02:34

Se a mesma experiência anterior for feita com água de degelo, sem eletrólito, então a voltagem entre eletrodos vai subir sem parar, começa um processo de anodização que termina por interromper a corrente entre os eletrodos.

Como a água de degelo não consegue dissolver o alumínio, então a eletrolise difícil da água pura se torna lenta, mas gera o gás oxigênio. Esse oxigênio gerado termina por engrossar tanto a camada passiva do alumínio que faz o processo de anodização, isolando-o.

Ver perfil do usuário

11 Re: Maynex hidrogênio puro H2 flex kit em Sab 09 Nov 2013, 02:43

Eu acho que o jeito de fazer a ideia do André funcionar, ou controlar a produção de hidrogênio na dissolução do alumínio em soda cáustica, seria fazer o eletrodo de alumínio ser o catodo (inverti sua ideia aqui). Ao encher de elétrons o eletrodo de alumínio através de uma fonte externa, então os íons hidroxila (OH-) não poderão se aproximar, não dissolverão o alumínio, mas gerarão hidrogênio por eletrólise convencional. Por isso eu acho que precisa de um equilíbrio perfeito, ou uma energia negativa imposta ao eletrodo que não consiga fazer eletrólise e, ao mesmo tempo, seja forte o suficiente para espantar os íons hidroxila.

Eu até tentei fazer isso, mas não fiz com o cuidado necessário para garantir que vai dar certo.

Minha ideia de como controlar a desintegração do alumínio em soda cáustica é essa. Não sei se funciona, um dia eu testo melhor, mas se tu, André, conseguir algum resultado ou for útil essa ideia, nos conte.

Ver perfil do usuário

12 Re: Maynex hidrogênio puro H2 flex kit em Sab 09 Nov 2013, 02:52

h-roo escreveu:
acalister escreveu:Et, o que vc acha de bloquear a reação do alumínio com a NaOh por meio de corrente elétrica?
quero dizer, inserir no reator químico duas placas, sendo todo alumínio o anodo e uma placa de inox o catodo, entendeu? usando um relê inverso é possível parar a reação... é muito simples.
Como filtro podemos utilizar uma vela de cerâmica e carvão ativado, velas utilizadas em filtro de água e purificadores, custam 4 reais cada e podem durar bastante tempo, até mesmo carvão vegetal pode ser uma boa opção
E eu é que provoco o ET?...kkkkkkkkkkkk
Tu é um baita gozador André, sempre soube disso
Pois Zé, se o André me sacaneou eu voei e até achei legal a ideia dele. Só por curiosidade, onde está a gozação nesse comentário do André?

Ver perfil do usuário

13 Re: Maynex hidrogênio puro H2 flex kit em Sab 09 Nov 2013, 18:46

acalister


Rank : 5
Rank : 5
[quote="ET-e-HHO-existe"]Eu acho que o jeito de fazer a ideia do André funcionar, ou controlar a produção de hidrogênio na dissolução do alumínio em soda cáustica, seria fazer o eletrodo de alumínio ser o catodo (inverti sua ideia aqui). Ao encher de elétrons o eletrodo de alumínio através de uma fonte externa, então os íons hidroxila (OH-) não poderão se aproximar, não dissolverão o alumínio, mas gerarão hidrogênio por eletrólise convencional. Por isso eu acho que precisa de um equilíbrio perfeito, ou uma energia negativa imposta ao eletrodo que não consiga fazer eletrólise e, ao mesmo tempo, seja forte o suficiente para espantar os íons hidroxila.

Eu até tentei fazer isso, mas não fiz com o cuidado necessário para garantir que vai dar certo.

Minha ideia de como controlar a desintegração do alumínio em soda cáustica é essa. Não sei se funciona, um dia eu testo melhor, mas se tu, André, conseguir algum resultado ou for útil essa ideia, nos conte.[/quote]

ET, eu não testei ainda, estou trabalhando naquela célula de urina, mas assim que eu terminar começo trabalhar nesse reator de aluminio controlado, sei que é possível.

Outra ideia seria usar o transducer para gerar uma nevoa úmida e utilizar essa névoa para reagir com o refil [aluminio em pó e NaOh ], só que dai seria preciso construir um circuito controlando uma válvula de pressão solenoide e a produção (ligar e desligar conforme a pressão), é o que o Texano esta propondo com esse dispositivo, iriamos copiar, o Marcelo até que poderia trabalhar em algo parecido.

Ver perfil do usuário

14 Re: Maynex hidrogênio puro H2 flex kit em Qua 13 Nov 2013, 03:09

acalister


Rank : 5
Rank : 5
ET, e ai, desistiu da ideia?





Ver perfil do usuário

15 Re: Maynex hidrogênio puro H2 flex kit em Qua 13 Nov 2013, 03:31

Falta de tempo, só isso

Ver perfil do usuário

16 Re: Maynex hidrogênio puro H2 flex kit em Sex 15 Nov 2013, 18:42

acalister


Rank : 5
Rank : 5
é isso que eu pretendo usar para este projeto http://www.shoptime.com.br/produto/114993127/panela-eletronica-de-pressao-4l-fun-kitchen

Et, irei comprar essa panela, depois de desmonta la, terei uma ideia melhor de como adaptar o reator químico dentro dela, eu ainda não decidi se usarei o método de névoa ou uma bombinha injetando de acordo com a pressão, a ideia seria incluir uma câmara interna aonde ocorrerá a reação, eu inda estou estudando e buscando ideias. Et, eu preciso de mais ideias, favor colaborar.....

Ver perfil do usuário

17 Re: Maynex hidrogênio puro H2 flex kit em Sex 15 Nov 2013, 19:45

acalister


Rank : 5
Rank : 5
reator químico modelo Militar:

http://www.youtube.com/watch?v=NOSnhmXDTaQ

essa belezinha pode produzir até 400 litros por minutos

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum