Para quem quer poupar combustivel !


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Coisas que "eles" não querem que você saiba.

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 2 de 8]

Mais uma vez fiz a experiência de pedir garantias a um vendedor de HHO. Ele me mandou procurar garantias na internet... Isso significa que eu devo ler do anuncio dele, que me faz acreditar que eu vou ser bem sucedido e um monte de outras propagandas que me deixarão com a mesma expectativa positiva. Provavelmente eu irei ignorar os comentários negativos, senão nem estaria com vontade de comprar isso com ele.

Ele me nega a sua opinião direta como vendedor, porque não dizer novamente: “eu sei que isso funciona! Devolvo o dinheiro se isso não funcionar”. O motivo dele não querer me responder diretamente, sugerir que minha pergunta é imprópria, tola, é que a pergunta é imprópria mesmo, revela que ele não faz a menor idéia se seus clientes vão conseguir os resultado por ele prometido.

Abaixo esta uma imagem, com o link, com a propaganda e minhas perguntas circuladas em vermelho. Tem uma afirmação anterior dele, onde ele deixa claro que isso não tem garantias, esta circulado em azul. Se tu procurar o link do anúncio, se ainda estiver a venda, verá que ele apagou a pergunta denunciadora que eu fiz, além de me bloquear para que eu não acorde os outros compradores com minhas perguntas.

Só compra enganado isso quem quer, se existe propaganda falsa na internet dizendo que isso é claro como água, que sempre funciona, aqui tu já viu muita informação do golpe que isso virou, quer seja por exagero nas promessas. Que existe um golpe descarado para arrancar seu dinheiro sem a menor garantia que isso vai fazer algo mais do que bolhas.

Link se ainda estiver vendendo:
http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-184408928-kit-gerador-de-hidrognio-hho-21-placas-10-a-25-_JM



Ver perfil do usuário
A história que vou contar não é baseado em um fato real conhecido, mas bem que deve ser o caso de muitos vendedores de HHO que existem por ai. Qualquer semelhança com um fato verídico terá sido mera probabilidade.

João estava com problemas financeiros, coisa comum hoje em dia. Encontrou um amigo que lhe falou de um novo produto prometendo maravilhas na internet, o HHO. Meio revoltado com os altos preços dos combustíveis, João vê ai uma oportunidade de diminuir seus gastos.

João até ia comprar um para experimentar, mas devido ao alto custo do aparelho e sendo um sujeito habilidoso e curioso pensou: “Vou montar eu mesmo um!”

Foi a um ferro velho local e conseguiu parte do material, passou na loja de ferragens, pediu ajuda a um amigo e logo já estava com uma legitima Dry Cell feita por ele mesmo. Nesse momento nasceu a idéia: “Vou fazer isso e vender também! O lucro é bom”.

Montou o aparelho, fez algumas bolhas e as explodiu num copo com sabão. - “Que barulho!” – pensou. Isso realmente era algo poderoso, teria de funcionar. Antes mesmo de instalar isso no seu carro, crente pela propaganda feita na net sobre o assunto e sua pequena experiência, já comprou material suficiente para montar umas 5 unidades de geradores de HHO.

Ao chegar em casa, entusiasmado para contar a mulher seu novo projeto, a mulher já foi logo lhe mostrando as dívidas da casa e cobrando dele quando sairiam daquela situação difícil. Antes mesmo de poder usufruir do seu novo produto no seu próprio carro, ele teve que concluir as outras 5 unidades e por a venda no “mercado livre”.

Agora pense, poderia João oferecer alguma garantia, além de que seu produto faz bolhas explosivas? Ele acredita realmente, mas não tem certeza. Se der garantias, pode ter de devolver o dinheiro de todo mundo.

Com o tempo, João até instala isso no seu carro e como todo mundo, mas ele não sabe, tem dificuldades de alcançar a tão desejada economia. Ele imagina que ainda não entendeu bem o processo, procura ajuda na internet, começa a ficar desconfiado, mas não pode deixar que seus clientes do “mercado livre” percebam. Afinal, eles devem ter tido mais sorte que eu, pois está na net uma porção de gente afirmando que isso funciona.

João acaba por condicionar seu carro a uma mistura pobre, regula o carro, troca as velas e finalmente consegue uma economia de alguns %s. Ele poderia, só de curiosidade, desligar o gerador de HHO e ver se a economia ainda continuaria, mas essa é a última coisa que ele quer descobrir. - “É melhor viver na ilusão, vendendo e usando o meu gerador de HHO!” – pensa João.

João não quer saber, porque tem interesses financeiros nisso. Você não conhece a história de João e acha que ninguém seria tão descarado de vender algo que não funciona. Para completar, não é só João que vende e diz que isso funciona, o hidrogênio é o combustível do futuro, esta cheio de bons relatos sobre isso e não existem relatos de clientes insatisfeitos.

Curiosamente os clientes satisfeitos sempre são encontrados em anúncios de venda de HHO...

Nem você, por puro desejo, nem João, por causas financeiras, quer perceber que João é mais um a por uma propaganda favorável e repetida na internet sobre o HHO, mas sem ter realmente certeza que isso funciona...

Pense! Quantos Joãos existem por ai no ML e na internet?

Ver perfil do usuário

gasolina


Rank : 2
Rank : 2
Achei um outro cara reclamando dos vendedores

http://www.4x4brasil.com.br/forum/geral-off-topic/45978-hidrogenio-no-motor-151.html

Ver perfil do usuário
Embora as pessoas ("eles") que tem mais a esconder em HHO sejam os vendedores/promotares tranbiqueiros, abaixo vai mais um segredo que nos foge aos olhos.

Como não funciona colocar aqui o link, pois teria de ter usuário e senha para acessar, vou transcrever na integra o texto que vi em um grupo de discução:

(Antes de ler o texto, deixo um link de uma dupla que fazia carros a vapor melhores que os a combustão interna --> Stanley Steam automobiles )

"O MOTOR A VAPOR

Veículos com motor á vapor foram fabricados por 300 anos, em grande
quantidade e diversidade de tipos e modelos. Fabricados em maior
quantidade foram: automóveis, caminhões, tratores e locomotivas.

Dos mais de 900 fabricantes de automóveis a vapor que existiram,
ainda resta um, onde é possível por U$ 22.000,00 sob encomenda se
obter um automóvel modelo esportivo, cupê conversível com motor a
vapor de três cilindros e 120 cavalos. Das centenas de fabricas de
Locomotivas á vapor, restou uma na China que ainda fabrica
locomotivas a vapor.

Atualmente ainda são fabricados, grandes motores á vapor, por não
existir outro tipo de motor que tenha 350 000 HP, potencia
necessária para levar gigantescos Submarinos e Porta-Aviões a altas
velocidades. Estes motores são turbinas a vapor com aquecimento por
queima de óleo, ou nuclear (Combustível que dura vários anos, sem
reabastecer).

Do vapor, foi isso que restou....

Vale lembrar que antes de 1885 não existia outro tipo de motor que
não fosse movido a vapor. Todos os veículos eram movidos por motores
de combustão externa (*), ou seja motores á vapor.
(*) Motor de combustão externa são os motores onde a queima do
combustível ocorre fora do motor.

Em 1885 surgem os motores de combustão interna (Motor a gasolina),
na fase inicial do motor a gasolina de 1885 até 1910, este motor
tinha sérios problemas para entrar em funcionamento. Pela manhã com
o motor frio, era necessário primeiro se avançar (por tentativa) o
magneto, depois (por tentativa), tinha de se acertar a mistura ar/
combustível (Gotejador), acertar a abertura das borboletas e girar a
manivela. Ritual que com uma boa dose de sorte levava horas para
funcionar. No inverno estes motores não pegavam devido estar muito
frio. Quando muito quentes paravam de funcionar e era necessário
esperar esfriar. Quando em funcionamento, sofriam muitas panes e
defeitos, paravam de funcionar repentinamente, e isso significava
mais horas e horas de tentativas. Para complicar ainda mais a
qualidade da gasolina na época variava muito, e cada uma tinha um
ajuste diferente da outra.
A Gasolina na época era um produto de alto custo, vendida em latas de
um galão (3,75 L).

Neste mesmo período os automóveis a vapor após 20 minutos de
aquecimento da caldeira eram colocados em movimento sem qualquer
problema. E passavam a funcionar perfeitamente durante o resto do
dia. Alguns proprietários deixavam a chama piloto ligada durante a
noite assim de manhã após 5 minutos de aquecimento (mesmo no inverno)
o veículo era colocado em movimento.
Portanto até 1910 os automóveis a vapor eram muito superiores (todos
os aspectos), e funcionavam muito melhor que os automóveis á
gasolina. O melhor testemunho deste fato é que todas as ambulâncias
eram movidas a vapor não existiam ambulâncias com motor a gasolina,
por não serem veículos confiáveis.

De 1910 a 1920 os automóveis a gasolina evoluíram muito, surge a
partida elétrica, carburador, e a gasolina passa a ter qualidade
constante. Agora para se colocar o motor em movimento, basta apertar
um botão, e o motor entra em funcionamento, e bastam apenas alguns
minutos para aquece-lo. O automóvel a vapor ainda necessita de 15
minutos de aquecimento, o que virou uma eternidade para o usuário,
passou a ser um tempo que não podia ser perdido. Pois em 15 minutos
muitos já haviam chegado ao seu destino.
O automóvel a gasolina é barulhento, mas os usuários gostavam do
barulho. Virou uma espécie de Status andar com veículos a gasolina.
Demonstrava conhecimento e capacidade, saber ligar este motor,
ecolocar o automovel em movimento. Coisa para poucos e motivo de
muito orgulho.

O automóvel a vapor perdeu muitos adeptos. Mas ainda tinha muitas
vantagens sobre o automóvel a gasolina: Não tem pedal de embreagem,
não tem caixa de cambio, não é necessário trocar marchas. O veículo
é automático, como se fosse um hidramático, muito fácil de dirigir,
não necessita de experiência ou treinamento para ser dirigido. Queima
combustíveis mais baratos (Óleo, Querosene, Carvão etc) o custo do
quilometro rodado é muito mais baixo que a gasolina. Os automóveis
a vapor tem motores mais possantes, tem melhor desempenho em
aceleração, arrancada, velocidade máxima e subida de montanha. O
consumo de combustível em 1920 é igual para o s motores a vapor e
gasolina, 12 a 16 milhas por galão (De 5 a 7 Km/l.) Mas o óleo ou
querosene é muito mais barato que a gasolina.

De 1920 a 1930 0corre o declínio do automóvel a vapor, embora o mesmo
continuasse com motores mais possantes de 80 a 100 HP, (o motor a
gasolina atinge isso somente depois de 1930)..
O automóvel a vapor tem uma durabilidade muito mais alta, não tem
vibrações, em velocidade máxima seu motor gira apenas 1200 RPM,
quando o carro para, o motor para. O motor tem menos péças, menos
desgaste, menos manutenção. O motor a vapor é silencioso, nos
veículos com condensador um litro de água é suficiente para rodar 200
quilômetros. Consome um litro de óleo lubrificante a cada 3000
quilômetros. Consome um litro de combustível a cada 12 Km. Em 1930
automóveis á vapor Doble, eram colocados em movimento após um
aquecimento de 30 segundos em pleno inverno. Os automóveis a vapor
eram mais velozes, silenciosos, econômicos e confortáveis.
apresentavam melhor qualidade mecânica.

Mas quem venceu o automovel a vapor foi o custo dos materiais,
exemplo uma caldeira com 260 metros de tubos de aço inoxidável ou
e cobre custava muito caro para ser produzida com a solda artesanal
feita manualmente por um artesão. Em um determinado momento o
automovel a gasolina passou a ser fabricado em linhas de montagens e
o seu preço caiu pela metade do preço do automovel a vapor . A
diferença era muito grande, e os automóveis a vapor foram se acabando.

No final da década de 60 descobre-se que os níveis de poluição
gerados pelo motor a gasolina, são cancerígenos, descobre-se que a
poluição estava destruindo a camada de ozônio, estava destruindo as
florestas, estava destruindo o planeta.
Surgem as leis antipoluição que impõem níveis máximos de emissão de
poluentes para automóveis. Em 1970, o motor a gasolina não consegue
reduzir seus níveis de poluição para os niveis exigidos.
Antigos automoveis a vapor são testados, e se descobre que
apresentam uma emissão dez vezes menor que os níveis permitidos. Os
gigantes: General Motors, Lear, Mitsubishi, Mercedes, Volkswagem,
Morris, McCulloch, Honda, começam a pesquisar e constroem automóveis
com motores a vapor, os quais apresentam ótimos resultados, com
niveis de poluição proximos a zero.

Em seguida descobre-se que a utilização de catalisadores nos
sistemas de escapamento, associados a eletrônica no gerenciamento da
injeção de combustível reduzem os níveis de emissão do motor a
gasolina, para valores um pouco acima aos estabelecidos.

Nos bastidores murmura-se, que poderosas organizações não querem a
volta do automovel a vapor.
Os comentarios apontam que o mesmo independe do petróleo, queima
qualquer coisa, e consome
menos combustivel e lubrificantes. Seu motor usa uma vela de ignição
por toda sua vida útil que é de um milhão de quilometros. Não tem
carburador, distribuidor, motor de partida, embreagem caixa de cambio
etc. Ou seja tem poucas péças e uma altissima vida útil., e isto
seria o fim da industria de auto péças.

O fato é que o automóvel a vapor é guardado novamente, e não se fala
mais no assunto."

Ver perfil do usuário

d10e3


Rank : 1
Rank : 1
Srs,

Vou mencionar o milagroso THP que criaram aqui e até criaram uma referencia no Wikipedia sobre esse revolucionário eletrólito...

Pronto, já mencionei!

Continue o bom trabalho, ET_e_HHO

Ver perfil do usuário
d10e3 escreveu:Srs,

Vou mencionar o milagroso THP que criaram aqui e até criaram uma referencia no Wikipedia sobre esse revolucionário eletrólito...

Pronto, já mencionei!

Continue o bom trabalho, ET_e_HHO

HeHeHe,

Da 1ª vez que li esse comentário pensei que tu estava elogiando, depois de ver seu outro comentário, me toquei que deve ser justo o oposto. Acertei?

Ver perfil do usuário

d10e3


Rank : 1
Rank : 1
Na mosca!!!



Última edição por d10e3 em Sab 13 Ago 2011, 07:04, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário
d10e3 escreveu:...Escolha uma sala do batepapo do uol. Ou me add no msn... d10e3

Estou sem sono e bem disposto, o que me diz?

T+


Olha tuas mensagens privadas

Ver perfil do usuário

d10e3


Rank : 1
Rank : 1
To lá.

Ver perfil do usuário
d10e3 escreveu:To lá.

Também, é só adicionar

Ver perfil do usuário

edleha1


Rank : 0
Rank : 0
Ola! Entrei nessa pesquisa tbem! E achei um dado interessante sobre a quantidade existente de hidrogenio em 1L e proporcionalidade em relação a gasolina, o ET a pergunta 8 estão com os dados errados em relação a quantidade de gramas geradas de HHO, porem continua insignificante. http: // educacao . uol.com.br/quimica/hidrogenio. jhtm(retirem os espaços) da uma olhada! abs inté!
ou leia aqui msm!

Energia alternativa do futuro?

Júlio César de Carvalho*
Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação

A possibilidade de uso do hidrogênio como combustível é promissora, mas ainda não resolve o problema de substituir o petróleo como fonte de energia. Você já deve ter ouvido algumas vezes, nos últimos anos, que o hidrogênio é tido como o "combustível do futuro", ou até o termo "economia do hidrogênio", isto é, uma cadeia energética baseada em H2 e não em petróleo. Mas por que o hidrogênio?

A principal razão é que a queima de hidrogênio libera muita energia (242kJ/mol, ou 121kJ/g) e tem como subproduto a água:











É difícil imaginar algo mais distante de um poluente do que a água. Nessa reação, o subproduto poderia, em princípio, ser descartado sem maiores preocupações!


Queima de hidrogênio
A queima de hidrogênio (H2) pode ser feita de forma idêntica à de outros combustíveis, como GLP (gás liquefeito de petróleo) ou gás natural. A chama da queima do hidrogênio chega a 2.400oC, um pouco mais do que se obtém na queima de gás natural ou gasolina. Ele também pode ser usado em pilhas de combustível. É abundante - na verdade, é o elemento mais abundante no universo, embora na Terra não chegue a 0,88% em peso.

Ainda assim, o hidrogênio representa o terceiro elemento em número de átomos, com 15,4%. Pode ser obtido da própria água, que é abundante, e um quilo de água seria capaz de fornecer 111g de hidrogênio gasoso, o que dá por combustão a mesma energia que 0,4 litro de gasolina ou 0,63 litro de álcool anidro. Tudo somado, esse parece ser um excelente negócio!


Fontes e vetores energéticos
Mas o hidrogênio seria obtido de onde? Repare que esse elemento praticamente não existe livre na natureza, de forma que o gás hidrogênio é antes um vetor energético do que uma fonte. O petróleo também é um vetor - isto é, um material no qual se acumulou outro tipo de energia, nesse caso a solar.

No petróleo, a energia foi armazenada, através da fotossíntese, em biomoléculas que resultaram, após milênios comprimidas sob pesadas camadas de rochas, em uma mistura de hidrocarbonetos. Aliás, se traçarmos a origem da energia da maioria das "fontes", incluindo carvão, gás natural e até a energia hidrelétrica, vamos encontrar o Sol.

Voltando ao hidrogênio, podemos então continuar a chamá-lo de fonte de energia, lembrando, porém, que permanece a pergunta: como obtê-lo? E, aliás, porque é que o hidrogênio da natureza não serve como fonte de energia?


H+ não serve...
Ocorre que o hidrogênio da natureza está virtualmente todo na forma H+, que tem o mesmo valor, como combustível, que ferrugem ou cinza de papel, isto é, nenhum...

Dizemos que o hidrogênio está na forma oxidada e, como a água, já é um produto da oxidação do hidrogênio. Reagentes que tenham H+1 não servem. Você pode se perguntar: "Mas e os combustíveis como o álcool (C2H6O) e os hidrocarbonetos, não têm todos H+1? Como assim, não servem?" Acontece que nesses combustíveis quem está na forma reduzida e pode liberar energia na oxidação é o carbono. O hidrogênio é só um acompanhante...

Portanto, na base de uma economia do hidrogênio está a obtenção desse elemento em formas reduzidas (0 ou até -1), essas sim capazes de fornecer energia através de reações como a combustão. E para obter esse H2 é necessário "investir" energia de outro tipo, por exemplo, a elétrica.

Considerando perdas de energia no processo, a reação a seguir, a eletrólise, consome mais de 16MJ (megajoules) por quilograma de água:











Para comparação da quantidade de energia armazenada, considere que um chuveiro elétrico de 5kW gastaria essa mesma energia em 8 horas!


O futuro do hidrogênio
Podemos concluir que o H2 é promissor, mas não resolve o problema de uma fonte "real" de energia. E essa é só metade da história, porque ainda há a questão de como armazenar e transportar essa substância de forma segura. O H2 é um gás que só pode ser liquefeito a temperaturas baixas e pressões relativamente altas, além de ser facilmente inflamável.

Como se vê, ainda há muitos problemas interessantes a resolver. Alguém se habilita?

Ver perfil do usuário
edleha1 escreveu:Ola! Entrei nessa pesquisa tbem! E achei um dado interessante sobre a quantidade existente de hidrogenio em 1L e proporcionalidade em relação a gasolina, o ET a pergunta 8 estão com os dados errados em relação a quantidade de gramas geradas de HHO, porem continua insignificante. http: // educacao . uol.com.br/quimica/hidrogenio. jhtm(retirem os espaços) da uma olhada! abs inté!...

Bem, primeiro vou separar esse tópico, que é um alerta a máfia dos vendedores de HHO, da realidade do HHO e do futuro uso do hidrogênio no planeta. Mesmo que a economia do hidrogênio deslanche, isso ainda não vai livrar de culpa quem vende células eletrolíticas para supostamente fazer carros novos economizar, coisa que não acontece e que eles não dão garantias, só a que a internet dá. Internet não é garantia de nada.

Feita essa separação, pois uma coisa não tem nada haver com outra, se tivesse eu não ajudaria quem ainda quer tentar por isso para funcionar, sem querer vender o que ainda não funciona e talvez nunca funcione.

Como disse certa vez: "Pra quem quer se aventurar em gastar dinheiro, por puro prazer, e tentar fazer o HHO funcionar, vá em frente. Para quem quer um produto prático, que lhe retorne o dinheiro investido, cai fora."

Vamos entender o que tu postou...

Ver perfil do usuário

edleha1


Rank : 0
Rank : 0
Na verdade estou com muitas dúvidas para saber se isso é verdadeiro ou apenas balela, pesquisei a manhã toda sobre o tema, mas não encontrei nada que comprove, ninguem de algum forum que tenha comprado e feito a experiencia, até la todas as hipoteses são aceitas, encontrei outro site tambem http: // hidrogenius.wordpress. com/geradores/ (retire os espaços), esse é de um vendedor, não sou vendedor só estou interessado em saber se o produto funciona(quero comprar se sim, ou fazer...hehe) abs inté!

Ver perfil do usuário

edleha1


Rank : 0
Rank : 0
Ola! Mais um link relacionado, põe muito em dúvida sobre ser verdade ou não!h t t p ://w w w.unb .b r/noticias/unbagencia/unbagencia .p hp ? id=3676 (retirem os espaços)

Ver perfil do usuário
Fica claro que isso já não é mais sobre vendedores de HHO e sobre o uso do hidrogênio em si.

Não vou revisar números, só a lógica das argumentações.
edleha1 escreveu:
...
Fontes e vetores energéticos:

Mas o hidrogênio seria obtido de onde? Repare que esse elemento praticamente não existe livre na natureza, de forma que o gás hidrogênio é antes um vetor energético do que uma fonte. O petróleo também é um vetor - isto é, um material no qual se acumulou outro tipo de energia, nesse caso a solar.

No petróleo, a energia foi armazenada, através da fotossíntese, em biomoléculas que resultaram, após milênios comprimidas sob pesadas camadas de rochas, em uma mistura de hidrocarbonetos. Aliás, se traçarmos a origem da energia da maioria das "fontes", incluindo carvão, gás natural e até a energia hidrelétrica, vamos encontrar o Sol.

Voltando ao hidrogênio, ..., lembrando, porém, que permanece a pergunta: como obtê-lo? E, aliás, porque é que o hidrogênio da natureza não serve como fonte de energia?

H+ não serve...

Ocorre que o hidrogênio da natureza está virtualmente todo na forma H+, que tem o mesmo valor, como combustível, que ferrugem ou cinza de papel, isto é, nenhum...

Dizemos que o hidrogênio está na forma oxidada e, como a água, já é um produto da oxidação do hidrogênio. Reagentes que tenham H+1 não servem. Você pode se perguntar: "Mas e os combustíveis como o álcool (C2H6O) e os hidrocarbonetos, não têm todos H+1? Como assim, não servem?" Acontece que nesses combustíveis quem está na forma reduzida e pode liberar energia na oxidação é o carbono. O hidrogênio é só um acompanhante...

Portanto, na base de uma economia do hidrogênio está a obtenção desse elemento em formas reduzidas (0 ou até -1), essas sim capazes de fornecer energia através de reações como a combustão. E para obter esse H2 é necessário "investir" energia de outro tipo, por exemplo, a elétrica.

Considerando perdas de energia no processo, a reação a seguir, a eletrólise, consome mais de 16MJ (megajoules) por quilograma de água:

Para comparação da quantidade de energia armazenada, considere que um chuveiro elétrico de 5kW gastaria essa mesma energia em 8 horas!

O futuro do hidrogênio:

Podemos concluir que o H2 é promissor, mas não resolve o problema de uma fonte "real" de energia. E essa é só metade da história, porque ainda há a questão de como armazenar e transportar essa substância de forma segura. O H2 é um gás que só pode ser liquefeito a temperaturas baixas e pressões relativamente altas, além de ser facilmente inflamável.
Como se vê, ainda há muitos problemas interessantes a resolver. Alguém se habilita?

Retirando do texto a enganação, leia atentamente e novamente e verifique que toda essa argumentação só condena a economia do hidrogênio.

Resumindo, o hidrogênio no planeta terra não esta na forma de combustível. Como o petróleo ele é um vetor energético, ou uma bateria que guarda a energia de uma outra fonte primária.

As partes do texto original que dão louvor a economia do hidrogênio, só ilude, desvia a atenção do resto do próprio texto, como que dizendo que todos esses obstáculos, que não podem ser escondidos, são só dificuldades a serem superadas.

Não são só dificuldades, são argumentos de que um modelo energético que viabilize o uso do hidrogênio, não o faz fonte de energia, só um meio de transporte, ou uma bateria.

Embora o petróleo se enquadre na mesma categoria, a de vetor energético, a diferença e que o petróleo recolheu sua energia do Sol a milênios, ficando no cenário atual muito parecido com uma fonte energética. Já o hidrogênio precisa de uma fonte de energia contemporânea ao uso. Isso deixa uma pergunta: Porque não usar diretamente a fonte de energia que vai ser usada para produzir o hidrogênio diretamente? Essa pergunta não pode ser feita ao petróleo, pois se a energia emitida pelo Sol no passado, se não estivesse guardada na forma de petróleo, estaria perdida para nosso uso.

Temos de comparar o hidrogênio com os bio-combustíveis, que também é um vetor energético da energia do Sol, que captura sua energia contemporaneamente. Agora eu pergunto: O que é mais fácil, criar a economia do hidrogênio ou a dos bio-combustíveis?

A diferença entre a economia dos bio-combustiveis e a economia do hidrogênio é a forma que a poluição se distribui no processo e a facilidade de uso e transporte.

Se considerarmos um processo futuro de geração de hidrogênio usando a farta energia vinda do Sol, coisa que já existe na geração dos bio-combustíveis, podemos dizer que a poluição será nula em ambos os casos, já outras características, como transporte e adaptação, favorecem a economia dos bio-combustíveis.

O hidrogênio deverá ser gerado de forma limpa, sem uso de combustíveis fosseis ou nuclear, gerando apenas água no uso. Já o bio-combustivel, antes de poluir a atmosfera com o gás carbônicos, terá retirado da mesma o carbono que vai emitir depois, ou seja, o bio-combustível despolui antes de poluir, saldo de poluição zero.

Se tu fosse um governante, tu esperaria um futuro desenvolvimento tecnológico, como uma planta que transforme a energia do sol em hidrogênio, ou bactérias que o faça, ou usaria a já existente economia dos bio-combustíveis? Eu gosto do hidrogênio, mas porque forçar a barra com algo tão difícil, só para termos emissões zero em todas as fases, se os bio-combustíveis já são disponíveis, com pouquíssimas alterações para seu uso e saldo de poluição zero?

Ver perfil do usuário
edleha1 escreveu:Ola! Mais um link relacionado, põe muito em dúvida sobre ser verdade ou não!http://www.unb.br/noticias/unbagencia/unbagencia.php?id=3676

Já ouvi falar desse professor e já discuti esse experiência com um colega. Ele repetiu a experiência e disse ser bem melhor que os resultados obtidos com o HHO. Só tem um detalhe...

O uso do sal não gera os gases oxigênio e hidrogênio, gera os gases cloro e hidrogênio. O problema é que o cloro causa uma corrosão horrível no motor que esse colega não conseguiu evitar. O que esse prof. esta fazendo de fato, ele não conta.

Tudo isso ainda não ajuda aos vendedores que usam esses sites como garantias dos seus produtos. Quem tem de garantir o pleno beneficio dos produtos vendidos, não é o prof. de Brasília, nem a internet, é o próprio vendedor. Isso eles não fazem!

Quanto ao sucesso do HHO, checa aqui mesmo no fórum, quantos tentam e não conseguem nada. Se isso funcionar, não é trivial, tem mais segredos do que mulher. Por isso digo que não espere recuperar o dinheiro gasto, faça só por curtição.

Ver perfil do usuário
edleha1 escreveu:Na verdade estou com muitas dúvidas para saber se isso é verdadeiro ou apenas balela, pesquisei a manhã toda sobre o tema, mas não encontrei nada que comprove, ninguem de algum forum que tenha comprado e feito a experiencia, até la todas as hipoteses são aceitas, encontrei outro site tambem http: // hidrogenius.wordpress. com/geradores/ (retire os espaços), esse é de um vendedor, não sou vendedor só estou interessado em saber se o produto funciona(quero comprar se sim, ou fazer...hehe) abs inté!

De tudo que já pesquisei, parece que isso funciona sim, só que com disponibilidade de 10 litros de H² por minuto ou mais, isso para um carrinho manso, também sem uso de eletrólise on-board que drenaria muita energia elétrica tornando-a inviável.

Resumindo, funcionaria se não utilizasse células eletrolíticas, mas um cilindro cheio de hidrogênio. O resto é lenda.

De qualquer forma eu não sou Deus, não sei de tudo. Então, como eu mesmo gostaria muito que isso funcionasse, até com eletrólise mesmo, eu ajudo a qualquer louco que queira se enveredar por esse buraco de comer dinheiro. Só não vendo geradores e nem iludo ninguém dizendo que vai dar certo. Digo: “Eu acho que não funciona, mas... quer tentar?”

Se um dia funcionar eu vou ser o primeiro a colocar aqui o esquema para todos os vendedores de HHO fazerem isso direito, sem enganar os clientes.

Ver perfil do usuário
Olhem a triste experiência do usuário "soares", depois de gastar mais de R$15000,00 ele ainda não conseguiu fazer sua S10 economizar, ele ainda acredita que vai ter sucesso, mas isso deixa evidente que mexer com HHO não é garantido, como os vendedores afirmam, e pode sugar muuuuito dinheiro.

http://forum-hho.forumeiros.com/t130-instaladores-no-rs-ou-sc

Ver perfil do usuário

gasolina


Rank : 2
Rank : 2
Eu encontrei o comentário revoltado de um famoso pesquisador de HHO sobre um dos vendedores no ML:

http://www.4x4brasil.com.br/forum/geral-off-topic/45978-hidrogenio-no-motor-153.html#post1516960

Ver perfil do usuário
Navegando pela internet, achei esse comentário vindo de outro fórum que fala sobre HHO.

É sobre uma suposta boa notícia vinda de uma importante univercidade brasileira.

Leiam, não vou adiantar o resultado!

É a mensagem #1836

http://www.4x4brasil.com.br/forum/geral-off-topic/45978-hidrogenio-no-motor-153.html#post1522941

Ver perfil do usuário
;

Ver perfil do usuário

gasolina


Rank : 2
Rank : 2
Falo e disse

Ver perfil do usuário

gasolina


Rank : 2
Rank : 2
http://forum-hho.forumeiros.com/t145-seja-um-distribuidor-no-brasil#1093
orlando escreveu:...tenho engenheiros na empresa que estao aptos a responder inglusive com formacao na Harvard em Boston Massachucetts...
Porque o pessoal do MIT desenvolvia o Plasmatron e o pessoal de Harvard querem eletrólise?

Ver perfil do usuário

acalister


Rank : 5
Rank : 5
gasolina escreveu:http://forum-hho.forumeiros.com/t145-seja-um-distribuidor-no-brasil#1093
orlando escreveu:...tenho engenheiros na empresa que estao aptos a responder inglusive com formacao na Harvard em Boston Massachucetts...
Porque o pessoal do MIT desenvolvia o Plasmatron e o pessoal de Harvard querem eletrólise?

Isso é sério ou outra piada de portugues?

Ver perfil do usuário
gasolina escreveu:http://forum-hho.forumeiros.com/t145-seja-um-distribuidor-no-brasil#1093
orlando escreveu:...tenho engenheiros na empresa que estao aptos a responder inglusive com formacao na Harvard em Boston Massachucetts...
Porque o pessoal do MIT desenvolvia o Plasmatron e o pessoal de Harvard querem eletrólise?

Boa lembrança gasolina! Como deixei isso escapar.

Gasolina, o Plamatron do MIT, extrai o gás hidrogênio, junto com o monóxido de carbono, direto da decomposição da gasolina. Se desprende muito menos energia para arrancar o hidrogênio da gasolina que da água. No final, a gasolina, gasta no processo, ainda devolve sua energia na queima do monóxido de carbono e gás hidrogênio gerado.

Agora, tu sabe fazer isso? Nem eu e nem os vendedores de HHO. Se soubessem já teriam abandonado a eletrólise a tempos e fariam dessa forma.

Só que tua indagação trás a atenção a um fato curioso:

Como uma empresa, que produz, logo vende, mais de 5000 unidades diárias de geradores eletrolíticos de HHO, que possui engenheiros de Harvard no seu quadro de funcionários, não foi informada pelos mesmo que seria melhor investir na construção de um plamatron? Eu esperava bem mais de pessoas tão bem assessoradas.

Para quem não sabe: Todas as pesquisas feitas em universidades, NASA e BláBláBlá que se preze, nunca usou geradores eletrolíticos por serem de baixa eficiência na obtensão de gás hidrogênio por eletrólise. Só se faz gás hidrogênio por eletrólise quem tem energia elétrica sobrando, como usinas elétricas, e para se obter gás hidrogênio de alta pureza, que não é o caso da "combustão auxiliada a hidrogênio"

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 2 de 8]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum