Para quem quer poupar combustivel !


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

MOBSAVE - ECONOMIA COM OU SEM GERADOR

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

1 MOBSAVE - ECONOMIA COM OU SEM GERADOR em Sex 25 Abr 2014, 03:06

Continuando os testes com o módulo de economia de combustível no meu carro, obtive o maior resultado no meu carro até agora (Sandero 1.6 8V Flex 2009): 84,3Km com 6,6L. Isto significa 12,8Km por litro, contra os 10Km por litro originais (perímetro urbano, ar desligado). Se você disser que o carro faz mais, vale ressaltar que meu carro está com pneus 195 ao invés de 185, o que faz ele gastar um pouco mais. A diferença que obtive significa um ganho de 28%, espetacular eu diria, considerando que não tenho gerador HHO.

Ver perfil do usuário

2 Re: MOBSAVE - ECONOMIA COM OU SEM GERADOR em Seg 28 Abr 2014, 18:03

acalister


Rank : 5
Rank : 5
[quote="marcelo.eletrotecnico"]Continuando os testes com o módulo de economia de combustível no meu carro, obtive o maior resultado no meu carro até agora (Sandero 1.6 8V Flex 2009): 84,3Km com 6,6L. Isto significa 12,8Km por litro, contra os 10Km por litro originais (perímetro urbano, ar desligado). Se você disser que o carro faz mais, vale ressaltar que meu carro está com pneus 195 ao invés de 185, o que faz ele gastar um pouco mais. A diferença que obtive significa um ganho de 28%, espetacular eu diria, considerando que não tenho gerador HHO.
[/quote]



Marcelo, essa economia foi utilizando etanol?


sei que a maioria das pessoas desconhecem a maior sacanagem que este governo nos proporcionou recentemente, a chamada GASOLINA FORMULADA, 200 tipos de solventes misturados e comercializada como GASOLINA COMUM, rende 25% menos em relação a gasolina original comum, enfim, minha preocupação em relação a rodar com mistura pobre juntamente com esse veneno de combustível é totalmente prejudicial ao motor, o problema maior é que os donos de postos não informam aos consumidores qual dos dois tipos de gasolina comum esta na bomba, então você não tem como saber, estamos ferrados.



http://www.youtube.com./watch?v=eSgs6QkVAOI

Ver perfil do usuário

3 Re: MOBSAVE - ECONOMIA COM OU SEM GERADOR em Ter 29 Abr 2014, 18:52

h-roo


Rank : 5
Rank : 5
acalister escreveu:
marcelo.eletrotecnico escreveu:Continuando os testes com o módulo de economia de combustível no meu carro, obtive o maior resultado no meu carro até agora (Sandero 1.6 8V Flex 2009): 84,3Km com 6,6L. Isto significa 12,8Km por litro, contra os 10Km por litro originais (perímetro urbano, ar desligado). Se você disser que o carro faz mais, vale ressaltar que meu carro está com pneus 195 ao invés de 185, o que faz ele gastar um pouco mais. A diferença que obtive significa um ganho de 28%, espetacular eu diria, considerando que não tenho gerador HHO.



Marcelo, essa economia foi utilizando etanol?


sei que a maioria das pessoas desconhecem a maior sacanagem que este governo nos proporcionou recentemente, a chamada GASOLINA FORMULADA, 200 tipos de solventes misturados e comercializada como GASOLINA COMUM, rende 25% menos em relação a gasolina original comum, enfim, minha preocupação em relação a rodar com mistura pobre juntamente com esse veneno de combustível é totalmente prejudicial ao motor, o problema maior é que os donos de postos não informam aos consumidores qual dos dois tipos de gasolina comum esta na bomba, então você não tem como saber, estamos ferrados.



http://www.youtube.com./watch?v=eSgs6QkVAOI

O que o Marcelo "conseguiu" é puro efeito placebo.
Eu fazia, no Corolla GlI - automático - 1.8, de Rondonópolis a Campo Grande 12.8 a 13.5 (pequena variação em relação ao trânsito ou mais ou menos pressa), e de Rondonópolis a Cuiabá 12 a 12,8 (tem mais trânsito e mais quebra molas)...Pois bem, nas últimas 3 viagens a Cuiabá, resolvi dirigir para buscar a máxima economia possível, acelerações leves e graduais, evitando puxar marchas, não forçando ultrapassagens, nas subidas deixando cair a velocidade (até porque em grande parte, normalmente com trânsito de carretas, se apertasse para manter a velocidade, chegava no fim do topo, tinha de freiar atrás de uma carreta, sem poder ultrapassar)...Pois bem, primeiramente, viagem que fazia em 3 horas, pouco mais, pouco menos (220 kilometros), passei a fazer em 3,20..3,30, pouca diferença...porém a surpresa foi a economia. Na primeira viagem deu 16,1 km/L, na segunda 16,2 e na terceira novamente 16,1....Quero ver quando for a Campo Grande, com certeza vai dar próximo ou acima de 17 km/l....
Mas observei outra coisa interessante. O sistema eletrônico é muito mais "inteligente" que imaginei, parece que ele faz a leitura do que queremos, grava e aplica...Explicando: no automático, como vocês sabem, ele puxa a marcha de acordo com a pisada ou o torque requerido e muitas vezes, quando você vem dirigindo de maneira mais esportiva, qualquer pisadinha a mais ele cambeia...ao ficar por algum tempo dirigindo sem pisadas fortes, menos "boyzinho", ele começa a demorar mais para fazer a troca para marcha menor, ou não fazendo, e mesmo quando dá uma pisada mais forte ele não reage como reagia quando andava de maneira esportiva, até ele novamente gravar repetição na mudança na maneira de dirigir.

Ver perfil do usuário

4 Re: MOBSAVE - ECONOMIA COM OU SEM GERADOR em Ter 29 Abr 2014, 21:11

acalister


Rank : 5
Rank : 5
[quote="h-roo"][quote="acalister"][quote="marcelo.eletrotecnico"]Continuando os testes com o módulo de economia de combustível no meu carro, obtive o maior resultado no meu carro até agora (Sandero 1.6 8V Flex 2009): 84,3Km com 6,6L. Isto significa 12,8Km por litro, contra os 10Km por litro originais (perímetro urbano, ar desligado). Se você disser que o carro faz mais, vale ressaltar que meu carro está com pneus 195 ao invés de 185, o que faz ele gastar um pouco mais. A diferença que obtive significa um ganho de 28%, espetacular eu diria, considerando que não tenho gerador HHO.
[/quote]



Marcelo, essa economia foi utilizando etanol?


sei que a maioria das pessoas desconhecem a maior sacanagem que este governo nos proporcionou recentemente, a chamada GASOLINA FORMULADA, 200 tipos de solventes misturados e comercializada como GASOLINA COMUM, rende 25% menos em relação a gasolina original comum, enfim, minha preocupação em relação a rodar com mistura pobre juntamente com esse veneno de combustível é totalmente prejudicial ao motor, o problema maior é que os donos de postos não informam aos consumidores qual dos dois tipos de gasolina comum esta na bomba, então você não tem como saber, estamos ferrados.



http://www.youtube.com./watch?v=eSgs6QkVAOI[/quote]

O que o Marcelo "conseguiu" é puro efeito placebo.
Eu fazia, no Corolla GlI - automático - 1.8, de Rondonópolis a Campo Grande 12.8 a 13.5 (pequena variação em relação ao trânsito ou mais ou menos pressa), e de Rondonópolis a Cuiabá 12 a 12,8 (tem mais trânsito e mais quebra molas)...Pois bem, nas últimas 3 viagens a Cuiabá, resolvi dirigir para buscar a máxima economia possível, acelerações leves e graduais, evitando puxar marchas, não forçando ultrapassagens, nas subidas deixando cair a velocidade (até porque em grande parte, normalmente com trânsito de carretas, se apertasse para manter a velocidade, chegava no fim do topo, tinha de freiar atrás de uma carreta, sem poder ultrapassar)...Pois bem, primeiramente, viagem que fazia em 3 horas, pouco mais, pouco menos (220 kilometros), passei a fazer em 3,20..3,30, pouca diferença...porém a surpresa foi a economia. Na primeira viagem deu 16,1 km/L, na segunda 16,2 e na terceira novamente 16,1....Quero ver quando for a Campo Grande, com certeza vai dar próximo ou acima de 17 km/l....
Mas observei outra coisa interessante. O sistema eletrônico é muito mais "inteligente" que imaginei, parece que ele faz a leitura do que queremos, grava e aplica...Explicando: no automático, como vocês sabem, ele puxa a marcha de acordo com a pisada ou o torque requerido e muitas vezes, quando você vem dirigindo de maneira mais esportiva, qualquer pisadinha a mais ele cambeia...ao ficar por algum tempo dirigindo sem pisadas fortes, menos "boyzinho", ele começa a demorar mais para fazer a troca para marcha menor, ou não fazendo, e mesmo quando dá uma pisada mais forte ele não reage como reagia quando andava de maneira esportiva, até ele novamente gravar repetição na mudança na maneira de dirigir.[/quote]






Hugo, isso se chama técnica hypermiling, isso vem de encontro com a minha ideia de criar um cabresto forçado para motoristas nervosinhos, um pequeno circuito com resistor e capacitor atuando no sensor TPS no sinal enviado a ECU, o capacitor elimina as variações bruscas no sinal, e o resistor limita tempo de armazenamento do capacitor, ao invés do resistor um potenciômetro pode utilizado, assim vc ajusta de acordo com o veículo, usando esse sistema o acelerador fica mais suave, a sensação é de um carro menos agressivo, tipo vovô dirigindo, enfim, muito parecido com o sistema usado pelo Honda Civic, botão ECO, outras marcas la fora já vem utilizando esse recurso, a economia pode chegar em até 20% na estrada e 8% na cidade, mas isso com circuito pré ajustado de fábrica, com o sistema ajustável a economia pode ser até superior.
Claro que se você é piloto ou bad boy da estrada esse circuito não é recomentado, mas se o objetivo é apenas economizar, eu recomendo.

outra dica para dirigir de forma menos esportiva é comprar o CD do Barry Manilow, musica bem mela cabaço e romântica

Ver perfil do usuário

5 um exemplo de cabresto em Ter 29 Abr 2014, 21:31

acalister


Rank : 5
Rank : 5

fonte: http://www.autospeed.com/cms/article.html?&title=Giving-the-Insight-a-Good-Driver&A=112735

Dar a introspecção um bom motorista

Uma modificação única que melhora a economia de combustível e dirigibilidade do híbrido Honda Insight
por Julian Edgar
Clique nas imagens para ver as imagens maiores

À primeira vista ...

Filtrando o sinal do sensor de posição do acelerador para ...
... Manter o carro mais na sua ...
Incrível o modo padrão de cruzeiro magra ...
... E melhorar a dirigibilidade
Modificação muito simples e barato
Envie a um amigo Imprimir artigo
Este artigo foi publicado pela primeira vez em 2008.
Esta é uma das modificações mais incomuns que já cobertos. É também entre os mais baratos e (bastante incrivelmente!) Melhora a economia de combustível do carro de produção mais econômico já vendido.

(E o mod possivelmente tem aplicação em outros carros também.)

Entender o que a modificação é e como funciona leva algum backgrounding, por isso espere para o passeio.

Honda Insight

Clique para ampliar a imagem
O Honda Insight - a gasolina / carro elétrico híbrido - é um projeto bastante simples. Um motor elétrico é colocado entre o cilindro 3, motor de 1 litro ea caixa manual de 5 velocidades. O motor elétrico, trabalhando com uma pequena bateria de metal hidreto de níquel, fornece assistência e travagem regenerativa.

Auxiliar elétrica é adicionada quando o motorista empurra o acelerador, enquanto travagem regen é ativado quando o condutor levanta o acelerador e / ou aplica os freios.

Portanto, ao contrário do muito mais complexo Toyota Prius, a caixa de velocidades e arranjo geral do sistema de transmissão são bastante convencional. No entanto, as vantagens do Insight sobre o Prius incluem um corpo escorregadio, mais leve (todo em alumínio, mas apenas dois lugares) e um motor muito melhor.

A Insight, ao contrário do Prius, também tem um modo de cruzeiro magra. Neste modo, a proporção ar / combustível vai mais enxuta do que a estequiométrica 14.7:1 que o Prius funciona o tempo todo. Além disso, o Insight também pode mudar de circuito fechado, correndo proporções de ar / combustível ricas em torno de 12.5:1 sob todo vapor em altas rotações.

Então, como é que cruzeiro magra magra ir? Assim, paira uma história ...

Índices de ar / combustível

Clique para ampliar a imagem
Apesar de muitas informações sobre tecnologia Insight estar disponível na web, parece que ninguém nunca mediu diretamente proporções de ar / combustível e, em seguida, postou os dados. Eu usei um medidor MoTeC profissional razão ar / combustível para determinar as informações acima - que a introspecção é executado em circuito fechado 14.7:1 (ou cerca de 14,7 - digamos 14,5-14,8) a maior parte do tempo; que as proporções de ar / combustível mais rica ir a carga elevada / alto rpm; e esse cruzeiro magra é significativamente magra.

A maioria dos carros que rodam cruzeiro magra usar uma proporção ar / combustível de cerca de 16,5:1. (Aliás, cruzeiro magra agora é proibido para carros convencionais novas aqui na Austrália por causa das altas emissões de NOx que ocorrem durante a execução de vacas magras empresas. Carro usado para configurar cruzeiro magra para entrar em ação somente em cargas e velocidades não alcançados no ciclo de teste de emissões .. Mais sobre NOx em um minuto) Comparado com estequiométrica (14.7:1), a proporção ar / combustível 16,5:1 significa que - todas as outras coisas são iguais - cerca de 12 por cento menos combustível é usado.

Recursos de tecnologia sobre a introspecção sugerem que os índices de cruzeiro ar magra / combustível pode ser tão magra quanto 22:01. No entanto, quando eu coloco o medidor MoTeC muito precisas sobre o Insight, a verdadeira história foi revelada. Fora para a freeway ea relação ar / combustível preso em 14,7:1. Então, depois de alguns minutos de 110 km / h, os números de proporção ar / combustível começou a mudar.

Para 16-1.

Em seguida, 17-1.

Dezoito a um.

Dezenove a um.

Vinte a um.

Vinte e um para um.

Vinte e dois para um.

Neste ponto, exclamei em voz alta - nunca tinha visto tal proporção ar / combustível pobre em um mecanismo de execução. Nunca.

Vinte e três para um.

Engoli em seco "merda!"

Vinte e quatro para um.

Eu ri alto.

Em seguida, uma deslumbrante 25-1!

Isso mesmo, a Honda alegremente rola pela estrada com uma relação ar / combustível medido de 25:1! Para qualquer pessoa com algum conhecimento de carro tuning contemporânea, que é uma figura de cair o queixo. Na verdade, talvez mais do que qualquer outra característica facilmente observáveis ​​do Insight, o 25:1 cruzeiro magra mostra o brilho de engenheiros da Honda.

Mas o que sobre as emissões de NOx? Para não exceder as emissões, o Honda utiliza um gato especial para armazenar os óxidos de azoto. Os males armazenados são então 'queimado' (o atual processo muito mais complexo do que apenas simples combustão!) Por momentaneamente a execução de um mistura mais rica.

Clique para ampliar a imagem
Este processo é cristalina no medidor MoTeC proporção ar / combustível. O carro fica em 25:1 cruzeiro magra por um tempo (ou mesmo, como os shows de pic, mais perto de 26:1!), Em seguida, muda periodicamente de fora, correndo 13.5:1 (ou seja, ligeiramente ricos) proporções de ar / combustível por um curto período de tempo antes de seguida, voltar a inclinar-se cruzeiro.

O problema é que na forma padrão, qualquer pequena contração do acelerador pelo motorista também vai cair o carro de cruzeiro magra.

É assim. Você está na estrada, rolando a 110 Km / h. A estrada sobe um pouco e você colocar o pé no chão um pouquinho. Não é um idiota, alguns elétrico bateria auxiliar mostra no painel de instrumentos - e você está imediatamente fora de cruzeiro magra, as proporções de ar / combustível caindo direto para 14.7:1.

Mas feed-in o acelerador com suavidade e sutileza excruciante eo carro vai ficar no cruzeiro magra ...

O Honda não usa controle eletrônico de aceleração. Em vez disso, um cabo convencional liga o pedal do acelerador para a lâmina do acelerador.

Conceito

Foi Lachlan Riddel de ChipTorque que fez a sugestão.

Eu tinha falado com ele sobre o sistema operacional da introspecção e sugeriu que eu queria o carro para ficar em cruzeiro magra com muito mais frequência que ele fez. Eu atravessei as opções que tinha me ocorrido - interceptando os (dois!) sinais do sensor de oxigênio, impossibilitando o feedback do sensor oxi e controlar misturas diretamente, e muitas outras idéias. Eu também falou sobre aprimorando a assistência elétrica. Lachlan recostou-se na cadeira e cortar em linha reta até o fundamental.

"Eu acho que você deve interceptar o sinal do sensor de posição do acelerador", disse ele.

"Será que o ângulo do acelerador uso ECU delta ou valor absoluto de desligar o cruzeiro magra? Se é ângulo do acelerador apenas delta [ie taxa de mudança de aceleração], tudo o que você precisa fazer é suavizar isso. "

O que ele quis dizer foi que se o carro não viu movimentos de aceleração súbita, pode ficar mais tempo no cruzeiro magra. Eu fui embora muito pensativo - e fiz alguns testes.

Assistindo o medidor MoTeC e dirigindo o carro mostrou claramente que era, definitivamente, a taxa de mudança do acelerador (ao invés de valor absoluto de posição do acelerador), que provocou a desistência do cruzeiro magra.

Tendo aprendido isso, Lachlan teria sussurravam em uma caixa e produziu um interceptor ChipTorque Xede para fazer as mudanças (embora eu não estou inteiramente convencido de que o Xede poderia fazê-lo de qualquer maneira), mas eu pensei de uma abordagem muito mais barato e mais simples. (Desculpe Lachlan!)

Suavização

Suavização de um sinal pode ser conseguido tão facilmente como a utilização de apenas uma resistência e um condensador. A resistência (como o próprio nome sugere) resiste ao fluxo de eletricidade, enquanto o capacitor armazena energia elétrica.

Clique para ampliar a imagem
Primeiro, aqui está o sensor de posição do acelerador padrão circuito (TPS). O TPS dispõe de um potenciômetro ("pot"). Uma extremidade se conecta a um regulados 5 volts, a outra extremidade para a terra. O limpador (cuja posição varia de acordo com ângulo do acelerador) pode, em seguida, a ECU alimentar qualquer sinal de 0 a 5 V, dependendo da sua posição. (Na verdade, o intervalo é menor que isso, mas essa é a idéia.)

Clique para ampliar a imagem
Mas o que se mudarmos o circuito um pouco? Neste circuito modificado, o capacitor armazena energia elétrica e assim suaviza as flutuações do acelerador visto pela ECU. O resistor limita a velocidade em que o capacitor inicialmente cobra quando o carro está ligado e, em parte, também isola o ECU a partir do sinal real.

Clique para ampliar a imagem
Para sintonizar a ação do filtro, podemos substituir o resistor com um pote com fio como um resistor variável. Com este pote numa extremidade do seu curso, o sinal TPS é inalterada. Na outra ponta do seu curso, o amortecimento do sinal TPS é ótimo - não importa o que acontece com a posição do acelerador, o sinal para a ECU varia muito lentamente. Definir o pote no 'meio-termo' valores dá quantidades variáveis ​​de sinal de amortecimento.

Clique para ampliar a imagem
Depois de algumas experiências, foram utilizados um pote de 10 kilo-ohm e um capacitor 100uF. A tampa deve ser dimensionado para a tensão do carro e observe que é polarizada - lead negativo para a terra.

Clique para ampliar a imagem
Aqui é um traço de tensão ao longo do tempo, gravado em um Fluke Scopemeter. O traço de fundo é o sinal bruto do TPS; topo traço é o que a ECU vê após a filtragem. Como pode ser visto, na medida em que a ECU está em causa, todos os movimentos do acelerador se tornar suave e gradual.

Hey - motorista ultra suave instante!

Clique para ampliar a imagem
Destaque aqui é um exemplo do acelerador sendo abruptamente fechado. O traço de fundo mostra a tensão fora do TPS mergulhando verticalmente, enquanto o topo rastreamento mostra que, após o filtro, ele leva cerca de meio segundo para cair para o mesmo nível.

Clique para ampliar a imagem
Aqui o acelerador foi movido rapidamente para cima e para baixo. O traço de cima mostra como isso tem sido suavizada.

(Você pode pensar que a partir desses dados que a resposta a condução é feita terrível - mas não é Lembre-se que a lâmina do acelerador abre e fecha como normal -.. Está mecanicamente ligada ao pedal do acelerador É só ECU do carro que "pensa" o acelerador é abrir e fechar de forma mais lenta do que realmente é.)

Afinação

Montei o circuito e fiz alguns testes em estrada.

Com o conjunto de amortecimento para um nível elevado, o comportamento de condução do carro foi claramente alterada. Apesar do fato de que a lâmina de aceleração são controladas manualmente, alta de amortecimento sinal resultou em 'pendurado em "rotações quando o acelerador foi levantada. (Presumivelmente, o desvio de ar de controle da marcha lenta foi retardando a diminuição da rotação.) High amortecimento também resultou na resposta do acelerador em vez letárgico. No entanto, o carro foi muito mais suave, sem os saltos pequenos padrão como auxiliar a frenagem elétrica e regeneração ocorreu.

Clique para ampliar a imagem
Com o conjunto de amortecimento para um nível médio, o carro passou mais suavemente que padrão, com algumas desvantagens. Na verdade, se alguma coisa parecia que tinha um motor maior. Dedilhar o acelerador para baixo ea assistência elétrica veio em forma suave e progressiva, enquanto elevador abruptamente e houve uma pausa antes de regeneração de frenagem novamente veio sem problemas. Este último ponto - a frenagem regen ligeiro atraso no elevador do acelerador - é bastante vantajosa, em tráfego normal, é comum a levantar o pé e, em seguida, quer quase imediatamente reaplicá-lo. Com o atraso na frenagem regen, esta seqüência é mais suave e tende a ser mais econômico em combustível (como o carro não diminui tão rapidamente - melhor para manter o movimento para a frente, em vez de carregar a bateria HV).

Não há códigos de falha ECU foram registrados com o filtro no lugar.

Com média de amortecimento TPS, o carro certamente levou melhor do que o padrão. Mas será que ele também ficar mais tempo em modo de cruzeiro magra - o ponto da modificação?

A resposta curta é: sim ele fez.

Prova

Clique para ampliar a imagem
Testando a economia de combustível de carros como o conhecimento e as Prius é muito difícil de fazer com precisão. Meu teste se limita a abrir a economia de combustível e estrada é realizado na auto-estrada na maior parte plana entre a Gold Coast e Brisbane, em Queensland, na Austrália.

No passado, eu ter conduzido a partir do Aeroporto de Brisbane Oxenford todos os dias por cerca de quatro semanas, registrando o consumo de combustível a cada dia (ver o meu trajeto ). Normalmente eu tenho uma economia exibida de 2,9 litros/100 km para a viagem só de ida. O melhor de sempre foi de 2,8, o pior cerca de 3,0 litros/100 km.

Em uma unidade semelhante, mas mais longo, (por exemplo, a norte de Brisbane, alguns de corrida urbana e, em seguida, retornar para Oxenford) Eu normalmente alcançar 3,1-3,2 l/100km.

Note-se que estas unidades são sempre concluídas funcionando na velocidade do outro tráfego (110 em uma seção de auto-estrada, 100 no outro, e depois 80 - 90 para algumas seções de congestionamento, muitas vezes, em seguida, uma seção de congestionamento pesado a 0 - 20 km / h.) A linha de base é com o ar condicionado não funcionando. Não há técnicas de condução especiais são usados ​​- sem pulso e deslizar, sem in-neutro de rolamento, etc

Em suma, esta é uma unidade de mundo normal, de verdade - não uma em que o carro está vadiando junto na pista lenta, ou segurando-se outros tipos de tráfego por meio de aceleração de lazer.

Note-se que a minha Honda Insight foi equipado com um sistema de admissão ligeiramente revisto - veja temos um registro! .

Resultados

Com o circuito de suavização TPS no lugar e metro MoTeC razão ar / combustível exibindo continuamente força mistura, eu bati a rodovia.

Imediatamente notável foi que o carro ficou em modo de cruzeiro muito mais magra do tempo - ligeiros aumentos na estrada precisando de mais acelerador antes teria visto a queda do carro de cruzeiro magra, mas agora o carro ficou em 25:1. Qualquer maior movimento do acelerador (por exemplo, quando a troca de pistas para passar um caminhão) viu as misturas voltar a estequiométrica, mas em geral as misturas ficado em cruzeiro magra - exceto quando se faz periodicamente a curto prazo a mistura rica de NOx burn-off.

Então, qual foi a economia de combustível gosta?

Clique para ampliar a imagem
Rumo ao norte, a média apresentada começou a cair, chegando a 3,0 litros/100 km e, em seguida, diminuindo para 2,9. Em seguida, ele caiu para 2,7 litros/100 - mais baixo do que eu já vi sobre esta parte da viagem. (No entanto, o dia de hoje o carro tinha um vento de cauda - nada é simples!). Eu passei pela Ponte Gateway e, em seguida, continuou norte, desligando a auto-estrada em Bracken Ridge e depois enfiar minha maneira de Brendale. A média subiu para 2,8 litros/100 km.

Sem repor a indicação, eu então se virou e seguiu para o sul. Através da seção Gateway Bridge o tráfego foi interrompido, então eu estava preso no trânsito parado e mal se movendo para talvez 25 minutos. (Note que a introspecção não pode mover-se em energia elétrica só, por isso, quando o tráfego está parado / começar a andar ritmo, é muito ruim para a economia de combustível.) Nesta etapa da viagem eu também já estava empurrando para um vento tempestuoso.

O consumo médio de combustível subiu para 2,9 litros/100 km, um valor que ficou em todo o caminho de volta para o meu ponto de partida.

Assim, o valor registado para a viagem de 160 km-ímpar foi de 2,9 litros/100. O melhor que eu já visto anteriormente para este tipo de viagem é de 3,1 litros/100 km, o que é uma melhoria de 6 por cento.

A forma como parte média 2,7 litros/100 km através da viagem também é o menor que eu já vi nessa estrada.

Como eu disse - é difícil de medir com precisão a economia de combustível quando tão pouco combustível está sendo usado. No entanto, além do computador figura viagem a melhor já registrado, as condições da unidade (ventos e congestionamento do tráfego) foram, no mínimo, propício para a economia de combustível mais pobre do que o habitual, e não o melhor de sempre!

Condução no acelerador?

Assim, com a filtragem no lugar, o que acontece com a resposta do acelerador quando você quer encurralar duro, ajustando a atitude em curva com o acelerador? Curiosamente, não há muita diferença.

Três coisas que entram em jogo aqui - em primeiro lugar, a lâmina do acelerador próprio movimento mantém-se inalterado. Em segundo lugar, a menos que você é um piloto de corridas, é improvável que você vai ser 'direção' com pequeno movimento do acelerador. Em vez disso, é mais provável que você estará usando grandes movimentos. Finalmente, o Insight é um carro com pouco poder, de modo a mudar a atitude em curva você tende a ficar fortemente o pé do acelerador ou pesadamente sobre o acelerador.

Em um carro mais potente - e, talvez, com um motorista melhor - estes aspectos podem não se aplicar.

Ver perfil do usuário

6 Re: MOBSAVE - ECONOMIA COM OU SEM GERADOR em Ter 29 Abr 2014, 21:43

[quote="acalister"]
marcelo.eletrotecnico escreveu:Continuando os testes com o módulo de economia de combustível no meu carro, obtive o maior resultado no meu carro até agora (Sandero 1.6 8V Flex 2009): 84,3Km com 6,6L. Isto significa 12,8Km por litro, contra os 10Km por litro originais (perímetro urbano, ar desligado). Se você disser que o carro faz mais, vale ressaltar que meu carro está com pneus 195 ao invés de 185, o que faz ele gastar um pouco mais. A diferença que obtive significa um ganho de 28%, espetacular eu diria, considerando que não tenho gerador HHO.



Marcelo, essa economia foi utilizando etanol?


sei que a maioria das pessoas desconhecem a maior sacanagem que este governo nos proporcionou recentemente, a chamada GASOLINA FORMULADA, 200 tipos de solventes misturados e comercializada como GASOLINA COMUM, rende 25% menos em relação a gasolina original comum, enfim, minha preocupação em relação a rodar com mistura pobre juntamente com esse veneno de combustível é totalmente prejudicial ao motor, o problema maior é que os donos de postos não informam aos consumidores qual dos dois tipos de gasolina comum esta na bomba, então você não tem como saber, estamos ferrados.


A economia obtida foi utilizando gasolina mesmo. Eu rodei 450km com o carro normal (sem o módulo) e ele fez 10km por litro. Logo em seguida instalei o módulo, enchi o tanque e rodei 84km e fez 12,8Km, mas logo em seguida voltou para 10Km. O problema está no sistema Flex, ainda estou trabalhando nisso. O nosso parceiro na Ásia está obtendo 35% de redução praticamente constante, mas em veículos japoneses a gasolina, usando gasolina pura (a gasosa de lá não contém Etanol). O aparelho porém adapta-se ao combustível, pois trabalha em malha fechada com uso da sonda.

Ver perfil do usuário

7 Re: MOBSAVE - ECONOMIA COM OU SEM GERADOR em Ter 29 Abr 2014, 22:17

acalister


Rank : 5
Rank : 5
[quote="marcelo.eletrotecnico"][quote="acalister"][quote="marcelo.eletrotecnico"]Continuando os testes com o módulo de economia de combustível no meu carro, obtive o maior resultado no meu carro até agora (Sandero 1.6 8V Flex 2009): 84,3Km com 6,6L. Isto significa 12,8Km por litro, contra os 10Km por litro originais (perímetro urbano, ar desligado). Se você disser que o carro faz mais, vale ressaltar que meu carro está com pneus 195 ao invés de 185, o que faz ele gastar um pouco mais. A diferença que obtive significa um ganho de 28%, espetacular eu diria, considerando que não tenho gerador HHO.
[/quote]



Marcelo, essa economia foi utilizando etanol?


sei que a maioria das pessoas desconhecem a maior sacanagem que este governo nos proporcionou recentemente, a chamada GASOLINA FORMULADA, 200 tipos de solventes misturados e comercializada como GASOLINA COMUM, rende 25% menos em relação a gasolina original comum, enfim, minha preocupação em relação a rodar com mistura pobre juntamente com esse veneno de combustível é totalmente prejudicial ao motor, o problema maior é que os donos de postos não informam aos consumidores qual dos dois tipos de gasolina comum esta na bomba, então você não tem como saber, estamos ferrados.


A economia obtida foi utilizando gasolina mesmo. Eu rodei 450km com o carro normal (sem o módulo) e ele fez 10km por litro. Logo em seguida instalei o módulo, enchi o tanque e rodei 84km e fez 12,8Km, mas logo em seguida voltou para 10Km. O problema está no sistema Flex, ainda estou trabalhando nisso. O nosso parceiro na Ásia está obtendo 35% de redução praticamente constante, mas em veículos japoneses a gasolina, usando gasolina pura (a gasosa de lá não contém Etanol). O aparelho porém adapta-se ao combustível, pois trabalha em malha fechada com uso da sonda.[/quote]
[/quote]

Marcelo, como você sabe que a gasolina que tu utilizou é a mesma do 1º teste, você tem certeza que é gasolina da mesma qualidade? eu coloquei o vídeo sobre a gasolina formulada que quando começou a ser comercializada já era comercializada em 60% do Brasil, isso ha dois anos atrás, hoje eu acredito que quase toda gasolina comercializada seja formulada, exceto a V.power e a Podium.

\\voce deveria testar esse chip no etanol, se tu obter economia com ele já tá de bom tamanho, pois hoje em dia em gasolina comum não da mais para confiar.

Ver perfil do usuário

8 Re: MOBSAVE - ECONOMIA COM OU SEM GERADOR em Ter 29 Abr 2014, 22:47

acalister


Rank : 5
Rank : 5
Marcelo, se a empresa asiática estiver usando esse chip em carros japoneses com certeza eles estão interferindo no sinal da borboleta, sensor TPS.

a Singtech ECO é uma que usa esse sensor!

http://www.singtech.com.sg/Products/Fuel_saving_system/ECO_fuel_saver/

Honda, Toyota e Nissan, a única forma de tu interferir no consumo é o sensor TPS

Ver perfil do usuário

9 Re: MOBSAVE - ECONOMIA COM OU SEM GERADOR em Ter 29 Abr 2014, 23:09

acalister escreveu:
marcelo.eletrotecnico escreveu:
acalister escreveu:
marcelo.eletrotecnico escreveu:Continuando os testes com o módulo de economia de combustível no meu carro, obtive o maior resultado no meu carro até agora (Sandero 1.6 8V Flex 2009): 84,3Km com 6,6L. Isto significa 12,8Km por litro, contra os 10Km por litro originais (perímetro urbano, ar desligado). Se você disser que o carro faz mais, vale ressaltar que meu carro está com pneus 195 ao invés de 185, o que faz ele gastar um pouco mais. A diferença que obtive significa um ganho de 28%, espetacular eu diria, considerando que não tenho gerador HHO.



Marcelo, essa economia foi utilizando etanol?


sei que a maioria das pessoas desconhecem a maior sacanagem que este governo nos proporcionou recentemente, a chamada GASOLINA FORMULADA, 200 tipos de solventes misturados e comercializada como GASOLINA COMUM, rende 25% menos em relação a gasolina original comum, enfim, minha preocupação em relação a rodar com mistura pobre juntamente com esse veneno de combustível é totalmente prejudicial ao motor, o problema maior é que os donos de postos não informam aos consumidores qual dos dois tipos de gasolina comum esta na bomba, então você não tem como saber, estamos ferrados.


A economia obtida foi utilizando gasolina mesmo. Eu rodei 450km com o carro normal (sem o módulo) e ele fez 10km por litro. Logo em seguida instalei o módulo, enchi o tanque e rodei 84km e fez 12,8Km, mas logo em seguida voltou para 10Km. O problema está no sistema Flex, ainda estou trabalhando nisso. O nosso parceiro na Ásia está obtendo 35% de redução praticamente constante, mas em veículos japoneses a gasolina, usando gasolina pura (a gasosa de lá não contém Etanol). O aparelho porém adapta-se ao combustível, pois trabalha em malha fechada com uso da sonda.

Marcelo, como você sabe que a gasolina que tu utilizou é a mesma do 1º teste, você tem certeza que é gasolina da mesma qualidade? eu coloquei o vídeo sobre a gasolina formulada que quando começou a ser comercializada já era comercializada em 60% do Brasil, isso ha dois anos atrás, hoje eu acredito que quase toda gasolina comercializada seja formulada, exceto a V.power e a Podium.

\\voce deveria testar esse chip no etanol, se tu obter economia com ele já tá de bom tamanho, pois hoje em dia em gasolina comum não da mais para confiar.

EU sempre abasteço num posto Shell perto de casa e ponho o mesmo tipo de gasolina. Neste segundo abastecimento onde o resultado caiu eu abasteci numa bomba diferente, mas o mesmo tipo de gasolina. Não creio que a causa seja esta. Mas estou trabalhando no firmware. Em breve posto novidades.

Ver perfil do usuário

10 Re: MOBSAVE - ECONOMIA COM OU SEM GERADOR em Ter 29 Abr 2014, 23:20

acalister


Rank : 5
Rank : 5
EU sempre abasteço num posto Shell perto de casa e ponho o mesmo tipo de gasolina. Neste segundo abastecimento onde o resultado caiu eu abasteci numa bomba diferente, mas o mesmo tipo de gasolina. Não creio que a causa seja esta. Mas estou trabalhando no firmware. Em breve posto novidades.[/quote]

Marcelo, seu carro é um Sandero, se eu não me engano ele usa sensor TPS da Nissan, enfim, faça um reset da borboleta e refaça os testes.

Para resetar o sensor TPS/borboleta basta acionar a chave, sem dar partida, ignição ligada por até 40 segundos, vc vai escutar a borboleta se ajustando, espere todo o processo, depois desligue e retire a chave, espere 1 minuto, depois é só dar a partida.

Obs: se o seu rendimento voltar aos ganhos iniciais é a ECU, parâmetros autoadaptativos, caso contrário é o combustível inferior.

outra coisa, antes de resetar a borboleta desligue o dispositivo!

Ver perfil do usuário

11 Re: MOBSAVE - ECONOMIA COM OU SEM GERADOR em Qua 30 Abr 2014, 02:07

acalister escreveu:EU sempre abasteço num posto Shell perto de casa e ponho o mesmo tipo de gasolina. Neste segundo abastecimento onde o resultado caiu eu abasteci numa bomba diferente, mas o mesmo tipo de gasolina. Não creio que a causa seja esta. Mas estou trabalhando no firmware. Em breve posto novidades.

Marcelo, seu carro é um Sandero, se eu não me engano ele usa sensor TPS da Nissan, enfim, faça um reset da borboleta e refaça os testes.

Para resetar o sensor TPS/borboleta basta acionar a chave, sem dar partida, ignição ligada por até 40 segundos, vc vai escutar a borboleta se ajustando, espere todo o processo, depois desligue e retire a chave, espere 1 minuto, depois é só dar a partida.

Obs: se o seu rendimento voltar aos ganhos iniciais é a ECU, parâmetros autoadaptativos, caso contrário é o combustível inferior.

outra coisa, antes de resetar a borboleta desligue o dispositivo![/quote]

Obrigado pela dica, este reset funciona só para o TPS ? Porque o módulo não tem nenhuma ligação com o TPS, só com a sonda e o sensor MAP.

Ver perfil do usuário

12 Re: MOBSAVE - ECONOMIA COM OU SEM GERADOR em Qua 30 Abr 2014, 02:35

acalister


Rank : 5
Rank : 5
[quote="marcelo.eletrotecnico"][quote="acalister"]EU sempre abasteço num posto Shell perto de casa e ponho o mesmo tipo de gasolina. Neste segundo abastecimento onde o resultado caiu eu abasteci numa bomba diferente, mas o mesmo tipo de gasolina. Não creio que a causa seja esta. Mas estou trabalhando no firmware. Em breve posto novidades.[/quote]

Marcelo, seu carro é um Sandero, se eu não me engano ele usa sensor TPS da Nissan, enfim, faça um reset da borboleta e refaça os testes.

Para resetar o sensor TPS/borboleta basta acionar a chave, sem dar partida, ignição ligada por até 40 segundos, vc vai escutar a borboleta se ajustando, espere todo o processo, depois desligue e retire a chave, espere 1 minuto, depois é só dar a partida.

Obs: se o seu rendimento voltar aos ganhos iniciais é a ECU, parâmetros autoadaptativos, caso contrário é o combustível inferior.

outra coisa, antes de resetar a borboleta desligue o dispositivo![/quote]

Obrigado pela dica, este reset funciona só para o TPS ? Porque o módulo não tem nenhuma ligação com o TPS, só com a sonda e o sensor MAP.[/quote]


Marcelo, apenas o reset da borboleta, já de cara tu já vai sentir o carro com a aceleração mais esperta, para resetar a ECU o procedimento é outro, essa é mais complicada e requer mais tempo usando o pedal do acelerador e ignição.
se o modulo que você esta utilizando não interfere no sinal do sensor TPS é melhor nem resetar, isso só vai atrapalhar os seus testes.
minha dica é desligar o modulo e rodar por 10km, sem a interferência do modulo economizador, e depois reiniciar os testes com o modulo ligado novamente, tenho certeza que por alguns km o modulo vai economizar, mas após alguns km a ECU volta a reajustar os novos parâmetros, mesmo com o modulo interferindo, lembre se de que a ECU estará sempre re ajustando/calibrando os sinais dos sensores, em veículo flex isso é feito de forma mais constante.

Ver perfil do usuário

13 Re: MOBSAVE - ECONOMIA COM OU SEM GERADOR em Qua 30 Abr 2014, 03:00

acalister escreveu:
marcelo.eletrotecnico escreveu:
acalister escreveu:EU sempre abasteço num posto Shell perto de casa e ponho o mesmo tipo de gasolina. Neste segundo abastecimento onde o resultado caiu eu abasteci numa bomba diferente, mas o mesmo tipo de gasolina. Não creio que a causa seja esta. Mas estou trabalhando no firmware. Em breve posto novidades.

Marcelo, seu carro é um Sandero, se eu não me engano ele usa sensor TPS da Nissan, enfim, faça um reset da borboleta e refaça os testes.

Para resetar o sensor TPS/borboleta basta acionar a chave, sem dar partida, ignição ligada por até 40 segundos, vc vai escutar a borboleta se ajustando, espere todo o processo, depois desligue e retire a chave, espere 1 minuto, depois é só dar a partida.

Obs: se o seu rendimento voltar aos ganhos iniciais é a ECU, parâmetros autoadaptativos, caso contrário é o combustível inferior.

outra coisa, antes de resetar a borboleta desligue o dispositivo!

Obrigado pela dica, este reset funciona só para o TPS ? Porque o módulo não tem nenhuma ligação com o TPS, só com a sonda e o sensor MAP.



Marcelo, apenas o reset da borboleta, já de cara tu já vai sentir o carro com a aceleração mais esperta, para resetar a ECU o procedimento é outro, essa é mais complicada e requer mais tempo usando o pedal do acelerador e ignição.
se o modulo que você esta utilizando não interfere no sinal do sensor TPS é melhor nem resetar, isso só vai atrapalhar os seus testes.
minha dica é desligar o modulo e rodar por 10km, sem a interferência do modulo economizador, e depois reiniciar os testes com o modulo ligado novamente, tenho certeza que por alguns km o modulo vai economizar, mas após alguns km a ECU volta a reajustar os novos parâmetros, mesmo com o modulo interferindo, lembre se de que a ECU estará sempre re ajustando/calibrando os sinais dos sensores, em veículo flex isso é feito de forma mais constante.
[/quote]

Sim, eu já estava ciente, mas agradeço a ajuda.

Ver perfil do usuário

14 Re: MOBSAVE - ECONOMIA COM OU SEM GERADOR em Ter 29 Jul 2014, 00:05

marcelo.eletrotecnico escreveu:Continuando os testes com o módulo de economia de combustível no meu carro, obtive o maior resultado no meu carro até agora (Sandero 1.6 8V Flex 2009): 84,3Km com 6,6L. Isto significa 12,8Km por litro, contra os 10Km por litro originais (perímetro urbano, ar desligado). Se você disser que o carro faz mais, vale ressaltar que meu carro está com pneus 195 ao invés de 185, o que faz ele gastar um pouco mais. A diferença que obtive significa um ganho de 28%, espetacular eu diria, considerando que não tenho gerador HHO.

Mais um resultado positivo em carros na Ásia: 4 carros rodando com o MOBSAVE, os quatro com economia de 28% (carros somente a gasolina, gasolina pura, sem adição de álcool).

Agora vou trabalhar para melhorar meu resultado aqui (no momento 18%).

Ver perfil do usuário

15 Re: MOBSAVE - ECONOMIA COM OU SEM GERADOR em Seg 08 Dez 2014, 01:42

Resultado no Brasil: carro 2.0 com 15% de economia constante. E vamo que vamo !

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum