Para quem quer poupar combustivel !


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Meu carro não quer aceitar o HHO, o que eu faço??

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 5 de 5]

alisonjsilva


Rank : 0
Rank : 0
Sou novo por aqui, mas já percebi que o principal objectivo da galéra é atacar os vendedores de HHO.
Pior é que a maioria nunca nem ser quer teve um instalado pra testar.
Boa sorte pra quem está se aventurando nisso.
E antes que digam que sou um vendedor, não sou, mas fiquei muito interessado pelas muitas teorias que rolam por ai.

Ver perfil do usuário
alisonjsilva escreveu:Sou novo por aqui, mas já percebi que o principal objectivo da galéra é atacar os vendedores de HHO.
Pior é que a maioria nunca nem ser quer teve um instalado pra testar.
Boa sorte pra quem está se aventurando nisso.
E antes que digam que sou um vendedor, não sou, mas fiquei muito interessado pelas muitas teorias que rolam por ai.

Você está parcialmente certo, pois o único que não instalou isso em carro próprio fui eu, que acho que não é esse o caminho certo no momento. Os demais, na vasta maioria, já instalaram no seu carro ou até de outros também, gastaram muito dinheiro e fizeram outros gastarem (pra mim acima de 1000 reais já é gastar muito dinheiro se não der resultados). Depois disso eles passaram a falar mau do HHO, pela má experiência que tiveram, fato extremamente comum, o incomum é um não vendedor dizer que isso funcionou realmente no seu carro.

O objetivo inicial de todos que entram aqui, ou é vender, ou é instalar isso no seu carro, ou as duas coisas. Objetivos normais, todos os três objetivos, se isso fosse uma coisa que funcionasse.

Eu devo ter sido o único que já entrou aqui, como você diz, com o objetivo de ser uma voz contra as vendas enganosas de HHO, não contra vendedores. Vendas enganosas, essas acontecem aos montes, por vendedores que só se importam com o lucro e tem plena consciência que seu produto é duvidoso.

Não existia na internet lugar algum que argumentasse contra o HHO baseado em fatos reais e com o mínimo de preconceito. Isso fazia que existisse os crentes, eu era um deles, e os científicos, que do alto de sua sabedoria, nem queria saber como isso poderia funcionar, tascavam logo que isso era inviável cientificamente (moto continuo), fazendo um mau uso da ciência e apresentando provas irreais contra o HHO.

Minha argumentação é baseada nas várias experiências negativas que eu acompanhei, na constatação da falta de bons critérios no desenvolvimento do HHO, nas proporções homeopáticas de HHO que são usadas, na venda sem garantias reais já demonstradas por vários vendedores e não em uma suposição rasteira que isso é inviável cientificamente.

Já apresentei aqui os motivos pelos quais o HHO poderia e não poderia funcionar, mas as pessoas ainda pensam que vão descobrir a roda por seguir a receita furada e feita para tirar dinheiro de trouxa, que os vendedores plantam a cada dia na internet.

Nunca digo que não deve ser tentado, só trago a pessoa para realidade, para que quando perder sua porção de mais de R$1000, ela não se sinta iludida, como vejo aos montes. Eu até ajudo onde posso, mas não é muito. Eu tenho esperado que alguém com recursos e visão, faça as pesquisas básicas sobre o HHO para descobrir a forma correta de se fazer isso e divulgar aqui no site, para que tanto montadores amadores, quanto profissionais, possam fazer e vender esse produto, sem enganos.

Eu conheço um vendedor, que tem vendido isso profissionalmente para empresas com frotas de carros a diesel, dando garantia e devolvendo o dinheiro quando não agrada, que diz estar em plena ascensão e sucesso no seu negócio. Como são vendas para empresas, com profissionais que cuidam dos veículos e podem alertar ao patrão sobre um possível engodo aplicado, usar advogados para requerer a indenização de qualquer dano, eu imagino que esteja dando resultados. É diferente da venda para o povo comum, que depois de enganado ainda acha ser ele próprio o culpado e engole o prejuízo quase sem reclamar.

Eu acho que o HHO é uma grande ideia e muito boa, mas somente se for encontrado um jeito dele funcionar. Instalar um só pra dizer que tenho e viver de ilusão que estou economizando e protegendo o meio ambiente, isso é burrice, acreditar em placebo.

Quer descobrir a verdade? Então tu está do meu lado. Quer falar mau do HHO, só por falar, iludisse e iludir os outros que isso funciona, vender sem dar a devida garantia e informação, então vou dar minha opinião contra isso. É meu direito meu expressar minhas ideias, como você expressou a sua.

Se quiser um conselho, não entre aqui com a emoção para tomar partidos e sim com a razão para descobrir a verdade. Tu vai ter mais êxito!

Seja bem vindo!

Ver perfil do usuário

alisonjsilva


Rank : 0
Rank : 0
ET-e-HHO-existe escreveu:
alisonjsilva escreveu:Sou novo por aqui, mas já percebi que o principal objectivo da galéra é atacar os vendedores de HHO.
Pior é que a maioria nunca nem ser quer teve um instalado pra testar.
Boa sorte pra quem está se aventurando nisso.
E antes que digam que sou um vendedor, não sou, mas fiquei muito interessado pelas muitas teorias que rolam por ai.

Você está parcialmente certo, pois o único que não instalou isso em carro próprio fui eu, que acho que não é esse o caminho certo no momento. Os demais, na vasta maioria, já instalaram no seu carro ou até de outros também, gastaram muito dinheiro e fizeram outros gastarem (pra mim acima de 1000 reais já é gastar muito dinheiro se não der resultados). Depois disso eles passaram a falar mau do HHO, pela má experiência que tiveram, fato extremamente comum, o incomum é um não vendedor dizer que isso funcionou realmente no seu carro.

O objetivo inicial de todos que entram aqui, ou é vender, ou é instalar isso no seu carro, ou as duas coisas. Objetivos normais, todos os três objetivos, se isso fosse uma coisa que funcionasse.

Eu devo ter sido o único que já entrou aqui, como você diz, com o objetivo de ser uma voz contra as vendas enganosas de HHO, não contra vendedores. Vendas enganosas, essas acontecem aos montes, por vendedores que só se importam com o lucro e tem plena consciência que seu produto é duvidoso.

Não existia na internet lugar algum que argumentasse contra o HHO baseado em fatos reais e com o mínimo de preconceito. Isso fazia que existisse os crentes, eu era um deles, e os científicos, que do alto de sua sabedoria, nem queria saber como isso poderia funcionar, tascavam logo que isso era inviável cientificamente (moto continuo), fazendo um mau uso da ciência e apresentando provas irreais contra o HHO.

Minha argumentação é baseada nas várias experiências negativas que eu acompanhei, na constatação da falta de bons critérios no desenvolvimento do HHO, nas proporções homeopáticas de HHO que são usadas, na venda sem garantias reais já demonstradas por vários vendedores e não em uma suposição rasteira que isso é inviável cientificamente.

Já apresentei aqui os motivos pelos quais o HHO poderia e não poderia funcionar, mas as pessoas ainda pensam que vão descobrir a roda por seguir a receita furada e feita para tirar dinheiro de trouxa, que os vendedores plantam a cada dia na internet.

Nunca digo que não deve ser tentado, só trago a pessoa para realidade, para que quando perder sua porção de mais de R$1000, ela não se sinta iludida, como vejo aos montes. Eu até ajudo onde posso, mas não é muito. Eu tenho esperado que alguém com recursos e visão, faça as pesquisas básicas sobre o HHO para descobrir a forma correta de se fazer isso e divulgar aqui no site, para que tanto montadores amadores, quanto profissionais, possam fazer e vender esse produto, sem enganos.

Eu conheço um vendedor, que tem vendido isso profissionalmente para empresas com frotas de carros a diesel, dando garantia e devolvendo o dinheiro quando não agrada, que diz estar em plena ascensão e sucesso no seu negócio. Como são vendas para empresas, com profissionais que cuidam dos veículos e podem alertar ao patrão sobre um possível engodo aplicado, usar advogados para requerer a indenização de qualquer dano, eu imagino que esteja dando resultados. É diferente da venda para o povo comum, que depois de enganado ainda acha ser ele próprio o culpado e engole o prejuízo quase sem reclamar.

Eu acho que o HHO é uma grande ideia e muito boa, mas somente se for encontrado um jeito dele funcionar. Instalar um só pra dizer que tenho e viver de ilusão que estou economizando e protegendo o meio ambiente, isso é burrice, acreditar em placebo.

Quer descobrir a verdade? Então tu está do meu lado. Quer falar mau do HHO, só por falar, iludisse e iludir os outros que isso funciona, vender sem dar a devida garantia e informação, então vou dar minha opinião contra isso. É meu direito meu expressar minhas ideias, como você expressou a sua.

Se quiser um conselho, não entre aqui com a emoção para tomar partidos e sim com a razão para descobrir a verdade. Tu vai ter mais êxito!

Seja bem vindo!
A principio vou começar a fazer uma célula para ver até que ponto funciona.

Sou 50% céptico e 50% crente na ideia.

O que me leva a arriscar? Nunca encontrar alguém que tenha realmente estudado o assunto a sério dizer mal, nunca ter visto um científico dizer que fez todos os testes e que deram errado. Já vi mais pessoas a dizerem que funciona do que quem tem a formação necessária dizer que não. Eles dizem que sim, que é possível, mas nunca testam nada como deve ser.

Moro em Portugal, e aqui na vizinha Espanha alunos de uma universidade desenvolveram um projecto e conseguiram uma economia de cerca de 20%.
Teve também um professor da faculdade que conseguiu economias de cerca de 30%.

Essas coisas me levam a arriscar, e tentar comprovar a eficiência, ou ineficiência do HHO.

Não acredito em 90% das teorias que rodam pela net, por isso prefiro tirar e depois dar as minhas conclusões.

Ver perfil do usuário
Porque você acha que eu ainda estou aqui? Ainda procuro uma resposta e desejo que seja positiva, mas não vou tapar meus olhos em direção dos meus desejos e, no momento, as evidências me levam para não funcionalidade do HHO.

Se tu notar, depois de avisar da possibilidade de perder dinheiro à toa, eu sempre ajudo, no que posso e sei, quem quiser investir no HHO. Por isso vou lhe dizer o que eu faria se tivesse tempo e dinheiro para isso:

Deixe os motores grandes por agora, ainda é tempo de definições e pesquisa, testando cada teoria que já foi apresentada para o HHO, deixar de tratar o HHO como “um caso de sucesso que eu quero copiar” e sim “uma boa ideia que eu quero desenvolver”. Percebe a diferença?

Que tal começar com um barato e pequeno motor de 4 tempos, mas de um pistão só e baixa cilindrada, que tal 50cc? Isso permite modificações e instalação de sensores que tu não poria no seu carro. Permitiria uma pesquisa cientifica, sistemática e organizada da procura de que efeitos tem a administração do HHO a um motor.

Eu tenho certeza que uma vez encontrada as respostas para um motor pequeno, não vai ser difícil levar isso para o seu carro.

Qual tua opinião?

Tenta comentar as contas que eu coloquei aqui, justo para serem criticadas e evoluírem, embora alguns achem que sejam para calar a boca de quem acredita ou fazer promoção pessoal. Nem preciso dizer que estou muito interessado nas pesquisas que qualquer pesquisador sério fez sobre HHO. Se tu tiver alguma, posta ai para que possamos evoluir o assunto, sair do mero depoimento de que foi bom, ou se acredita ou não, para uma explicação de como funciona e como fazer.

Só um detalhe a mais, aqui no Brasil as temperaturas são mais altas e a gasolina batizada com ¼ de álcool e os carros são quase todos Flex. Não sei se isso faz diferença ou como é ai em Portugal.

Daqui a pouco o muttley vai vir aqui atrapalhar, tentemos continuar sem dar atenção a criatura.

Ver perfil do usuário

alisonjsilva


Rank : 0
Rank : 0
ET-e-HHO-existe"

Desculpe não ter dito nada estes dias a cerca do seu comentário e sugestões.

Eu não tenho muito dinheiro e tempo também não me sobra, mas acho que consigo fazer alguns experimentos para tentar perceber melhor o HHO.
A principio vou criar um blog para o projecto, assim fica mais fácil para todos acompanharem a evolução.
Tenho algumas ideias, e vou tentar coloca-las em prática.
O meu primeiro passo vai ser tentar perceber como gerar a maior quantidade de Hidrogénio com a menor amperagem possível. Sem utilizar motor por enquanto. Depois tenho lá um gerador a gasolina, e posso tentar fazer algumas experiências com ele.

Ver perfil do usuário
alisonjsilva escreveu:ET-e-HHO-existe"

Desculpe não ter dito nada estes dias a cerca do seu comentário e sugestões.

Eu não tenho muito dinheiro e tempo também não me sobra, mas acho que consigo fazer alguns experimentos para tentar perceber melhor o HHO.
A principio vou criar um blog para o projecto, assim fica mais fácil para todos acompanharem a evolução.
Tenho algumas ideias, e vou tentar coloca-las em prática.
O meu primeiro passo vai ser tentar perceber como gerar a maior quantidade de Hidrogénio com a menor amperagem possível. Sem utilizar motor por enquanto. Depois tenho lá um gerador a gasolina, e posso tentar fazer algumas experiências com ele.

Alison, se aceita uma outra sugestão, já que tu tem um motor estacionário e fica mais fácil debitar a energia para fazer o gerador de HHO funcionar de outro lugar que não o motor em teste, mesmo que seja de um que move um gerador elétrico, faça assim, desvincule num primeiro momento a energia para gerar o HHO do motor em teste.

Fazer a ideia inteira de gerar o HHO do esforço do próprio motor que vai ser melhorado, só põe mais variáveis de eficiência para atrapalhar as conclusões, se não funciona ficamos com mais dificuldade de visualizar, vai que não funcionou porque o gerador de HHO puxou demais do motor? Percebes, assim tu consegue ver o motor render mais e saber que foi o HHO que provocou aquilo, depois tu vê se fazendo o motor gerar a energia usada pelo HHO, ele ainda apresenta resultados.

Que tu achas? Isso até diminui, num primeiro momento, a necessidade de um gerador de HHO super eficiente, já basta um com geração variável e que vá de < 1LPM (litro por minuto) a até, quem sabe, uns 5 LPMs.

Em Portugal vocês usam litros ou galões? Sei que torque no Brasil e referenciado normalmente em Portugal como binário, demorei um pouco para entender o que era um “binário” em leituras passadas.

Ver perfil do usuário

alisonjsilva


Rank : 0
Rank : 0
Usamos litro.
Acho que é uma boa ideia, e era isso mesmo que estava a pensar fazer, o gerador de Hidrogénio estar separado para não confundir os resultados.

Eu pelo que tenho estudado sobre o hidrogénio estes dias, e sobre os reactores, penso que seja perfeitamente possível ter ganhos de rendimento com o HHO, mas é preciso conseguir encontrar o equilíbrio entre todos os elementos. Porque alguns declaram ter ganhos, outros não, por isso penso que se conseguirmos encontrar um equilíbrio entre os elementos - "Geração de Hidrogenio por minuto, consumo do gerador, e aplicação correcta no motor - consegue-se ter algum tipo de ganho.
Mas não podemos esperar milagres.

ET-e-HHO-existe escreveu:
alisonjsilva escreveu:ET-e-HHO-existe"

Desculpe não ter dito nada estes dias a cerca do seu comentário e sugestões.

Eu não tenho muito dinheiro e tempo também não me sobra, mas acho que consigo fazer alguns experimentos para tentar perceber melhor o HHO.
A principio vou criar um blog para o projecto, assim fica mais fácil para todos acompanharem a evolução.
Tenho algumas ideias, e vou tentar coloca-las em prática.
O meu primeiro passo vai ser tentar perceber como gerar a maior quantidade de Hidrogénio com a menor amperagem possível. Sem utilizar motor por enquanto. Depois tenho lá um gerador a gasolina, e posso tentar fazer algumas experiências com ele.

Alison, se aceita uma outra sugestão, já que tu tem um motor estacionário e fica mais fácil debitar a energia para fazer o gerador de HHO funcionar de outro lugar que não o motor em teste, mesmo que seja de um que move um gerador elétrico, faça assim, desvincule num primeiro momento a energia para gerar o HHO do motor em teste.

Fazer a ideia inteira de gerar o HHO do esforço do próprio motor que vai ser melhorado, só põe mais variáveis de eficiência para atrapalhar as conclusões, se não funciona ficamos com mais dificuldade de visualizar, vai que não funcionou porque o gerador de HHO puxou demais do motor? Percebes, assim tu consegue ver o motor render mais e saber que foi o HHO que provocou aquilo, depois tu vê se fazendo o motor gerar a energia usada pelo HHO, ele ainda apresenta resultados.

Que tu achas? Isso até diminui, num primeiro momento, a necessidade de um gerador de HHO super eficiente, já basta um com geração variável e que vá de < 1LPM (litro por minuto) a até, quem sabe, uns 5 LPMs.

Em Portugal vocês usam litros ou galões? Sei que torque no Brasil e referenciado normalmente em Portugal como binário, demorei um pouco para entender o que era um “binário” em leituras passadas.

Ver perfil do usuário

alisonjsilva


Rank : 0
Rank : 0
Bom, acabei de fazer alguns testes com a minha celula eos resultados são muito modestos.
Fiz + NNNNNN - mas isso não deve estar a gerar nem 20ml por minuto.

Ver perfil do usuário

milzon


Rank : 2
Rank : 2
alisonjsilva escreveu:Bom, acabei de fazer alguns testes com a minha celula eos resultados são muito modestos.
Fiz + NNNNNN - mas isso não deve estar a gerar nem 20ml por minuto.

Bem, no carro ligado, teoricamente gerando 13,8V (14V aproximado), tu tem quase 2V entre placas; mas se tu tiver usando a bateria de 12V, então a voltagem cai para 1,7V.

Deveria funcionar e até acho que tu deveria tentar até onde tu puder essa configuração. Essa configuração tem uma tendência a gerar pouco HHO, mas com a qualidade de gerar esse pouquinho com a menor amperagem para cada 1 LPM, imagino que fique 1 LPM com apenas 12A. Se estiver gerando 20 ml por minuto, pode ter certeza que tu esta gastando perto de 0,24A (ou miliamperes), ou seja, uma coisa compensa a outra e tu tem que melhorar a condutividade para consumir mais e gerar mais gás.

Deve estar fria a solução, então esquente por fora, use mais eletrólito, diminua a distância entre placas, use várias configurações dessas em paralelo, até chegar a um ponto que o custo e peso de fazer essa configuração produzir mais gás, ficou alto demais.

Nota: Pode parecer loucura, mas uma célula eletrolítica um pouco quentinha tem sua utilidade em melhorar a condutividade da solução, um português (O Varicap) já havia dito isso antes, e esquenta-la pode até melhor ainda, desde que tu tome cuidado com a evaporação e o excesso de vapor.

Quando tu desistir dessa configuração, então retire só 1 neutro e tente fazer valer à pena, mas tu terá subido de 12A por cada 1 LPM, para 14A por cada 1 LPM.

Tabela:

Zero neutros: 86A por cada 1 LPM
1 neutro: 43A por cada 1 LPM
2 neutros: 29A por cada 1 LPM
3 neutros: 22A por cada 1 LPM
4 neutros: 17A por cada 1 LPM
A partir daqui 12V começa a ficar difícil
5 neutros: 14A por cada 1 LPM
6 neutros: 12A por cada 1 LPM
A partir daqui 12V fica quase impossível
7 neutros: 11A pro cada 1 LPM
8 neutros: 9,5A por cada 1 LPM
9 neutros: 8,5A por cada 1 LPM
10 neutros: 8A por cada 1 LPM
.
.
.
85 neutros: 1A por cada 1 LPM (precisaria de algo perto de 200V contínuos)

Ver perfil do usuário

alisonjsilva


Rank : 0
Rank : 0
Se calhar um dos problemas é eu estar a fazer testes com uma fonte de 12v. A amperagem está 5, mas a produção é realmente muito pouco.
As placas são em inox, de 0,5 milímetros, e estão com uma distancia de cerca de 1 milímetro cada.
Vou experimentar escovar as placas para melhorar um pouco a condutividade.
Tenho usado bicarbonato, mas vou mudar para a soda para ver o que melhora.

milzon escreveu:
alisonjsilva escreveu:Bom, acabei de fazer alguns testes com a minha celula eos resultados são muito modestos.
Fiz + NNNNNN - mas isso não deve estar a gerar nem 20ml por minuto.

Bem, no carro ligado, teoricamente gerando 13,8V (14V aproximado), tu tem quase 2V entre placas; mas se tu tiver usando a bateria de 12V, então a voltagem cai para 1,7V.

Deveria funcionar e até acho que tu deveria tentar até onde tu puder essa configuração. Essa configuração tem uma tendência a gerar pouco HHO, mas com a qualidade de gerar esse pouquinho com a menor amperagem para cada 1 LPM, imagino que fique 1 LPM com apenas 12A. Se estiver gerando 20 ml por minuto, pode ter certeza que tu esta gastando perto de 0,24A (ou miliamperes), ou seja, uma coisa compensa a outra e tu tem que melhorar a condutividade para consumir mais e gerar mais gás.

Deve estar fria a solução, então esquente por fora, use mais eletrólito, diminua a distância entre placas, use várias configurações dessas em paralelo, até chegar a um ponto que o custo e peso de fazer essa configuração produzir mais gás, ficou alto demais.

Nota: Pode parecer loucura, mas uma célula eletrolítica um pouco quentinha tem sua utilidade em melhorar a condutividade da solução, um português (O Varicap) já havia dito isso antes, e esquenta-la pode até melhor ainda, desde que tu tome cuidado com a evaporação e o excesso de vapor.

Quando tu desistir dessa configuração, então retire só 1 neutro e tente fazer valer à pena, mas tu terá subido de 12A por cada 1 LPM, para 14A por cada 1 LPM.

Tabela:

Zero neutros: 86A por cada 1 LPM
1 neutro: 43A por cada 1 LPM
2 neutros: 29A por cada 1 LPM
3 neutros: 22A por cada 1 LPM
4 neutros: 17A por cada 1 LPM
A partir daqui 12V começa a ficar difícil
5 neutros: 14A por cada 1 LPM
6 neutros: 12A por cada 1 LPM
A partir daqui 12V fica quase impossível
7 neutros: 11A pro cada 1 LPM
8 neutros: 9,5A por cada 1 LPM
9 neutros: 8,5A por cada 1 LPM
10 neutros: 8A por cada 1 LPM
.
.
.
85 neutros: 1A por cada 1 LPM (precisaria de algo perto de 200V contínuos)

Ver perfil do usuário
alisonjsilva escreveu:Se calhar um dos problemas é eu estar a fazer testes com uma fonte de 12v. A amperagem está 5, mas a produção é realmente muito pouco.
As placas são em inox, de 0,5 milímetros, e estão com uma distancia de cerca de 1 milímetro cada.
Vou experimentar escovar as placas para melhorar um pouco a condutividade.
Tenho usado bicarbonato, mas vou mudar para a soda para ver o que melhora.

Vai melhorar sim, bicarbonato não é bom para um uso sério, somente para feira de ciências na mão de crianças. Tente KOH, mas com o cuidado que merece, longe de animais pequenos, crianças e ambiente ventilado, óculos de proteção e água para se lavar de eventuais respingos da solução. Pode parecer exagero, mas nós nunca sabemos a hora que uma coisa escorrega da mão, cai no chão e respinga tudo em volta. Sendo cáustica a solução de KOH, nos olhos são extremamente perigoso, na pele, se não lavar logo, vai deixar a pele irritada, as vezes bem irritada. Enfim, cuidado é bom e KOH é melhor ainda para eletrólise.

Sempre tente usar o máximo de neutros que puder (que são tudo, menos neutros ao que está acontecendo), pois quanto mais neutros, mais gás por ampere tu faz.

Lembresse que solução quente, melhor ainda se for esquentada, conduz mais também

Soda (NaOH) também é bom, nem sei explicar a preferência para o KOH em relação ao NaOH, mas sempre com o mesmo cuidado com os dois em evitar respingos ou inalação.

Se tu não lavar o gás que acabou de sair do gerador (uso do borbulhador), ou gerar o gás num recipiente aberto (tipo duas placas mergulhadas no KOH só para ver no que dá), vai notar que além do HHO, sai um vapor cáustico e irritante a respiração. Usar NaOH e KOH ou um ácido, só produz oxi-hidrogênio mesmo, mas acaba arrastando um vapor da solução que irrita a respiração. Lave o gás para deixar esses vapores para trás.

Ver perfil do usuário

eudss


Rank : 0
Rank : 0
Luciano escreveu:
acalister escreveu:
Luciano escreveu:RESPOSTA PARA O ALCALISTER

O suposto EFIE é exatamente igual a esse aí do link que você postou anteriormente, porém acho que não é da TURY, estive olhando no site, por que que nunca daria certo? Qual a diferença entre EFIE e controlador de sonda lambda??
Desculpem minha maneira errada de responder, é que aparece a seguinte mensagem Los nuevos usuarios no estan autorizados enviar vínculos externos o emailes durante 7 días. Por favor, contacta el admin del foro para tener más informaciones.

Luciano
tenho certeza absoluta disso, é um emulador de lambda sim, não funciona não , pode desligar ele, claro só se vc não tiver GNV no carro, mas se vc instalou ele pq ta usando o KIT, pode desligar!
O emulador no caso do HHO, não da certo pq ele simula um valor não real e o EFIE usa o valor real da lambda e mais um acrescimo ajustado por vc para corrigir a leitura da lambda causada pelo execesso de oxigênio.

Sabedoria Milenar

Pergunta:

MESTRE, PORQUE ANTES DO SEXO, CADA UM AJUDA O OUTRO A FICAR NU E



DEPOIS DO SEXO, CADA UM SE VESTE SOZINHO ????!!!



Resposta:


PEQUENO GAFANHOTO, NA VIDA NINGUÉM TE AJUDA DEPOIS QUE VOCÊ TÁ FODIDO!!!


Eu vi pelo Fórum q vc já construiu vários geradores tendo sucesso, como q vc lida com o sinal da sonda então, como fazer o carro diminuir o tempo de injeção, você já usou extensor de sonda?? Obrigado.


isso ai é fácil use um simulador de sonda lambda o mesmo do kit gnv,ela possui umas microchaves que seleciona o tipo de sinal q será enviado para uce utilize mistura rica 1KHZ então seu carro injetará menos combustivel uma vez q recebeu a informação q já há muito no sistema...valeu?















































Ver perfil do usuário

fittipaldi


Rank : 0
Rank : 0
marcelo.eletrotecnico escreveu:Lendas à parte, eu também não acredito que o HHO pode economizar alguma coisa, uma vez que a idéia do combustível produzido no próprio carro usando energia do mesmo seria a mesma idéia batida que todo calouro de engenharia pensa, que é a ideia do gerador perpétuo (que alimenta o motor que por sua vez movimenta o próprio gerador) e que todo mundo sabe que não tem sentido. Talvez até desse algum resultado, se a geração fosse grande com uma corrente baixa e alimentada por uma bateria separada que fosse carregada em casa (na tomada). Porém, já é de conhecimento de todos, os benefícios do HHO na redução da poluição. É ai que eu estou trabalhando, pois há uma tendência natural do meu aparelho aumentar um pouco a emissão de Nox e CO, devido à mistura ligeiramente pobre em baixas cargas, mas com o uso do HHO espero ter este problema contornado. O funcionamento do meu módulo baseia-se no controle direto da injeção de combustível, pois o meu aparelho controle diretamente os bicos, enquanto mantém o tempo de injeção estático através de um emulador de sonda em malha fechada (este emulador modifica o sinal de saída conforme a leitura dos parâmetros do carro se modifica). A injeção de combustível é controlada segundo um mapa de injeção interno do MOBMIX (na verdade 6, selecionáveis pelo usuário). Cada mapa modifica a quantidade de combustível de forma mais branda ou mais pesada e é o motorista que define o que é possível utilizar, pois conhece o carro. Veja o diagrama de instalação:

Eu atualmente estou comercializando este produto e já tive alguns pareceres positivos, mas pouco confiáveis. POr esta razão estou aqui, não propriamente para vender o produto. O kit custa r$ 400,00. A minha proposta é receber do interessado um depósito de 150,00, como garantia, e eu empresto a peça por um período de até 120 dias para que o interessado possa avaliar e ir postando os resultados aqui. Ao longo dos testes, posso lançar alguma modificação do programa, que poderá ser enviada ao "piloto de testes" para troca no módulo e reavaliação. Se a qualquer tempo o "cobaia" desistir do teste, me avise e devolve o aparelho e devolvo o valor (os r$ 150,00). That's all, folks !

Eu topo servir de cobaia.
Como podemos proceder?
meu whatsapp 43-84810081

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 5 de 5]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum