Para quem quer poupar combustivel !


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Coisas que "eles" não querem que você saiba.

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 5 de 8]

marcelo.eletrotecnico escreveu:A quebra da molécula de água também pode ser feita por meio de eletrólise, mas o processo consome mais energia do que produz.

veja mais no site: (sem www) (aga tê Tê pê)//franquimica.blogspot.com.br/2009/07/como-produzir-hidrogenio.html

Tu fez uma afirmação correta, gerar gás hidrogênio por eletrólise gasta mais energia do que se recupera com sua queima. Por isso o grande lance do HHO, se funcionasse, é não querer usar o “poder” do gás hidrogênio, só o seu auxílio para que o motor aproveite mais que os 30% habituais do calor gerado pela queima da gasolina. Mas como eu disse, se o HHO funcionasse.

As pessoas menos informadas pensam que podem retirar, de forma grátis, energia da água e adicionar mais essa energia à energia já liberada pela gasolina, mas não é essa a ideia que deveria funcionar no HHO.

O artigo que tu indicou, apesar de indicar corretamente que não se retira da água mais energia que a empregada nela para gerar o gás hidrogênio por eletrólise, passou a dizer que isso é possível com um aglomerado de alumínio. Esqueceu de dizer que é alumínio + gálio, que misturados formam um amalgama.

Também esqueceu de lembrar que para fazer o alumínio se gastou muita energia em sua purificação, não existe alumínio puro na natureza, só na loja, onde estamos acostumados a encontra-lo a venda. Isso nos cria uma visão irreal do alumínio. É a energia presente no alumínio, presa em suas moléculas, tal qual acontece com um combustível, que está sendo consumida e levando o alumínio puro ao seu estado natural de hidróxido de alumínio, quando usamos alumínio para fazer a água gerar gás hidrogênio.

Outro erro de informação, não gera gás oxigênio com esse processo, apenas gás hidrogênio. O oxigênio fica no novo composto, hidroxido de alumínio.

Pensa o seguinte, tu sabe muito bem que a madeira já foi peça estrutural para fabricação de navios, móveis, casas e ate avião de brinquedo, mas tu bem sabe que a madeira também é um combustível. Com o alumínio acontece a mesma coisa, embora estejamos acostumados com ele como peça estrutural de várias coisas, poucos sabem que ele é um combustível, que não se queima com a chama, ele é pior, se queima com água.

Como assim se queima com água? A queima é uma oxidação que gera calor e pode ser mais rápida, provocando até chama, como pode ser lenta como o ferrugem. No caso do alumínio, a ferrugem de alumínio o protege e cessa a corrosão (queima lenta). Por isso a água não termina seu trabalho de queimar o alumínio. Mas se fizermos algum truque que impeça a formação do óxido de alumínio protetor, ou formos retirando-o a medida que se forma, então o alumínio puro estará sempre exposto a água para ser queimado, como lenha na fogueira.

Uma forma simples de tu testar isso é colocar soda cáustica na água para destruir o óxido de alumínio protetor, deixando a água queimar o alumínio. Outra forma é misturar gálio ao alumínio, um metal líquido a temperatura ambiente, como o mercúrio, isso impede a formação do óxido de alumínio e também deixa que ele se queime por completo na presença d’água.

No link indicado diz que não esquenta, mas esquenta sim, se tu colocar alumínio em pó fica muito quente mesmo.

Existe um princípio que nunca me deixa na mão, o de que a energia não é criada e sim transformada de um jeito para outro, de mecânica para elétrica, de química para calorífica e assim vai.

Não deixe que te enganem

Ver perfil do usuário
Faça um teste:

Consiga uma caixa grande, vedada, cheia com um gás não comburente como o nitrogênio puro. Coloque lá dentro uma barra de alumínio e um esmeril. Como você vai fazer para triturar toda a barra de alumínio no esmeril, eu não sei, talvez entre na caixa com um suplemento de ar.

Agora que você tem alumínio em pó, em um ambiente livre de umidade e oxigênio, adicione água ao alumínio em pó. Vai ser só a água, o alumino em pó e o gás inerte nitrogênio.

Tu vai ver a água ferver e sair muito vapor e também gás hidrogênio, que deverá ser verificado depois com uma amostra da atmosfera resultante. O alumínio puro acaba é sobra em seu lugar hidróxido de alumínio. O nitrogênio fica lá, paradão na dele assistindo tudo.

Ver perfil do usuário

mwifi


Rank : 0
Rank : 0
ET-e-HHO-existe escreveu:
marcelo.eletrotecnico escreveu:A quebra da molécula de água também pode ser feita por meio de eletrólise, mas o processo consome mais energia do que produz.

veja mais no site: (sem www) (aga tê Tê pê)//franquimica.blogspot.com.br/2009/07/como-produzir-hidrogenio.html

Tu fez uma afirmação correta, gerar gás hidrogênio por eletrólise gasta mais energia do que se recupera com sua queima. Por isso o grande lance do HHO, se funcionasse, é não querer usar o “poder” do gás hidrogênio, só o seu auxílio para que o motor aproveite mais que os 30% habituais do calor gerado pela queima da gasolina. Mas como eu disse, se o HHO funcionasse.

As pessoas menos informadas pensam que podem retirar, de forma grátis, energia da água e adicionar mais essa energia à energia já liberada pela gasolina, mas não é essa a ideia que deveria funcionar no HHO.

O artigo que tu indicou, apesar de indicar corretamente que não se retira da água mais energia que a empregada nela para gerar o gás hidrogênio por eletrólise, passou a dizer que isso é possível com um aglomerado de alumínio. Esqueceu de dizer que é alumínio + gálio, que misturados formam um amalgama.

Também esqueceu de lembrar que para fazer o alumínio se gastou muita energia em sua purificação, não existe alumínio puro na natureza, só na loja, onde estamos acostumados a encontra-lo a venda. Isso nos cria uma visão irreal do alumínio. É a energia presente no alumínio, presa em suas moléculas, tal qual acontece com um combustível, que está sendo consumida e levando o alumínio puro ao seu estado natural de hidróxido de alumínio, quando usamos alumínio para fazer a água gerar gás hidrogênio.

Outro erro de informação, não gera gás oxigênio com esse processo, apenas gás hidrogênio. O oxigênio fica no novo composto, hidroxido de alumínio.

Pensa o seguinte, tu sabe muito bem que a madeira já foi peça estrutural para fabricação de navios, móveis, casas e ate avião de brinquedo, mas tu bem sabe que a madeira também é um combustível. Com o alumínio acontece a mesma coisa, embora estejamos acostumados com ele como peça estrutural de várias coisas, poucos sabem que ele é um combustível, que não se queima com a chama, ele é pior, se queima com água.

Como assim se queima com água? A queima é uma oxidação que gera calor e pode ser mais rápida, provocando até chama, como pode ser lenta como o ferrugem. No caso do alumínio, a ferrugem de alumínio o protege e cessa a corrosão (queima lenta). Por isso a água não termina seu trabalho de queimar o alumínio. Mas se fizermos algum truque que impeça a formação do óxido de alumínio protetor, ou formos retirando-o a medida que se forma, então o alumínio puro estará sempre exposto a água para ser queimado, como lenha na fogueira.

Uma forma simples de tu testar isso é colocar soda cáustica na água para destruir o óxido de alumínio protetor, deixando a água queimar o alumínio. Outra forma é misturar gálio ao alumínio, um metal líquido a temperatura ambiente, como o mercúrio, isso impede a formação do óxido de alumínio e também deixa que ele se queime por completo na presença d’água.

No link indicado diz que não esquenta, mas esquenta sim, se tu colocar alumínio em pó fica muito quente mesmo.

Existe um princípio que nunca me deixa na mão, o de que a energia não é criada e sim transformada de um jeito para outro, de mecânica para elétrica, de química para calorífica e assim vai.

Não deixe que te enganem

ET eh por isso que eu teimo com HHO, no HHO nao existe energia infinita, ciclo continuo etc... eh como se a agua fosse gasolina, voce perde a materia combustivel, para o veiculo andar.... o que existem sao perdas de potencial, perdas de energia, o simples fato de freiar poderia ser convertido em energia, e eh perdido em forma de atrito e desgaste de pastilhas...

Tudo bem que o fator potencial do HHO nao funciona bom com motores maiores, mas eh tudo questao de adaptar, dimensionar os motores, a perda mecanica em relacao aos motores 2 tempos, contra os 4 tempos eh enorme, creio que o HHO vai prosperar nos antigos 2t, ninguem pode falar que nao acha que nao funciona sem testar, "achismo" nao eh uma suposicao valida..

Ver perfil do usuário
mwifi escreveu:... ninguem pode falar que nao acha que nao funciona sem testar, "achismo" nao eh uma suposicao valida..

As pessoas podem falar o que querem, desde que não ofendam a ninguém. Agora se alguém se ofende por eu achar que HHO não funciona, francamente, não posso trabalhar com tal sencibilidade. Apenas ache que funciona e eu lhe respeitarei. (O caso dos vendedores é diferente)

Se alguém não pode achar que algo não funciona sem provar cientifícamente isso, o oposto também é verdade e ninguém deveria achar que algo funciona sem provar primeito isso cientificamente.

Acontece que para provarmos algo, temos de acharmos algo sobre isso antes. Como podemos procurar uma resposta sem fazer a pergunta antes? Ou ter uma opinião prévia, ou achar?

Me chateia que as pessoas se ofendam, tá cheio de casos assim nesse fórum mesmo, porque eu não partilho do mesmo modo de pensar que elas.

Como já disse, até para você: Existe o "Eu acho", "Eu sei" e "Eu acredito.

Se "Eu acho", isso é uma opinião prévia minha (tenho de ter alguma) que não tem a certeza do "Eu acredito" e muito menos a comprovação do "Eu sei".

As pessoas [acreditam] em Deus, ou não, [sabem] que a terra é redonda e [acham] que o futuro será sempre melhor.

Sem ofenças, não deixe o HHO te levar para o lado pessoal.

Ver perfil do usuário
mwifi escreveu:....
ET eh por isso que eu teimo com HHO,...

Pode e deve teimar, eu não acho que funcione e continuo teimando.

mwifi escreveu:....
no HHO nao existe energia infinita, ciclo continuo etc... eh como se a agua fosse gasolina, voce perde a materia combustivel, para o veiculo andar.... o que existem sao perdas de potencial, perdas de energia, o simples fato de freiar poderia ser convertido em energia, e eh perdido em forma de atrito e desgaste de pastilhas...
Me explica, o que tem haver a energia desinfinita do HHO com as perdas relatadas depois? Ou não tem nada haver, só um comentário atrás do outro?


mwifi escreveu:....
Tudo bem que o fator potencial do HHO nao funciona bom com motores maiores, ..

O que é "fator potencial" do HHO?

Ver perfil do usuário
MWIFI, começa com uma configuração nada produtiva: +NNNNNNN-, que são 8 células simples em série (pena que o GilGilson não consiga ver isso).Se você ligar em 13,8V, cada célula terá 1,725V e fará um pouco de eletrólise, mas se ligar em 12V, cada célula terá 1,5V e dificilmente tu verá alguma eletrólise. Capriche no eletrólito, não tem problemas deixar ele bem concentrado, afinal, se quiser diluir depois é só acrescentar mais água.

Nesse caso pouco produtivo, 1mm de espaçamento é melhor, mas como todo mundo quer ver produzir bastante, para não ter que refazer a célula, use logo 3mm. Pode usar teu aço 304 mesmo.

Se tu estiver usando uma fonte de 13,8V, tu já deve ver algumas bolhas, paciência. Meça a corrente, recolha os gases, meça o tempo, descubra os LPMs e que corrente foi necessária para tal produção. Se tu puder resfriar o gás com uma vasilha cheia de água com gelo, tu vai eliminar o vapor. Se a temperatura abaixar para 0°C no gás, ele gastará perto de 95 ampere por LPM de HHO gerado sem vapor, agora, se o gás estiver mais quentinho, uns 30°C, então ele gastará perto de 87 ampere por LPM de HHO gerado sem vapor. A diferença tu sabe que está na concentração maior do gás frio. Tente verificar essa relação da produção de gás. Lembre que a influência da temperatura/amperagem/LPMs, é na hora de medir o gás e não uma necessidade da geração, se você gerou 1,12 litros com o gás em temperatura de 30°C, depois de resfriar a 0°C você só tera 1 litro de gás e terá gasto os 95Ampere que uma célula simples gastaria para gerar isso.

Você dirá que 87 ampere é muita coisa, mas ai é que vem a mágica dos neutros, com aquela configuração acima de 8 células em série, então temos de dividir a corrente necessária por 8 também, passando os valores para (95/8=11,87A) e (87/8=10,87A) . Ficou melhor agora né?

Não se esqueça que muita densidade de corrente por cm² também é um fator que dispara agressivamente a corrosão. Então se tu dividir os aproximados 11A pela área de cada lado da placa, tu terá a densidade de corrente por cm², que não me lembro qual é o máximo recomendado para não dar corrosão, mas eu chutaria que seria algo menor que 0,5A por cm².

Se tu tem uma área exposta ao eletrólito para fazer eletrólise de 10 x 10 cm, com uma área total de 100cm² deveria passar no máximo 50 ampere para não corroer. Eu baixaria essa média para ½ e não deixaria esse quadrado passar mais que 25Ampere, talvez até menos. Tente pouco no inicio para não ter corrosão.

Com pouca densidade de corrente, deixa ele por uma hora, desmonte, cheque a corrosão, não tem, então monte novamente e deixe por várias horas. Ai tu pega confiança no processo, desmistifica um monte de mitos e pode moldar sua célula ao seu bel prazer.

Depois que tu conseguir um pouco de eletrólise, medir seus parâmetros, conferir com a teoria apresentada em livros e sites especializados em eletroquímica, o qual eu tento passar um pouca para aqui, ver que mesmo sua placa 304 não corroeu, então tu começa o outro desafio, que é como produzir mais e os problemas que advém disso.

Ver perfil do usuário

mwifi


Rank : 0
Rank : 0
Muito util essa conta para saber a corrente maxima por cm2 para nao corroer tanto... mas no caso, essa corrente eh valida somente para o anodo e catodo, ou por todas as placas inclusive as neutras? se tenho 10 placas, com 100cm2 cada face, como eu calcularia A por cm2?

Ver perfil do usuário
mwifi escreveu:Muito util essa conta para saber a corrente maxima por cm2 para nao corroer tanto... mas no caso, essa corrente eh valida somente para o anodo e catodo, ou por todas as placas inclusive as neutras? se tenho 10 placas, com 100cm2 cada face, como eu calcularia A por cm2?

Pega o exemplo de placas quadradas de 10cm de lado, com área total por lado de 100cm². Agora tu usa a configuração +N-, imagine que esteja passando 43A nessa configuração, então 43A entram pela placa (-) através dos seus 100cm², dando uma proporção de 0,43A por cm²; depois esses mesmos 43A atravessam o eletrólito fazendo hidrogênio na placa (-) e oxigênio em uma das faces da placa neutra (como 86A geram 1 LPM, então nesse pedaço descrito até agora, 43A gerarão 0,5LPM), nesse lado da placa neutra, também com uma área de 100cm², vão entrar 43A com uma proporção de 0,43A por cm²;claro que essa amperagem passa por dentro do metal e dá de cara com o eletrolito na outra sessão da célula, do outro lado da placa neutra; agora, esse lado da placa neutra, de onde saem eletrons, funciona como uma placa negativa, gerando hidrogênio e deixando passar, também 0,43A por cm²; essa amperage viaja pelo eletrolito até a placa (+) para gerar osigênio, novamente, a placa (+), tera uma passagem de 0,43A por cm² e nessa sessão da célula tera sido gerado 0,5 LPM.

No fim das contas a célula composta de duas subcélulas em série, ou +N-, gerou 1LPM consumindo 43A, com uma densidade, em todas as placas, de 0,43A por cm².

Percebeu que o neutro se comporta como uma placa (+) no lado de frente para a placa (-) e como uma placa (-) no lado de frente para a placa(+)?

Percebeu que em série o efeito dos 43A foi igual a 86A? Entendeu o porque?

Agora, qual seria a densidade de corrente nas placas, se a configuração fosse -N+N-, sendo que dessa célula composta sai apenas dois fios, que ligam na bateria e registra um consumo de 43A também? Quantos litros totais por minuto ela geraria?

Ver perfil do usuário

mwifi


Rank : 0
Rank : 0
ET-e-HHO-existe escreveu:
mwifi escreveu:Muito util essa conta para saber a corrente maxima por cm2 para nao corroer tanto... mas no caso, essa corrente eh valida somente para o anodo e catodo, ou por todas as placas inclusive as neutras? se tenho 10 placas, com 100cm2 cada face, como eu calcularia A por cm2?

Pega o exemplo de placas quadradas de 10cm de lado, com área total por lado de 100cm². Agora tu usa a configuração +N-, imagine que esteja passando 43A nessa configuração, então 43A entram pela placa (-) através dos seus 100cm², dando uma proporção de 0,43A por cm²; depois esses mesmos 43A atravessam o eletrólito fazendo hidrogênio na placa (-) e oxigênio em uma das faces da placa neutra (como 86A geram 1 LPM, então nesse pedaço descrito até agora, 43A gerarão 0,5LPM), nesse lado da placa neutra, também com uma área de 100cm², vão entrar 43A com uma proporção de 0,43A por cm²;claro que essa amperagem passa por dentro do metal e dá de cara com o eletrolito na outra sessão da célula, do outro lado da placa neutra; agora, esse lado da placa neutra, de onde saem eletrons, funciona como uma placa negativa, gerando hidrogênio e deixando passar, também 0,43A por cm²; essa amperage viaja pelo eletrolito até a placa (+) para gerar osigênio, novamente, a placa (+), tera uma passagem de 0,43A por cm² e nessa sessão da célula tera sido gerado 0,5 LPM.

No fim das contas a célula composta de duas subcélulas em série, ou +N-, gerou 1LPM consumindo 43A, com uma densidade, em todas as placas, de 0,43A por cm².

Percebeu que o neutro se comporta como uma placa (+) no lado de frente para a placa (-) e como uma placa (-) no lado de frente para a placa(+)?

Percebeu que em série o efeito dos 43A foi igual a 86A? Entendeu o porque?

Agora, qual seria a densidade de corrente nas placas, se a configuração fosse -N+N-, sendo que dessa célula composta sai apenas dois fios, que ligam na bateria e registra um consumo de 43A também? Quantos litros totais por minuto ela geraria?


Veja se eu entendi, na configuracao -n+n- o fio positivo seria no meio, e o negativo em qualquer uma das duas pontas, pois mesmo uma extremidade ficando livre ela seria negativo, certo?

-N+N- seria uma celula em serie da mesma configuracao -n+ , continuaria sendo 0,43A p/cm2 (salvo que: as placas sejam 10x10cm, ou area igual a 100cm2 por face)

Corrente igual por cm2 0,43A, a producao seria de 1 litro por minuto, pois se -n+ gera 0,5LPM ,a configuracao -n+n- geraria 1LPM pois agora eh a anterior ligada em serie , estou certo teoricamente ??

Ver perfil do usuário
mwifi escreveu:
ET-e-HHO-existe escreveu:Pega o exemplo de placas quadradas de 10cm de lado, com área total por lado de 100cm². Agora tu usa a configuração +N-,
....
No fim das contas a célula composta de duas subcélulas em série, ou +N-, gerou 1LPM consumindo 43A, com uma densidade, em todas as placas, de 0,43A por cm².

....

Agora, qual seria a densidade de corrente nas placas, se a configuração fosse -N+N-, sendo que dessa célula composta sai apenas dois fios, que ligam na bateria e registra um consumo de 43A também? Quantos litros totais por minuto ela geraria?


Veja se eu entendi, na configuracao -n+n- o fio positivo seria no meio, e o negativo em qualquer uma das duas pontas, pois mesmo uma extremidade ficando livre ela seria negativo, certo?
O fio negativo se divide em dois e é ligado as duas extremidades. Se ficar placa solta, como você pensou, não produz nada, é como se não existisse.

-N+N- seria uma celula em serie (não, série/paralelo) da mesma configuracao -n+ , continuaria sendo 0,43A p/cm2 (salvo que: as placas sejam 10x10cm, ou area igual a 100cm2 por face)
Isso tem uma pegadinha, embora a célula anterior (+N-) deixasse passar 43A, essa só deixa passar 21,5A por cada sessão (-N+), que sendo duas, termina passando no total os mesmos 43A. Nesse caso a densidade de corrente é de 0,215A por cm²

Corrente igual por cm2 0,43A, a producao seria de 1 litro por minuto, pois se -n+ gera 0,5LPM ,a configuracao -n+n- geraria 1LPM pois agora eh a anterior ligada em serie , estou certo teoricamente ??

Cada sessão -N+, consome 21,5 amperes. Como cada sessão -N+ são duas células simples em série, então os 21,5A faram o trabalho de 43A. Como existe duas sessões dessas, ligadas em paralelo, então a célula toda fara o mesmo que uma célula simples usando 86A, que é a produção de 1LPM.



Perceba que (-N) é uma célula simples que se junta com (N+) outra célula simples, formando (-N+), que é a 1ª ligação em série. 1ª sessão.

Perceba que depois (+N) também é outra célula simples, que também se junta em uma ligação em série com (N-), outra célula simples, formando (+N-). Essa é a segunda sessão em série.

As duas sessões em série (-N+) e (+N-) se juntam em uma ligação em paralelo formando (-N+N-).



GilGilson, se tu estiver por aí, entendeu que neutro não existe, que onde tem um neutro, tem duas células em série simples juntas?

Para fixar como o uso de células compostas em série, ou o uso dos “neutros”, multiplicam a quantidade de gás gerada por ampere, segue mais um desenho. Perceba que a voltagem não é o importante na conta, ela só é importante porque é a voltagem quem vai forçar a passagem da corrente (ampere) entre as placas. Se você conseguir fazer passar 21,5A entre duas placas (célula simples) com apenas 2V ou menos, ótimo, senão uma voltagem maior o fará passar.



As condições que forçam a passagem da corrente entre duas placas paralelas são: Concentração do eletrólito, temperatura do eletrólito, distância entre as placas, área total da menor placa e por último a voltagem. Quem diz quanto gás será gerado é unicamente a corrente usada (ampere) e quantas vezes a corrente repete seu trabalho em uma ligação em série.



Última edição por ET-e-HHO-existe em Sex 27 Jul 2012, 16:03, editado 5 vez(es)

Ver perfil do usuário
ET-e-HHO-existe escreveu:
mwifi escreveu:
ET-e-HHO-existe escreveu:Pega o exemplo de placas quadradas de 10cm de lado, com área total por lado de 100cm². Agora tu usa a configuração +N-,
....
No fim das contas a célula composta de duas subcélulas em série, ou +N-, gerou 1LPM consumindo 43A, com uma densidade, em todas as placas, de 0,43A por cm².

....

Agora, qual seria a densidade de corrente nas placas, se a configuração fosse -N+N-, sendo que dessa célula composta sai apenas dois fios, que ligam na bateria e registra um consumo de 43A também? Quantos litros totais por minuto ela geraria?


Veja se eu entendi, na configuracao -n+n- o fio positivo seria no meio, e o negativo em qualquer uma das duas pontas, pois mesmo uma extremidade ficando livre ela seria negativo, certo?
O fio negativo se divide em dois e é ligado as duas extremidades. Se ficar placa solta, como você pensou, não produz nada, é como se não existisse.

-N+N- seria uma celula em serie (não, série/paralelo) da mesma configuracao -n+ , continuaria sendo 0,43A p/cm2 (salvo que: as placas sejam 10x10cm, ou area igual a 100cm2 por face)
Isso tem uma pegadinha, embora a célula anterior (+N-) deixasse passar 43A, essa só deixa passar 21,5A por cada sessão (-N+), que sendo duas, termina passando no total os mesmos 43A. Nesse caso a densidade de corrente é de 0,215A por cm²

Corrente igual por cm2 0,43A, a producao seria de 1 litro por minuto, pois se -n+ gera 0,5LPM ,a configuracao -n+n- geraria 1LPM pois agora eh a anterior ligada em serie , estou certo teoricamente ??

Cada sessão -N+, consome 21,5 amperes. Como cada sessão -N+ são duas células simples em série, então os 21,5A faram o trabalho de 43A. Como existe duas sessões dessas, ligadas em paralelo, então a célula toda fara o mesmo que uma célula simples usando 86A, que é a produção de 1LPM.



Perceba que (-N) é uma célula simples que se junta com (N+) outra célula simples, formando (-N+), que é a 1ª ligação em série. 1ª sessão.

Perceba que depois (+N) também é outra célula simples, que também se junta em uma ligação em série com (N-), outra célula simples, formando (+N-). Essa é a segunda sessão em série.

As duas sessões em série (-N+) e (+N-) se juntam em uma ligação em paralelo formando (-N+N-).



GilGilson, se tu estiver por aí, entendeu que neutro não existe, que onde tem um neutro, tem duas células em série simples juntas?

Olha Et, eu obtive muita economia com minha técnica, que eu desenvolvi.
É conhecida como cavalo mãgnétio, o segredo é dar o giro no carro a favor do campo magnético da terra para inonizar as particulas da água.

Veja a técnica com funciona.

uma ocasião eu peguei meu sienna com a celula instalada, primeiro andei de marcha ré 3 metros dei um cavalinho de pau girando para a direita 3 vezes e andei para frente 3 metros e di um cavalinho de para para a esquerda, olha eu obtive uma bela ocasião, estudiosos do asunto me disseram que eus rodei o meu carro acompanhando o campo magnétido da terra e ao andar para traz estava indo para o polo norte e indo para a frente esta ativando minha célula com imã sinto sul.
Tem que acreditar e a coisa funciona rsrsrs.

Ver perfil do usuário
Olha Et, eu obtive muita economia com minha técnica, que eu desenvolvi.
É conhecida como cavalo mãgnétio, o segredo é dar o giro no carro a favor do campo magnético da terra para inonizar as particulas da água.

Veja a técnica com funciona.

uma ocasião eu peguei meu sienna com a celula instalada, primeiro andei de marcha ré 3 metros dei um cavalinho de pau girando para a direita 3 vezes e andei para frente 3 metros e di um cavalinho de para para a esquerda, olha eu obtive uma bela ocasião, estudiosos do asunto me disseram que eus rodei o meu carro acompanhando o campo magnétido da terra e ao andar para traz estava indo para o polo norte e indo para a frente esta ativando minha célula com imã sinto sul.
Tem que acreditar e a coisa funciona rsrsrs.[/quote]

Jonas, o ET deve ser cego ou coisa parecida, para você ter que repetir esta coisa besta tantas vezes ? Ta querendo vencer pelo cansaço ? Que raio de invenção é esta ? Vê se toma tendência e o gardenal esquecido também.

Ver perfil do usuário
marcelo.eletrotecnico escreveu:Olha Et, eu obtive muita economia com minha técnica, que eu desenvolvi.
É conhecida como cavalo mãgnétio, o segredo é dar o giro no carro a favor do campo magnético da terra para inonizar as particulas da água.

Veja a técnica com funciona.

uma ocasião eu peguei meu sienna com a celula instalada, primeiro andei de marcha ré 3 metros dei um cavalinho de pau girando para a direita 3 vezes e andei para frente 3 metros e di um cavalinho de para para a esquerda, olha eu obtive uma bela ocasião, estudiosos do asunto me disseram que eus rodei o meu carro acompanhando o campo magnétido da terra e ao andar para traz estava indo para o polo norte e indo para a frente esta ativando minha célula com imã sinto sul.
Tem que acreditar e a coisa funciona rsrsrs.

Jonas, o ET deve ser cego ou coisa parecida, para você ter que repetir esta coisa besta tantas vezes ? Ta querendo vencer pelo cansaço ? Que raio de invenção é esta ? Vê se toma tendência e o gardenal esquecido também.[/quote]

Olá Marcelo.
O HHO é acreditar, para poder funcionar, tem as suas manhas, depois que passei a fazer esta especie de ritual, a cisa funcionou.
Você sabe que a célula que quebra as particulas das água ao receber certa quantidade de corrente,ela passa a se comportar como um capacitor, criando um campo magnético em sua volta,se funcionou eu fazendo esse processo, eu passei a colocar varios imãs em volta déla para direcionar os ions, e não é que a coisa funcionou, esses imãs trabalha o campo magnético da célula,igualando ao campo mágnéitico da terra, o segredo é não contrariar a natureza, compreende meu caro amigo.

Ver perfil do usuário
Olá Marcelo.
O HHO é acreditar, para poder funcionar, tem as suas manhas, depois que passei a fazer esta especie de ritual, a cisa funcionou.
Você sabe que a célula que quebra as particulas das água ao receber certa quantidade de corrente,ela passa a se comportar como um capacitor, criando um campo magnético em sua volta,se funcionou eu fazendo esse processo, eu passei a colocar varios imãs em volta déla para direcionar os ions, e não é que a coisa funcionou, esses imãs trabalha o campo magnético da célula,igualando ao campo mágnéitico da terra, o segredo é não contrariar a natureza, compreende meu caro amigo.[/quote]

Cara, desculpe a franqueza, mas o único sistema que precisa da fé para funcionar é a igreja, porque sem a fé ninguém dá o dízimo, mas aqui no fórum, acho que todos esperam coisas coerentes e palpáveis. Fiz a brincadeira porque o que você postou como "criação sua" e que funciona, não faz o menor (ínfimo que seja) sentido. Fiz a alusão ao carro movido a PUM, só para estabelecer um paralelo, mas a minha idéia ainda faria mais sentido (ínfimo, mas muitas vezes superior ao que afirmou). Desta forma, antes de postar coisas esdrúxulas que dependem de fé para funcionar, investigue um pouco mais e veja qual a causa real de ter funcionado e se de fato funcionou, abaixo vou contar um caso conhecido, mas verídico, que ilustra o que estou dizendo. Veja:

O Carro Que Não Gostava de Sorvete de Baunilha

Autor Desconhecido

Tempos atrás uma queixa foi recebida pela Divisão Pontiac da General Motors. Onde o cliente relatava a história a seguir:

Esta é a segunda vez que eu escrevo a vocês e não os culpo por não me responderem, porque eu posso parecer louco, mas o fato é que nós temos a tradição, em nossa família, de ter sorvete como sobremesa todas as noites após jantar. Mas o tipo de sorvete varia. Então, todas as noites, após termos jantado, a família vota e escolhe um sabor de sorvete e eu me dirijo até a loja para comprá-lo.

Pois bem, recentemente comprei um novo Pontiac -modelo da General Motors- e desde então minhas idas à loja têm sido um problema.

Toda vez que eu compro sorvete de baunilha, quando eu volto da loja para minha casa, o carro não funciona. Mas se eu levo qualquer outro tipo de sorvete o carro funciona normalmente.

Eu quero que vocês saibam que estou sendo sério em relação a esta questão, não importa quão tola ela pareça: o que acontece com o Pontiac que o faz não funcionar quando eu compro sorvete de baunilha e funciona toda vez que compro outro sabor?

O presidente da Pontiac ficou sem compreender a carta, mas enviou um engenheiro para checar o assunto. Esse ficou surpreso por ter sido recebido por um homem bem-sucedido, educado e de bons relacionamentos.

O técnico, então, combinou de encontrar o homem logo após o jantar. Os dois entraram no carro e se dirigiram até a loja de sorvetes. Naquela noite foi escolhido o sorvete de sabor baunilha. Com a certeza de que depois que retornassem ao carro, ele não iria funcionar, e foi o que realmente aconteceu.

O engenheiro retornou por mais três noites. Na primeira noite, o homem escolheu o sabor chocolate. O carro funcionou. Na segunda noite, escolheu morango. O carro funcionou. Na terceira noite, pegou o de baunilha. O carro falhou.

Sendo um homem lógico, o engenheiro recusou-se a acreditar que o carro daquele homem era “alérgico” a baunilha. Sendo assim, combinaram de continuar as visitas até que conseguisse resolver o problema. Então começou a fazer anotações. Anotou todos os tipos de dados, hora do dia, tipo de combustível usado, hora de dirigir, etc.

Em pouco tempo, ele tinha uma pista. O homem levava menos tempo para comprar o sorvete de baunilha do que qualquer outro sabor. Por quê?

O engenheiro percebeu que a resposta estava na disposição dos sorvetes na loja. O sorvete de baunilha, sendo o sabor mais popular, estava numa caixa separada na frente da loja para ser pego rapidamente. Todos os outros sabores eram mantidos nos fundos a loja, num outro balcão, o que acarretava uma demora considerável para pegá-los.

Agora a pergunta para o engenheiro era: por que o carro não queria funcionar quando se levava menos tempo?

Uma vez identificado o problema – não o sorvete de baunilha – o engenheiro veio rapidamente com a resposta. Era à saída do vapor.

Acontecia sempre, todas as noites. O tempo extra para pegar os outros sabores de sorvete deixava o motor esfriar o suficiente para funcionar tranqüilamente. Mas quando o homem pegava o sorvete de baunilha – que estava mais próximo - o motor ainda estava quente para o vapor ter se dissipado.

Então veja, Jonas, que o dono do carro afirmou em princípio que o carro supostamente não gostava de sorverte de baunilha, o que "parecia" ser uma verdade. Não temos como te ajudar nisso, mas ajudaria muito se, de fato, você averiguasse a causa real do seu sistema ter funcionado. Eu tenho dois clientes que compraram a minha peça (MOBMIX) e me disseram que funcionou. Mas se de fato funcionou, porque ninguém mais comprou baseado na experiência deles ? De fato eu torço que tenha funcionado, mas não posso ter certeza sem ver com meus próprios olhos. Mas ainda assim, eu poderia dizer que funciona, pois tem toda uma lógica envolvida. Já no que propõe, parece uma espécie de simpatia do HHO, "são longuinho, são longuinho, se meu HHO funcionar, dois três cavalinhos").

Ver perfil do usuário
marcelo.eletrotecnico escreveu:Olá Marcelo.
O HHO é acreditar, para poder funcionar, tem as suas manhas, depois que passei a fazer esta especie de ritual, a cisa funcionou.
Você sabe que a célula que quebra as particulas das água ao receber certa quantidade de corrente,ela passa a se comportar como um capacitor, criando um campo magnético em sua volta,se funcionou eu fazendo esse processo, eu passei a colocar varios imãs em volta déla para direcionar os ions, e não é que a coisa funcionou, esses imãs trabalha o campo magnético da célula,igualando ao campo mágnéitico da terra, o segredo é não contrariar a natureza, compreende meu caro amigo.

Cara, desculpe a franqueza, mas o único sistema que precisa da fé para funcionar é a igreja, porque sem a fé ninguém dá o dízimo, mas aqui no fórum, acho que todos esperam coisas coerentes e palpáveis. Fiz a brincadeira porque o que você postou como "criação sua" e que funciona, não faz o menor (ínfimo que seja) sentido. Fiz a alusão ao carro movido a PUM, só para estabelecer um paralelo, mas a minha idéia ainda faria mais sentido (ínfimo, mas muitas vezes superior ao que afirmou). Desta forma, antes de postar coisas esdrúxulas que dependem de fé para funcionar, investigue um pouco mais e veja qual a causa real de ter funcionado e se de fato funcionou, abaixo vou contar um caso conhecido, mas verídico, que ilustra o que estou dizendo. Veja:

O Carro Que Não Gostava de Sorvete de Baunilha

Autor Desconhecido

Tempos atrás uma queixa foi recebida pela Divisão Pontiac da General Motors. Onde o cliente relatava a história a seguir:

Esta é a segunda vez que eu escrevo a vocês e não os culpo por não me responderem, porque eu posso parecer louco, mas o fato é que nós temos a tradição, em nossa família, de ter sorvete como sobremesa todas as noites após jantar. Mas o tipo de sorvete varia. Então, todas as noites, após termos jantado, a família vota e escolhe um sabor de sorvete e eu me dirijo até a loja para comprá-lo.

Pois bem, recentemente comprei um novo Pontiac -modelo da General Motors- e desde então minhas idas à loja têm sido um problema.

Toda vez que eu compro sorvete de baunilha, quando eu volto da loja para minha casa, o carro não funciona. Mas se eu levo qualquer outro tipo de sorvete o carro funciona normalmente.

Eu quero que vocês saibam que estou sendo sério em relação a esta questão, não importa quão tola ela pareça: o que acontece com o Pontiac que o faz não funcionar quando eu compro sorvete de baunilha e funciona toda vez que compro outro sabor?

O presidente da Pontiac ficou sem compreender a carta, mas enviou um engenheiro para checar o assunto. Esse ficou surpreso por ter sido recebido por um homem bem-sucedido, educado e de bons relacionamentos.

O técnico, então, combinou de encontrar o homem logo após o jantar. Os dois entraram no carro e se dirigiram até a loja de sorvetes. Naquela noite foi escolhido o sorvete de sabor baunilha. Com a certeza de que depois que retornassem ao carro, ele não iria funcionar, e foi o que realmente aconteceu.

O engenheiro retornou por mais três noites. Na primeira noite, o homem escolheu o sabor chocolate. O carro funcionou. Na segunda noite, escolheu morango. O carro funcionou. Na terceira noite, pegou o de baunilha. O carro falhou.

Sendo um homem lógico, o engenheiro recusou-se a acreditar que o carro daquele homem era “alérgico” a baunilha. Sendo assim, combinaram de continuar as visitas até que conseguisse resolver o problema. Então começou a fazer anotações. Anotou todos os tipos de dados, hora do dia, tipo de combustível usado, hora de dirigir, etc.

Em pouco tempo, ele tinha uma pista. O homem levava menos tempo para comprar o sorvete de baunilha do que qualquer outro sabor. Por quê?

O engenheiro percebeu que a resposta estava na disposição dos sorvetes na loja. O sorvete de baunilha, sendo o sabor mais popular, estava numa caixa separada na frente da loja para ser pego rapidamente. Todos os outros sabores eram mantidos nos fundos a loja, num outro balcão, o que acarretava uma demora considerável para pegá-los.

Agora a pergunta para o engenheiro era: por que o carro não queria funcionar quando se levava menos tempo?

Uma vez identificado o problema – não o sorvete de baunilha – o engenheiro veio rapidamente com a resposta. Era à saída do vapor.

Acontecia sempre, todas as noites. O tempo extra para pegar os outros sabores de sorvete deixava o motor esfriar o suficiente para funcionar tranqüilamente. Mas quando o homem pegava o sorvete de baunilha – que estava mais próximo - o motor ainda estava quente para o vapor ter se dissipado.

Então veja, Jonas, que o dono do carro afirmou em princípio que o carro supostamente não gostava de sorverte de baunilha, o que "parecia" ser uma verdade. Não temos como te ajudar nisso, mas ajudaria muito se, de fato, você averiguasse a causa real do seu sistema ter funcionado. Eu tenho dois clientes que compraram a minha peça (MOBMIX) e me disseram que funcionou. Mas se de fato funcionou, porque ninguém mais comprou baseado na experiência deles ? De fato eu torço que tenha funcionado, mas não posso ter certeza sem ver com meus próprios olhos. Mas ainda assim, eu poderia dizer que funciona, pois tem toda uma lógica envolvida. Já no que propõe, parece uma espécie de simpatia do HHO, "são longuinho, são longuinho, se meu HHO funcionar, dois três cavalinhos"). [/quote]

Quase que você acreditou né? è tanta baboseira que os chamados fabricantes de kits de HHO, dizem e que afirmam de pé junto que funciona.
Não tem um que saiu daqui deste fórum nervos e brabo?

Então, tem tantos que acreditam em histórias da carochinha, pra que então não contar mais uma, vai que cola não é verdade???

Ver perfil do usuário
Jonas, não deixemos isso virar a zona que virou o outro fórum.

Existem assuntos mais importantes, como o relato desse colega enganado e ainda não acordado, por vendedores inescrupulosos:

http://forum-hho.forumeiros.com/t73p30-eu-instalei-o-hho-no-meu-carro-e-estou-com-problemas-ajude#1789

Ver perfil do usuário
Cai por terra mais uma farsa dos fabricantes de HHO!

Brasileiro desbanca gringos e detona uso de EFIE


http://forum-hho.forumeiros.com/t189-pressao-no-map-x-aumento-de-consumo

Ver perfil do usuário
Quem quer descaradamente enganar o consumidor com produtos que não entregam o que promete deve ler essa notícia abaixo.

Como várias vezes é feito, inclusive com o HHO, empresas prometem descaradamente coisas que nunca acontecem. No Brasil, RS, ama empresa esta sendo processada e pode ter proibida a venda de seu "economizador de combustível", inclusive sendo obrigada a indenizar consumidores, por causa disso.

Fiquem atentos! Vendedores, não prometam o que não acontece; consumidores, não pensem que todos os vendedores são honestos, mesmo tendo a certeza que a justiça existe.

Empresas proibidas de vender economizadores de combustível

Ver perfil do usuário
Quem quer descaradamente enganar o consumidor com produtos que não entregam o que promete deve ler essa notícia abaixo.

Como várias vezes é feito, inclusive com o HHO, empresas prometem descaradamente coisas que nunca acontecem. No Brasil, RS, ama empresa esta sendo processada e pode ter proibida a venda de seu "economizador de combustível", inclusive sendo obrigada a indenizar consumidores, por causa disso.

Fiquem atentos! Vendedores, não prometam o que não acontece; consumidores, não pensem que todos os vendedores são honestos, mesmo tendo a certeza que a justiça existe.

Empresas proibidas de vender economizadores de combustível

Ver perfil do usuário

h-roo


Rank : 5
Rank : 5
quarta-feira, 29 de agosto de 2012
Dr. Steven Greer: Neil Armstrong não levou o segredo dos OVNIs consigo
Para quem não está lembrado, ou ainda não conhece, o Dr. Steven Greer é o fundador do Disclosure Project (Projeto de Divulgação), do Center for the Study of Extraterrestrial Intelligence (CSETI) e do Orion Project. (Nota M.G: Steven Greer é citado na mensagem de SaLuSa)

Em maio de 2001 ele presidiu o National Press Club Disclosure Event, onde mais de 20 testemunhas militares, governamentais, de serviços de inteligência e de corporações apresentaram convincentes testemunhos sobre a existência de vida extraterrestre visitando o nosso planeta.

Infelizmente, quatro meses depois as atenções do mundo foram voltadas ao ataque terrorista do World Trade Center em Nova Iorque.

Ontem ,27/8, o Dr. Greer publicou um artigo em seu blog a respeito da morte do astronauta Neil Armstrong, intitulado Neil Armstrong’s UFO Secret (O Segredo dos OVNIs de Neil Armstrong). Veja:


_

Neil Armstrong, o primeiro homem a caminhar na Lua, faleceu este final de semana com 82 anos de idade.

Muitos têm perguntado se Armstrong levou consigo os segredos do que realmente aconteceu durante a famosa alunissagem de 1969. Bem, [a reposta é] sim e não.

Por todos esses anos eu conheci um número de astronautas, seus familiares e amigos próximos dos mesmos. Como você pode lembrar, meu tio foi um engenheiro de projetos senior da Grumman (agora Northtrup-Grumman), que construiu o Módulo Lunar, que desceu na Lua em julho de 1969.

A verdade daquele histórico evento nunca foi contada. Nós realmente fomos até a Lua, mas os eventos que ocorreram foram mantidos secretos e oficialmente ainda são até hoje.

Antes de descermos na Lua, o Módulo Lunar Orbital mapeou a Lua e captou estruturas antigas, bem como mais recentes na superfície lunar. Isto foi confirmado por mais do que uma das testemunhas do Disclosure Project. Assim, quando lá descemos, os militares e os serviços de inteligência, como também uma pequena equipe da NASA, sabiam que poderíamos de fato encontrar algo muito anormal por lá.

A fim de preparar para esta possibilidade, houve um atraso nas transmissões do Módulo Lunar, via um uplink da NSA (National Security Agency), e outra filmagem alternativa foi preparada para ser mostrada, caso algo realmente anormal acontecesse.

Bem, isto aconteceu. Amigos próximos e membros das famílias tanto de Neil Armstrong, quanto de Buzz Aldrin, me falaram, separadamente, que realmente haviam vários enormes OVNIs ao redor da cratera onde o Módulo Lunar desceu, e que estes foram vistos por ambos os astronautas. Eu também falei com oficiais militares que viram a filmagem deste evento — mas isto nunca se tornou público. Um membro da família de Buzz Aldrin me disse: “Não é o meu lugar o de deixar o Buzz de fora sobre isso — algum dia, se ele puder falar a respeito, ele irá…“

Neil Armstrong se tornou um tanto solitário após a alunissagem, e raramente falou a respeito deste histórico evento. Seus amigos e familiares me falaram que isto foi devido ao fato dele ser um homem de tanta integridade, que ele simplesmente não queria ser colocado em uma posição onde teria que mentir para o público sobre este monumental encontro. O fato de nossos heróis terem sido colocados em um posição tão vulnerável é muito trágico.

Quanto estávamos organizando o Disclosure Project há alguns anos, eu perguntei a um dos amigos de Neil Armstrong se ele viria até Washington para se apresentar aos membros do Congresso, na reunião que organizamos em abril de 1997. Fui informado que Armstrong gostaria de poder, mas se ele falasse a respeito daquilo que realmente ocorreu durante sua permanência na Lua, Neil, sua esposa e filhos seriam todos mortos. Isto foi colocado a mim desta mesma forma brusca.

Na época eu achei isso inacreditável, mas desde então eu descobri que tais ameaças e bullying pelo estado de segurança nacional é rotineiro. Um cientista veterano do Naval Research Labs em Washington DC recentemente disse a mim e à equipe do Disclosure Project que se ele falasse alguma coisa sobre o que sabia, ele, sua esposa, filhos e netos seriam todos mortos.

Isto não é uma piada, e não é uma teoria da conspiração. Esta é a forma com que os chefões altamente secretos e fascistas operam o profundamente oculto estado de segurança nacional. Eles fazem a Máfia parecer como um bando de meninos de um coral.

Enquanto isso, continuamos a aplaudir aqueles corajosos homens e mulheres que vieram à frente, falaram a verdade e impulsionaram o Disclosure Project. O mundo merece saber que não estamos sós; que a vida inteligente existe no universo além da Terra e que espetaculares novas ciências e tecnologias precisam ser reveladas urgentemente. Este conhecimento nos dará uma nova civilização na Terra, sem pobreza ou poluição — e com justiça para todos…

-Dr. Steven Greer-

Fonte: Dr. Greer's Blog

http://mensagensgalacticas.blogspot.com

Ver perfil do usuário

h-roo


Rank : 5
Rank : 5
Para não se assustarem quando eles chegarem, vão assistindo a revoada de nossos irmãos intergalácticos da Federação Galactica da Luz:

http://www.bestrealufovideos.com/

Ver perfil do usuário
h-roo escreveu:quarta-feira, 29 de agosto de 2012
Dr. Steven Greer: Neil Armstrong não levou o segredo dos OVNIs consigo
Para quem não está lembrado, ou ainda não conhece, o Dr. Steven Greer é o fundador do Disclosure Project (Projeto de Divulgação), do Center for the Study of Extraterrestrial Intelligence (CSETI) e do Orion Project. (Nota M.G: Steven Greer é citado na mensagem de SaLuSa)

Em maio de 2001 ele presidiu o National Press Club Disclosure Event, onde mais de 20 testemunhas militares, governamentais, de serviços de inteligência e de corporações apresentaram convincentes testemunhos sobre a existência de vida extraterrestre visitando o nosso planeta.

Infelizmente, quatro meses depois as atenções do mundo foram voltadas ao ataque terrorista do World Trade Center em Nova Iorque.

Ontem ,27/8, o Dr. Greer publicou um artigo em seu blog a respeito da morte do astronauta Neil Armstrong, intitulado Neil Armstrong’s UFO Secret (O Segredo dos OVNIs de Neil Armstrong). Veja:


_

Neil Armstrong, o primeiro homem a caminhar na Lua, faleceu este final de semana com 82 anos de idade.

Muitos têm perguntado se Armstrong levou consigo os segredos do que realmente aconteceu durante a famosa alunissagem de 1969. Bem, [a reposta é] sim e não.

Por todos esses anos eu conheci um número de astronautas, seus familiares e amigos próximos dos mesmos. Como você pode lembrar, meu tio foi um engenheiro de projetos senior da Grumman (agora Northtrup-Grumman), que construiu o Módulo Lunar, que desceu na Lua em julho de 1969.

A verdade daquele histórico evento nunca foi contada. Nós realmente fomos até a Lua, mas os eventos que ocorreram foram mantidos secretos e oficialmente ainda são até hoje.

Antes de descermos na Lua, o Módulo Lunar Orbital mapeou a Lua e captou estruturas antigas, bem como mais recentes na superfície lunar. Isto foi confirmado por mais do que uma das testemunhas do Disclosure Project. Assim, quando lá descemos, os militares e os serviços de inteligência, como também uma pequena equipe da NASA, sabiam que poderíamos de fato encontrar algo muito anormal por lá.

A fim de preparar para esta possibilidade, houve um atraso nas transmissões do Módulo Lunar, via um uplink da NSA (National Security Agency), e outra filmagem alternativa foi preparada para ser mostrada, caso algo realmente anormal acontecesse.

Bem, isto aconteceu. Amigos próximos e membros das famílias tanto de Neil Armstrong, quanto de Buzz Aldrin, me falaram, separadamente, que realmente haviam vários enormes OVNIs ao redor da cratera onde o Módulo Lunar desceu, e que estes foram vistos por ambos os astronautas. Eu também falei com oficiais militares que viram a filmagem deste evento — mas isto nunca se tornou público. Um membro da família de Buzz Aldrin me disse: “Não é o meu lugar o de deixar o Buzz de fora sobre isso — algum dia, se ele puder falar a respeito, ele irá…“

Neil Armstrong se tornou um tanto solitário após a alunissagem, e raramente falou a respeito deste histórico evento. Seus amigos e familiares me falaram que isto foi devido ao fato dele ser um homem de tanta integridade, que ele simplesmente não queria ser colocado em uma posição onde teria que mentir para o público sobre este monumental encontro. O fato de nossos heróis terem sido colocados em um posição tão vulnerável é muito trágico.

Quanto estávamos organizando o Disclosure Project há alguns anos, eu perguntei a um dos amigos de Neil Armstrong se ele viria até Washington para se apresentar aos membros do Congresso, na reunião que organizamos em abril de 1997. Fui informado que Armstrong gostaria de poder, mas se ele falasse a respeito daquilo que realmente ocorreu durante sua permanência na Lua, Neil, sua esposa e filhos seriam todos mortos. Isto foi colocado a mim desta mesma forma brusca.

Na época eu achei isso inacreditável, mas desde então eu descobri que tais ameaças e bullying pelo estado de segurança nacional é rotineiro. Um cientista veterano do Naval Research Labs em Washington DC recentemente disse a mim e à equipe do Disclosure Project que se ele falasse alguma coisa sobre o que sabia, ele, sua esposa, filhos e netos seriam todos mortos.

Isto não é uma piada, e não é uma teoria da conspiração. Esta é a forma com que os chefões altamente secretos e fascistas operam o profundamente oculto estado de segurança nacional. Eles fazem a Máfia parecer como um bando de meninos de um coral.

Enquanto isso, continuamos a aplaudir aqueles corajosos homens e mulheres que vieram à frente, falaram a verdade e impulsionaram o Disclosure Project. O mundo merece saber que não estamos sós; que a vida inteligente existe no universo além da Terra e que espetaculares novas ciências e tecnologias precisam ser reveladas urgentemente. Este conhecimento nos dará uma nova civilização na Terra, sem pobreza ou poluição — e com justiça para todos…

-Dr. Steven Greer-

Fonte: Dr. Greer's Blog

http://mensagensgalacticas.blogspot.com

Olá meu Jovem...
Esta aqui neste planeta ainda!!!!

pensei que teus amigos já tinham te levado para outras galaxias

Forte abraço, pena q bolqueraram o outro fórum, para não falarmos tantas baboseiras...

Ver perfil do usuário
Jovem...!?!

Ver perfil do usuário
ET-e-HHO-existe escreveu:Jovem...!?!

Olá et, anda mais calminho?

Jovem uma forma carinhosa de tratar um velho guerreiro, q esta procurando um caminho, pena q no espaço escuro rsrsrs.

Ver perfil do usuário
Cara, se tu olhou as últimas postagens, estou trabalhando na unificação das forças. Juntando os geradores de HHO do Orlando + eletrolito fantástico do Barilo + HHOi do André + aletas radiotivas Z5, tudo num lindo negócio engana trouxa, onde até o trouxa do cliente fica feliz. Só o velho hugo fica reclamando a abdicação de todas as técnicas humanas a favor de técnicas alienigenas, mas dezembro chega logo...

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 5 de 8]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum