Para quem quer poupar combustivel !


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

HHO no OPALA 4cc + GNV

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 3 de 4]

51 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Seg 24 Fev 2014, 03:41

acalister


Rank : 5
Rank : 5
http://www.youtube.com/watch?v=OazZBQ76I4o

Ver perfil do usuário

52 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Seg 24 Fev 2014, 03:42

acalister


Rank : 5
Rank : 5
http://www.youtube.com/watch?v=Bcxgs-rjCv0&list=UUrZCyHv1P4qLELNsMZy5atw&feature=c4-overview

Ver perfil do usuário

53 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Seg 24 Fev 2014, 03:45

acalister


Rank : 5
Rank : 5
catalizador + HHO + acetona

http://www.youtube.com/watch?v=VHOrwDeJL9o&list=UUrZCyHv1P4qLELNsMZy5atw

Ver perfil do usuário

54 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Seg 24 Fev 2014, 03:51

acalister


Rank : 5
Rank : 5
100w 10Ah HHO , sem PWM = 500º C

http://www.youtube.com/watch?v=JU_cav1nAvo&list=UUrZCyHv1P4qLELNsMZy5atw

Ver perfil do usuário

55 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Seg 24 Fev 2014, 03:55

acalister


Rank : 5
Rank : 5
testando radiação HHO + catalizador

http://www.youtube.com/watch?v=OazZBQ76I4o&list=UUrZCyHv1P4qLELNsMZy5atw

Ver perfil do usuário

56 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Seg 24 Fev 2014, 06:44

lcsvsl


Rank : 0
Rank : 0
ET-e-HHO-existe escreveu:
acalister escreveu:
lcsvsl escreveu:Decidi, vou fazer o seguinte... Vou passar os pistões para alcool, vou aumentar a taxa de compressão pra 12:1 e por gnv 5ª Geração, podendo assim, usar GNV ou alcool... fazendo isso creio que vou ter uma boa economia no bolso e uma potencia satisfatoria... é uma boa não é?, e quanto ao "MASE", Ainda não sei o que é, mas vou dar uma pesquisada sobre isto...


Consoantes, já que tu vai mexer na taxa, o ideal seria 14:1, fica perfeita no etanol e quase perfeita no GVN 15:1, mas opte por 14:1.

Isso ai, vá ao máximo que o álcool deixa ir pelo menos. Aumenta a taxa! Depois vem aqui contar pro povo como um GNV rende mais ao aumentar a taxa, não esqueça!

agora que entendi => "consoantes" kkkkkk - Isso ae, com certeza absoluta, quando eu terminar esse projeto, eu vou até gravar um video mostrando o funcionamento... e vou postar aki no fórum... vou detalhar o km/l que ele vai fazer... e por fim, a conclusão, se foi uma boa ou não... mas só pelo preço do gas ja compensa... e sera que 14:1 ou 15:1 não da nenhum tipo de reação estranha no carro? (quando andando a alcool)... será que muda o consumo no alcool? (pergunta boba)...

Ver perfil do usuário

57 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Seg 24 Fev 2014, 16:42

lcsvsl escreveu:

agora que entendi => "consoantes" kkkkkk - Isso ae, com certeza absoluta, quando eu terminar esse projeto, eu vou até gravar um video mostrando o funcionamento... e vou postar aki no fórum... vou detalhar o km/l que ele vai fazer... e por fim, a conclusão, se foi uma boa ou não... mas só pelo preço do gas ja compensa... e sera que 14:1 ou 15:1 não da nenhum tipo de reação estranha no carro? (quando andando a alcool)... será que muda o consumo no alcool? (pergunta boba)...

Veja só, os motores Diesel tem um rendimento (combustível consumido por cavalos fornecidos) muito melhor que um motor otto. O maior motivo disso é o fato dos motores Diesel precisarem comprimir o Ar até ele ficar tão quente que incendeia o combustível, ou, porque ele tem uma alta taxa de compressão.

Nos motores Otto, se tu comprimir demais, existe o risco de detonação, por isso a taxa de compressão é menor, ou tão grande quanto possa até o limite de detonação. Isso tanto é assim que existe um sensor, nos motores Otto moderno, que literalmente escuta a detonação dentro do motor e diminui o avanço (já que a taxa de compressão não pode ser mudada dinamicamente com o motor em movimento). Se fosse possível ter um motor com taxa de compressão variável, então o sensor de detonação mudaria a taxa de compressão para a mais alta possível antes da detonação do combustível.

Devido aos controles eletrônicos, hoje já é possível ter um motor com taxa de compressão mais alta para gasolina do que no passado, uma vez que no passado se a detonação começasse a acontecer, só um motorista hábil escutaria e simplesmente teria que desligar o carro e mudar, na mão, o avanço do carro para parar de detonar.

Eu poderia passar mais um tempo te explicando porque taxa de compressão é sinônimo de eficiência energética em qualquer tipo de motor a combustão, mas espero que isso já tenha te motivado a entender e a investigar mais esse detalhe.

Sendo uma verdade universal que devemos usar a maior taxa de compressão possível que o motor/combustível aguenta, sabendo que GNV aguenta uma taxa de compressão maior do que até o álcool, porque sacrificar a eficiência do teu motor a GNV para existir uma compatibilidade com a gasolina?

Ver perfil do usuário

58 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Seg 24 Fev 2014, 17:14

acalister


Rank : 5
Rank : 5
[quote="ET-e-HHO-existe"][quote="lcsvsl"]

agora que entendi => "consoantes" kkkkkk - Isso ae, com certeza absoluta, quando eu terminar esse projeto, eu vou até gravar um video mostrando o funcionamento... e vou postar aki no fórum... vou detalhar o km/l que ele vai fazer... e por fim, a conclusão, se foi uma boa ou não... mas só pelo preço do gas ja compensa... e sera que 14:1 ou 15:1 não da nenhum tipo de reação estranha no carro? (quando andando a alcool)... será que muda o consumo no alcool? (pergunta boba)...[/quote]

Veja só, os motores Diesel tem um rendimento (combustível consumido por cavalos fornecidos) muito melhor que um motor otto. O maior motivo disso é o fato dos motores Diesel precisarem comprimir o Ar até ele ficar tão quente que incendeia o combustível, ou, porque ele tem uma alta taxa de compressão.

Nos motores Otto, se tu comprimir demais, existe o risco de detonação, por isso a taxa de compressão é menor, ou tão grande quanto possa até o limite de detonação. Isso tanto é assim que existe um sensor, nos motores Otto moderno, que literalmente escuta a detonação dentro do motor e diminui o avanço (já que a taxa de compressão não pode ser mudada dinamicamente com o motor em movimento). Se fosse possível ter um motor com taxa de compressão variável, então o sensor de detonação mudaria a taxa de compressão para a mais alta possível antes da detonação do combustível.

Devido aos controles eletrônicos, hoje já é possível ter um motor com taxa de compressão mais alta para gasolina do que no passado, uma vez que no passado se a detonação começasse a acontecer, só um motorista hábil escutaria e simplesmente teria que desligar o carro e mudar, na mão, o avanço do carro para parar de detonar.

Eu poderia passar mais um tempo te explicando porque taxa de compressão é sinônimo de eficiência energética em qualquer tipo de motor a combustão, mas espero que isso já tenha te motivado a entender e a investigar mais esse detalhe.

Sendo uma verdade universal que devemos usar a maior taxa de compressão possível que o motor/combustível aguenta, sabendo que GNV aguenta uma taxa de compressão maior do que até o álcool, porque sacrificar a eficiência do teu motor a GNV para existir uma compatibilidade com a gasolina?[/quote]


Consoantes, só tome cuidado na escolha do combustível, o álcool combustível no Brasil esta ameaçado, com o Brasil controlando a Venezuela de olho no petróleo, maior oferta, e previsão interna de aumento na produção de petróleo, nos próximos anos a tendência é o etanol é desaparecer, sem subsídios e uma menor preocupação ecológica.
Outra noticia boa, porem ainda não confirmada, será a liberação de motores diesel de última geração para carros de passeio no Brasil.

Ver perfil do usuário

59 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Seg 24 Fev 2014, 17:19

acalister


Rank : 5
Rank : 5
Etanol, prejuízo a vista:

http://www.biomassabioenergia.com.br/noticia/a-odebrecht-vai-perder-tudo-o-que-investiu-em-etanol-/20140220110928_L_826



http://www.novacana.com/n/etanol/mercado/gasolina/etanol-perder-mercado-gasolina-2014-060214/#




isso sem contar as mudanças climáticas, que com certeza vai prejudicar a produção de cana e alimentos, é a era MAD MAX que já se iniciou.

Ver perfil do usuário

60 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Seg 24 Fev 2014, 17:23

acalister


Rank : 5
Rank : 5
outra mentira que veio atona, o consumidor brasileiro sempre levando na bunda

http://www.novacana.com/n/etanol/carros/relacao-70-etanol-contestada-200214/#

notem o seguinte, o melhor desempenho com etanol, foi o Agile, a taxa dele é 14:1


resumindo, a tabelinha do Bob Sharp caiu por terra

Ver perfil do usuário

61 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Seg 24 Fev 2014, 22:10

lcsvsl


Rank : 0
Rank : 0
ET-e-HHO-existe escreveu:
lcsvsl escreveu:

agora que entendi => "consoantes" kkkkkk - Isso ae, com certeza absoluta, quando eu terminar esse projeto, eu vou até gravar um video mostrando o funcionamento... e vou postar aki no fórum... vou detalhar o km/l que ele vai fazer... e por fim, a conclusão, se foi uma boa ou não... mas só pelo preço do gas ja compensa... e sera que 14:1 ou 15:1 não da nenhum tipo de reação estranha no carro? (quando andando a alcool)... será que muda o consumo no alcool? (pergunta boba)...

Veja só, os motores Diesel tem um rendimento (combustível consumido por cavalos fornecidos) muito melhor que um motor otto. O maior motivo disso é o fato dos motores Diesel precisarem comprimir o Ar até ele ficar tão quente que incendeia o combustível, ou, porque ele tem uma alta taxa de compressão.

Nos motores Otto, se tu comprimir demais, existe o risco de detonação, por isso a taxa de compressão é menor, ou tão grande quanto possa até o limite de detonação. Isso tanto é assim que existe um sensor, nos motores Otto moderno, que literalmente escuta a detonação dentro do motor e diminui o avanço (já que a taxa de compressão não pode ser mudada dinamicamente com o motor em movimento). Se fosse possível ter um motor com taxa de compressão variável, então o sensor de detonação mudaria a taxa de compressão para a mais alta possível antes da detonação do combustível.

Devido aos controles eletrônicos, hoje já é possível ter um motor com taxa de compressão mais alta para gasolina do que no passado, uma vez que no passado se a detonação começasse a acontecer, só um motorista hábil escutaria e simplesmente teria que desligar o carro e mudar, na mão, o avanço do carro para parar de detonar.

Eu poderia passar mais um tempo te explicando porque taxa de compressão é sinônimo de eficiência energética em qualquer tipo de motor a combustão, mas espero que isso já tenha te motivado a entender e a investigar mais esse detalhe.

Sendo uma verdade universal que devemos usar a maior taxa de compressão possível que o motor/combustível aguenta, sabendo que GNV aguenta uma taxa de compressão maior do que até o álcool, porque sacrificar a eficiência do teu motor a GNV para existir uma compatibilidade com a gasolina?

Já que é assim, qual seria uma taxa aceitavel? e com certeza que a aumentando a taxa melhora... mas pretendo deixar a ponto que o alcool ainda consiga ser usado porque na minha cidade (MAGÉ) não tem posto gnv, mas acho que é a ÚNICA cidade da baixada fluminense que não tem posto com gnv... só não sei porque... mas aonde vou trabalhar tem muuuitos postos com gnv em todo o caminho... rodar no alcool, só em magé mesmo...

Ver perfil do usuário

62 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Seg 24 Fev 2014, 22:27

lcsvsl


Rank : 0
Rank : 0
acalister escreveu:Consoantes, só tome cuidado na escolha do combustível, o álcool combustível no Brasil esta ameaçado, com o Brasil controlando a Venezuela de olho no petróleo, maior oferta, e previsão interna de aumento na produção de petróleo, nos próximos anos a tendência é o etanol é desaparecer, sem subsídios e uma menor preocupação ecológica.
Outra noticia boa, porem ainda não confirmada, será a liberação de motores diesel de última geração para carros de passeio no Brasil.

É rapaz, do jeito que as coisas andam, o alcool ta bem comprometido mesmo, infelizmente a preferencia é gasolina, fazer o que né... mas o que você acha da compressão 14:1 ? quando o carro ta no alcool, roda direitinho? digo isso, porque pretendo usar alcool tambem, porque aqui na minha cidade só tem postos com alcool, diesel e gasolina, mas gnv... NADA!, o GNV seria mas pra mim ir trabalhar mesmo nas outras cidades vizinhas todas elas tem gnv, só mage que não tem na baixada...

Ver perfil do usuário

63 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Seg 24 Fev 2014, 23:26

acalister


Rank : 5
Rank : 5
[quote="lcsvsl"][quote="acalister"]Consoantes, só tome cuidado na escolha do combustível, o álcool combustível no Brasil esta ameaçado, com o Brasil controlando a Venezuela de olho no petróleo, maior oferta, e previsão interna de aumento na produção de petróleo, nos próximos anos a tendência é o etanol é desaparecer, sem subsídios e uma menor preocupação ecológica.
Outra noticia boa, porem ainda não confirmada, será a liberação de motores diesel de última geração para carros de passeio no Brasil.[/quote]

É rapaz, do jeito que as coisas andam, o alcool ta bem comprometido mesmo, infelizmente a preferencia é gasolina, fazer o que né... mas o que você acha da compressão 14:1 ? quando o carro ta no alcool, roda direitinho? digo isso, porque pretendo usar alcool tambem, porque aqui na minha cidade só tem postos com alcool, diesel e gasolina, mas gnv... NADA!, o GNV seria mas pra mim ir trabalhar mesmo nas outras cidades vizinhas todas elas tem gnv, só mage que não tem na baixada...[/quote]



consoantes, eu não entendo nada de mecânica, na minha opinião, tu deveria consultar o MAGO MECÂNICO Gino Passione antes de dar inicio ao seu projeto, não custa nada escrever para ele, o cara com certeza vai te ajudar.

Ver perfil do usuário

64 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Ter 25 Fev 2014, 01:13

acalister escreveu:
lcsvsl escreveu:
acalister escreveu:Consoantes, só tome cuidado na escolha do combustível, o álcool combustível no Brasil esta ameaçado, com o Brasil controlando a Venezuela de olho no petróleo, maior oferta, e previsão interna de aumento na produção de petróleo, nos próximos anos a tendência é o etanol é desaparecer, sem subsídios e uma menor preocupação ecológica.
Outra noticia boa, porem ainda não confirmada, será a liberação de motores diesel de última geração para carros de passeio no Brasil.

É rapaz, do jeito que as coisas andam, o alcool ta bem comprometido mesmo, infelizmente a preferencia é gasolina, fazer o que né... mas o que você acha da compressão 14:1 ? quando o carro ta no alcool, roda direitinho? digo isso, porque pretendo usar alcool tambem, porque aqui na minha cidade só tem postos com alcool, diesel e gasolina, mas gnv... NADA!, o GNV seria mas pra mim ir trabalhar mesmo nas outras cidades vizinhas todas elas tem gnv, só mage que não tem na baixada...



consoantes, eu não entendo nada de mecânica, na minha opinião, tu deveria consultar o MAGO MECÂNICO Gino Passione antes de dar inicio ao seu projeto, não custa nada escrever para ele, o cara com certeza vai te ajudar.

Leva essa ideia para um mecânico cabeça aberta, ou mesmo que seja cabeça fechada, extrai dele informações sobre quanto tu pode aumentar a taxa de compressão do motor para álcool, no caso para teu motor com álcool, essa linguagem ele vai entender melhor e não dará palpites empatafodas sobre teu projeto.

Eu imagino que teu motor seja carburado ainda, ai a tolerância para não haver detonação é maior por não existir um circuito eletrônico que escute a detonação e faça uma adaptação instantânea no avanço. Essa tolerância maior significa usar uma taxa de compressão mais baixa do que poderia ser alcançado, mas com riscos eventuais de detonação. Por isso tu vai ter que perguntar para teu mecânico quanto tu pode subir a taxa de compressão com segurança para O TEU MOTOR a álcool.

Ver perfil do usuário

65 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Ter 25 Fev 2014, 01:32

Vou propor uma ideia não testada, nem calculada, apenas pensada:

"Suba a taxa de compressão para 15:1, mais até se teu cabeçote permitir. Para reduzir a detonação, simplesmente monte uma segunda borboleta para funcionar como ajuste de detonação. Essa segunda borboleta estaria normalmente aberta, deixando passar todo o Ar, mas se um sensor de detonação, ou num ajuste manual, for observado detonação no álcool, então fecha gradualmente essa borboleta diminuindo a taxa de compressão real dentro do pistão. A borboleta normal ainda existiria e seria a responsável pela aceleração."

Qual é a ideia? Bem, a detonação acontece porque o Ar+combustível, depois da centelha (lembrando que a centelha se dá antes do PMS), já em fase de queima, ainda estão sendo comprimidos até o PMS. Se a taxa de compressão for muito alta, imagine a que pressão vai chegar essa mistura já inflamada perto do PMS? O restante do combustível ainda sem inflamar, detona, queima instantaneamente ao invés da queima progressiva que vinha acontecendo antes. Isso causa um pico de pressão que vai destruindo o motor. Ao haver uma detonação, o sensor escuta o barulho característico e diminui o avanço do motor, fazendo a centelha acontecer mais tarde, com isso ao chegar ao PMS a mistura queimante não tem a mesma super-pressão explosiva da vez anterior. Se entrasse menos Ar+combustível, imagino eu que também não haveria tanta pressão na mistura queimante no PMS. Quando voltasse ao GNV, que aguenta mais pressão sem detonar, ai deixaria a segunda borboleta toda aberta e aproveitaria o máximo do GNV.

Ideia louca não? Pode ser que faça sentido, teria de testar.

Tem outra já usada em algum lugar que é pulverizar água na entrada da válvula de admissão para esfriar o ar entrante e não esquentar demais e, novamente, favorecer a detonação.

Enfim, com pesquisa e jeito tem como aumentar a taxa de compressão do álcool e iguala-la a do GNV. Com a vantagem de que a taxa de compressão mais alta favorece a ambos os combustíveis.

Ver perfil do usuário

66 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Ter 25 Fev 2014, 01:33

Agora IcsVsl, tu já se perguntou porque é tão bom aumentar a taxa de compressão?

Ver perfil do usuário

67 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Ter 25 Fev 2014, 16:05

acalister


Rank : 5
Rank : 5
http://tvig.ig.com.br/variedades/videos-da-internet/video-mostra-possivel-de-autopsia-de-ets-na-russia-52ab4ee1d53b081f88000621.html

Ver perfil do usuário

68 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Ter 25 Fev 2014, 16:59

acalister


Rank : 5
Rank : 5
[quote="ET-e-HHO-existe"]Agora IcsVsl, tu já se perguntou porque é tão bom aumentar a taxa de compressão?[/quote]

fonte: http://quatrorodas.abril.com.br/reportagens/novastecnologias/conteudo_143890.shtml

No Brasil, mais de 350000 pessoas dirigem carros movidos a gás natural todos os dias. Quase nenhuma delas se diverte com isso. O GNV fala ao bolso, por causa do menor custo por quilômetro rodado, mas não ao coração. O torque do motor cai mais de 10% em relação à gasolina e o resultado é um carro anêmico, sem sal. Quem diria que o GNV pode trazer um desempenho empolgante, superior ao conseguido com álcool, tornando-se ainda mais econômico e menos poluente? A Bosch diz que encontrou a receita para o prazer sem culpa e pretende colocá-la no mercado em dois anos.

É o sistema trifuel (GNV ou gasolina e álcool) com turbocompressor.
O trifuel é um cruzamento do sistema flex fuel (que pode misturar álcool e gasolina), desenvolvido no Brasil, com o sistema bifuel (que usa gás ou gasolina) adotado no Golf na Europa. Ainda em fase de testes, prestes a ir para a pista, o sistema traz sofisticações como um regulador eletrônico que mantém o gás que chega ao motor na mesma pressão, esteja o cilindro cheio ou quase vazio. O trifuel não chega a ser uma revolução, comparado aos melhores sistemas à venda no mercado. A grande vantagem está no uso do turbo.

Pouca gente sabe, mas o gás natural é um combustível mais "esportivo" que o álcool. Tem o equivalente a 132 octanas, contra 91 da gasolina e 105 do derivado da cana. Outra característica do GNV favorável ao alto desempenho está na sua resistência à detonação: é possível usar taxas de compressão de 15:1, contra 12,5:1 do álcool e 9:1 da gasolina. Hoje, o GNV faz o carro andar menos que os demais por causa de uma terceira característica: ele é um gás e, ao se expandir, rouba muito espaço na câmara de combustão. Sem lugar para o ar, é como se o motor ficasse menor.

Com um turbo, a coisa muda de figura. Além de empurrar mais ar para dentro dos cilindros, o compressor ainda abre espaço nas câmaras de combustão ao condensar significativamente o próprio GNV. O ganho de potência estimado pela Bosch é de 50%, usando a turbina com 1 bar de pressão - uma taxa conservadora, para esse combustível. Se num motor aspirado de 100 cavalos a potência cai para 90 com o GNV, ao adotar a sobrealimentação podemos chegar a apetitosos 150 cavalos. Segundo o gerente de desenvolvimento da Bosch, Sidney de Oliveira, o consumo deve até diminuir 10% em relação GNV aspirado: "O motor acaba ficando mais adequado às características do gás natural. Quando bem usado, o turbocompressor deixa o carro mais econômico. Em modelos pequenos da Europa, tem sido assim".

Para tirar o melhor desempenho possível de álcool, gasolina e gás natural, a Bosch pretende variar a pressão do turbo e, indiretamente, mudar a taxa de compressão. A variação do turbo é feita por uma comporta, que desvia mais ou menos gases do escapamento. A idéia é fazer o motor com uma taxa boa para a gasolina, aumentando o necessário com a turbina. O turbo funcionará a 1 bar quando o carro usar GNV, baixando para 0,5 bar quando houver 100% de álcool. Ele ficará desligado ao usar gasolina, para evitar batidas de pino que poderiam ocorrer num motor ajustado ao gás. "Se o turbo detona uma vez sequer, não tem mais salvação. Surgem pontos quentes na parede do cilindro e a mistura passa a explodir antes da hora (auto-ignição), aumentando a temperatura até fundir o motor", afirma Oliveira.

Por isso, crianças, muito cuidado antes de fazer essa experiência do gás com turbo em casa. Os carros aspirados não têm um controle de detonação tão preciso e a adaptação do motor ao GNV geralmente tem imperfeições que levam a batidas de pino. A Bosch espera ter o trifuel pronto em dois anos. Uma barreira quase incontornável é o preço: um kit gás custa perto de 3000 reais e uma turbina, sozinha, custa pelo menos 1000.

Ver perfil do usuário

69 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Ter 25 Fev 2014, 17:08

acalister


Rank : 5
Rank : 5
consoantes, para um motor 100% movido a Hidrogênio, sua taxa de compressão deveria ser de 7:1 atingindo 43% de aproveitamento, e 9.9:1 com aproveitamento 41%

Ver perfil do usuário

70 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Qua 26 Fev 2014, 12:27

lcsvsl escreveu:
acalister escreveu:Consoantes, só tome cuidado na escolha do combustível, o álcool combustível no Brasil esta ameaçado, com o Brasil controlando a Venezuela de olho no petróleo, maior oferta, e previsão interna de aumento na produção de petróleo, nos próximos anos a tendência é o etanol é desaparecer, sem subsídios e uma menor preocupação ecológica.
Outra noticia boa, porem ainda não confirmada, será a liberação de motores diesel de última geração para carros de passeio no Brasil.

É rapaz, do jeito que as coisas andam, o alcool ta bem comprometido mesmo, infelizmente a preferencia é gasolina, fazer o que né... mas o que você acha da compressão 14:1 ? quando o carro ta no alcool, roda direitinho? digo isso, porque pretendo usar alcool tambem, porque aqui na minha cidade só tem postos com alcool, diesel e gasolina, mas gnv... NADA!, o GNV seria mas pra mim ir trabalhar mesmo nas outras cidades vizinhas todas elas tem gnv, só mage que não tem na baixada...

NO carro Flex é usada uma taxa de compressão intermediária, para que o carro também possa rodar com gasolina. Mexer no seu motor por causa de 1 ou 2 litros a mais não vale a pena. Lembre-se que vai llevar um tempo para recuperar o que gastou.

Ver perfil do usuário

71 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Qua 26 Fev 2014, 15:29

acalister


Rank : 5
Rank : 5
Marcelo, ano passado nos USA a Range Technology criou um chip chamado +RANGE V4 exclusivo para GM para motores 8 cilindros,  a função do chip é desativar 4 cilindros, transforma lo  em um 4 e consequentemente reduzindo consumo, venho acompanhando os relatos nos forums etc.. Tu conhecia esse produto?


http://www.rangetechnology.com/pages/v4

Ver perfil do usuário

72 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Qua 26 Fev 2014, 16:11

marcelo.eletrotecnico escreveu:
NO carro Flex é usada uma taxa de compressão intermediária, para que o carro também possa rodar com gasolina. Mexer no seu motor por causa de 1 ou 2 litros a mais não vale a pena. Lembre-se que vai llevar um tempo para recuperar o que gastou.

Pra mim o carro Flex é um inconveniente que se tornou conveniente, uma merda que temos de engolir, como as atuais adaptações GNV.

Quanto a mexer no carro, numa visão conservadora nada deveria ser feito, nem mudar a cor do carro, pois só dá trabalho e dor de cabeça, pinte com a mesma cor. Só que se eu pensar assim, francamente esse fórum não deveria existir e nem adaptadores, chips ou circuitos. Ou são ilegais, ou fazem alterações imprevisíveis ao carro, só aparece aquilo que o vendedor quer que apareça.

Eu acho que qualquer modificação vale, desde de que não diminua a segurança, desde que o modificante esteja ciente de tudo que envolve e esteja disposto a pagar.

Numa outra linha de pensamento, tu compraria um caro hibrido ou elétrico? Melhor comprar com esse dinheiro um luxuoso carro convencional, ou dois carros, mas certamente haverá quem pague para andar de carro elétrico.

Ver perfil do usuário

73 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Qua 26 Fev 2014, 16:39

acalister


Rank : 5
Rank : 5
[quote="ET-e-HHO-existe"][quote="marcelo.eletrotecnico"]
NO carro Flex é usada uma taxa de compressão intermediária, para que o carro também possa rodar com gasolina. Mexer no seu motor por causa de 1 ou 2 litros a mais não vale a pena. Lembre-se que vai llevar um tempo para recuperar o que gastou.[/quote]

Pra mim o carro Flex é um inconveniente que se tornou conveniente, uma merda que temos de engolir, como as atuais adaptações GNV.

Quanto a mexer no carro, numa visão conservadora nada deveria ser feito, nem mudar a cor do carro, pois só dá trabalho e dor de cabeça, pinte com a mesma cor. Só que se eu pensar assim, francamente esse fórum não deveria existir e nem adaptadores, chips ou circuitos. Ou são ilegais, ou fazem alterações imprevisíveis ao carro, só aparece aquilo que o vendedor quer que apareça.

Eu acho que qualquer modificação vale, desde de que não diminua a segurança, desde que o modificante esteja ciente de tudo que envolve e esteja disposto a pagar.

Numa outra linha de pensamento, tu compraria um caro hibrido ou elétrico? Melhor comprar com esse dinheiro um luxuoso carro convencional, ou dois carros, mas certamente haverá quem pague para andar de carro elétrico.[/quote]


passarinho que come pedra sabe muito bem o cu que tem

Ver perfil do usuário

74 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Qua 26 Fev 2014, 23:47

André, me diz uma coisa, é muito complicado entender o texto que eu mostro abaixo:

Não sei se vocês pensam assim, mas eu não considero a eletrólise d'água como uma capacidade da energia elétrica fazer uma molécula d'água se quebrar e depois reagrupar seus átomos de forma diferente, formando os gases oxigênio e hidrogênio, eu vejo a eletrólise da água como a capacidade da energia elétrica neutralizar íons de água dentro da água.

Talvez eu devesse aqui separar a eletrólise em 3 partes: Duas químicas e uma elétrica. É essa parte elétrica da eletrólise que eu não vejo como tendo capacidade de dividir a molécula d'água em pedaços.

Hipoteticamente, pois sempre haverá íons dentro da água, mesmo na água mais pura por auto-ionização, hipoteticamente imaginemos uma porção de água onde não aconteça auto-ionização e esta seja pura. Nessa porção de água não existiria íons de natureza alguma, nem por uma pequena fração de tempo. Nessa porção de água não aconteceria nem uma mínima eletrólise, por maior que fosse a tensão aplicada nos eletrodos, apenas as moléculas d'água se orientariam de acordo com o campo elétrico e não se moveriam de lugar. A tensão necessária para romper as ligações covalentes da água seriam enormes e provavelmente não seriamos capazes de mantela, com certeza não seriam 1,23V.

Agora imaginemos o oposto, hipoteticamente, uma porção d'água pura, mas completamente ionizada, não havendo moléculas d'água e somente íons d'água. Isso seria um liquido iônico (BMI.BF4, lembra disso Fidel?) Agora sim dois eletrodos com uma baixa voltagem faria o que chamamos de eletrolise.

Enfim, a fase elétrica da eletrólise da água somente neutraliza íons d'água, ou transforma íons (OH-) em radicais livres (OH) e transforma, no mesmo momento, íons (H+) em átomos de hidrogênio solitários.

Duas outras fases químicas acontecem antes e depois da fase elétrica da eletrólise. Uma acontece sempre, com ou sem eletrólise, já a segunda fase química só acontece depois de acontecer uma fase elétrica da eletrolise, ou depois de ter se criado radicais (OH) e átomos de hidrogênio solitários.

A primeira fase química é a ionização da água, que pode ser a pouca auto ionização da própria água, ou a mistura de um eletrólito para aumentar os íons dentro d'água.

A segunda fase química, depois que os íons foram neutralizados e apareceu os radicias hidroxila (OH) e os átomos solitários de hidrogênio, se pudêssemos hipoteticamente paralisar essa fase por um tempo, veríamos que não seria produzido gás algum embora a corrente elétrica esteja passando pelo eletrólito em plena força. Ai depois que desligaríamos a energia elétrica e soltaríamos essa fase química para acontecer, ai, estando a água cheia de radicais hidroxilas acumulados de um lado e átomos solitários de hidrogênio acumulados de outro lado, sem interferência alguma da eletricidade já desligada, haveria uma explosão de bolhas de gases HH e OO.

O que eu quero dizer com com isso? Quero dizer que o que se diz da eletrolise ressonante, capaz de realmente atingir uma molécula d'água e não íons de água, é uma eletrólise diferente em tudo! Não ataca íons d'água e sim a própria molécula d'água.



Última edição por ET-e-HHO-existe em Dom 09 Mar 2014, 04:37, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário

75 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV em Qui 27 Fev 2014, 00:23

acalister


Rank : 5
Rank : 5
[quote="ET-e-HHO-existe"]André, me diz uma coisa, é muito complicado entender o texto que eu mostro abaixo:

[quote="Titio escreveu na 5ª Dimensão"]Não sei se vocês pensam assim, mas eu não considero a eletrólise d'água como uma capacidade da energia elétrica fazer uma molécula d'água se quebrar e depois reagrupar seus átomos de forma diferente, formando os gases oxigênio e hidrogênio, eu vejo a eletrólise da água como a capacidade da energia elétrica neutralizar íons de água dentro da água.

Talvez eu devesse aqui separar a eletrólise em 3 partes: Duas químicas e uma elétrica. É essa parte elétrica da eletrólise que eu não vejo como tendo capacidade de dividir a molécula d'água em pedaços.

Hipoteticamente, pois sempre haverá íons dentro da água, mesmo na água mais pura por auto-ionização, hipoteticamente imaginemos uma porção de água onde não aconteça auto-ionização e esta seja pura. Nessa porção de água não existiria íons de natureza alguma, nem por uma pequena fração de tempo. Nessa porção de água não aconteceria nem uma mínima eletrólise, por maior que fosse a tensão aplicada nos eletrodos, apenas as moléculas d'água se orientariam de acordo com o campo elétrico e não se moveriam de lugar. A tensão necessária para romper as ligações covalentes da água seriam enormes e provavelmente não seriamos capazes de mantela, com certeza não seriam 1,23V.

Agora imaginemos o oposto, hipoteticamente, uma porção d'água pura, mas completamente ionizada, não havendo moléculas d'água e somente íons d'água. Isso seria um liquido iônico (BMI.BF4, lembra disso Fidel?) Agora sim dois eletrodos com uma baixa voltagem faria o que chamamos de eletrolise.

Enfim, a fase elétrica da eletrólise da água somente neutraliza íons d'água, ou transforma íons (OH-) em radicais livres (OH) e transforma, no mesmo momento, íons (H+) em átomos de hidrogênio solitários.

Duas outras fases químicas acontecem antes e depois da fase elétrica da eletrólise. Uma acontece sempre, com ou sem eletrólise, já a segunda fase química só acontece depois de acontecer uma fase elétrica da eletrolise, ou depois de ter se criado radicais (OH) e átomos de hidrogênio solitários.

A primeira fase química é a ionização da água, que pode ser a pouca auto ionização da própria água, ou a mistura de um eletrólito para aumentar os íons dentro d'água.

A segunda fase química, depois que os íons foram neutralizados e apareceu os radicias hidroxila (OH) e os átomos solitários de hidrogênio, se pudêssemos hipoteticamente paralisar essa fase por um tempo, veríamos que não seria produzido gás algum embora a corrente elétrica esteja passando pelo eletrólito em plena força. Ai depois que desligaríamos a energia elétrica e soltaríamos essa fase química para acontecer, ai, estando a água cheia de radicais hidroxilas acumulados de um lado e átomos solitários de hidrogênio acumulados de outro lado, sem interferência alguma da eletricidade já desligada, haveria uma explosão de bolhas de gases HH e OO.

O que eu quero dizer com com isso? Quero dizer que o que se diz da eletrolise ressonante, capaz de realmente atingir uma molécula d'água e não íons de água, é uma eletrólise diferente em tudo! Não ataca íons d'água e sim a própria molécula d'água.[/quote]

Qual sua opinião dessa ideia sobre a eletrólise?[/quote]

sei não, mas isso faz e não faz sentido, não sei da onde ele tirou isso, eu já havia lido algo parecido em um outro lugar, vou analisar com mais atenção, enfim, esta faltando algo, ou ele esqueceu de propósito ou não entendeu direito, quero mais tempo para te responder.
Uma coisa que eu não concordo com ele é essa história de eletrolise ressonante não alterar os íons da água, isso não faz nenhum sentido, mas que sou eu para contestar, não é.

Ver perfil do usuário

76 Re: HHO no OPALA 4cc + GNV Hoje à(s) 13:07

Conteúdo patrocinado


Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 3 de 4]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum